ALERTA: na região apenas 10% de preservação permanente. Só Guaraci precisaria de R$ 30 milhões para recuperá-la

Publicado em 18 de outubro de 2009 às 13h56
Atualizado em 02 de dezembro de 2009 às 22h37

Não é à toa que o prefeito de Olímpia, Geninho Zuliani (DEM), colocou em suas prioridades de governo a defesa do meio ambiente e a busca pelo Selo Verde do governo do Estado: um levantamento revela que na região restaram apenas 10% de área de preservação permanente. Só em Guaraci, na nossa comarca, por exemplo, serão necessários mais de R$ 30 milhões para recuperar o que foi devastado.

Os pesquisadores Antônio Carvalho e Carlos Henrique realizaram um trabalho a pedido da prefeitura de Guaraci. Eles identificaram, com imagens da Nasa, Agência Espacial Norte Americana, uma grande área devastada e descobriram que existem três mil hectares do município para serem recuperados. E foram além: 90% da região está devastada.

A preservação da mata ciliar é importante para a proteção dos cursos d´água como os que estão assoreados. Só em Guaraci existem quase trezentos quilômetros de margem de rio. Se o cenário continuar assim desse jeito, a água no futuro desaparecerá.

No lugar da floresta, que evita a erosão e o assoreamento dos rios, estão agricultores e hidrelétricas que captam a água. A degradação da floresta nas margens dos mananciais diminui o volume de água que entra nos reservatórios.

O engenheiro agrônomo da Casa da Agricultura de Guaraci identificou 250 produtores no município e afirma que 80% deles precisam recuperar a área que possuem. Muitos utilizam as propriedades de maneira irregular. Para mudar isso, a tarefa não será fácil.

Um outro levantamento da pesquisa aponta que para recuperar somente a área pertencente ao município de Guaraci, seriam necessários investimentos de mais de R$ 30 milhões. Quantia que o prefeito, Renato Azeda Ribeiro de Aguiar, diz que a cidade não possui.

Uma outra alternativa para a recuperação da mata ciliar é a adesão ao projeto Município Verde. Ele propõe questões que abordam ações ambientais prioritárias a serem desenvolvidas e recuperar áreas desmatadas no passado.

Assunto(s): ,

Leia também:

1 comentário

  1. LUIZ AUGUSTO DA SILVA disse:

    A defesa e a preservação do meio ambiente são fatores preponderantes para a “saúde” do nosso Planeta.

    Preocupado com este caos, criei o poema intitulado CONTROLE AMBIENTAL, publicado no livro O ARCO-ÍRIS DAS POESIAS, de minha autoria, editado em 2008,registrado no Escritório de Direitos Autorais, sob o número 445.462 – Livro 836 – Folha 122 – RIO DE JANEIRO – RJ, com o seguinte teor:

    Pertence ao Universo
    Um planeta imensurável
    Os projetos desregrados
    Prejuizo incalculável.

    Guerras nos continentes
    Queimadas, poluição
    Destroem a camada e ozônio
    Vejam só que agressão.

    Indústrias.Desmatamentos
    Sem controles ambientais
    Transformam rios e lagos
    Em verdadeiros lamaçais.

    Quem sabe no futuro
    Este quadro venha mudar
    Quando um ser mais inteligente
    Venha esta Terra habitar.

    O nosso planeta clama
    HELP,socorro,SOS
    Salvemos! Socorramos!
    Ou morreremos juntos.

    (TEMA IV – POLÍTICO SOCIAL – PÁGINA 42).

    ABRAÇOS DO POETA, LUIZ AUGUSTO DA SILVA.

Resposta para LUIZ AUGUSTO DA SILVA