Faleiros, da Cetesb, fala, observado pelo prefeito Geninho

Cetesb elogia ações ambientais e justifica aterro de Catanduva: “É seguro e está perto”

Faleiros, da Cetesb, fala, observado pelo prefeito Geninho
Faleiros, da Cetesb, fala, observado pelo prefeito Geninho

“Uma coisa é o povo falar, a outra é a imprensa ficar divagando, mas nada como uma sessão técnica como esta, trazendo especialista no tema, para discorrer sobre lixo e aterro sanitário”, disse o gerente regional da Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo), Davi Faleiros, de Barretos, que fez questão de acompanhar a sessão técnica promovida pela prefeitura, com iniciativa do líder de governo Luiz Salata (PP), na Câmara Municipal, terça-feira (17), com o engenheiro sanitarista Alexandre Gonçalves da Associação Brasileira de Limpeza Pública e Resíduos Sólidos, de Campinas (SP).

Mesmo adoentado e com febre, Faleiros participou da sessão técnica, aprovou as medidas emergenciais de Olímpia para atender ao esgotamento do conhecido ‘lixão’ e defendeu o fato da empresa contratada Mult Ambiental, de Votuporanga (SP), de estar levando o lixo de Olímpia para o frete mais barato da região: Catanduva (SP). Continue lendo e ouça o que ele disse na Rádio Blog.


Ainda elogiando a iniciativa da prefeitura, Faleiros ressaltou que “tenho a certeza que, quem esteve hoje aqui sairá com uma opinião muito diferente da questão ambiental”.De vereadores, apenas estiveram presentes, além do autor da iniciativa, Luiz Salata: José Elias Morais (PMDB), que fez a abertura, e Aguinaldo Moreno (DEM). O prefeito Geninho ZUliani (DEM), secretários, diretores da Prefeitura, alguns empresários, o presidente da Associação Comercial e Industrial (ACIO) Flávio Vedovato, além de populares e apenas dois representantes da imprensa local, também participaram da sessão. Foi uma das mais participativas pela representatividade e nível das perguntas e do debate.

Prefeito participa da sessão técnica sobre lixo urbano
Prefeito participa da sessão técnica sobre lixo urbano

Faleiros frisou que “o município que não investir em meio ambiente, no tratamento de seu esgoto e, principalmente, do lixo, não terá investimentos de ninguém, indústrias não virão, comércio ficará estagnado e a cidade vai parando, não recebe verbas”, e elogiou o comportamento do prefeito de Olímpia: “Qualquer investimento nestas áreas é a médio e longo prazos, com certeza o Geninho não irá tirar proveito político destas ações, por isso é louvável o que ele vem fazendo, até porque é comportamento quase que padrão dos prefeitos de fazerem apenas obras imediatas que geram bons olhares da população, mas este é um investimento de médio prazo que exige planejamento, articulação e uma série de coisas, por isso renovo os cumprimentos ao prefeito Geninho que está, sim, no caminho certo, não pode desistir e o resultado não vai aparecer da noite para o dia, mas o prefeito está com uma visão privilegiada”.

O diretor da Cetesb, ao analisar a ação emergencial da questão do lixo em Olímpia, na contratação de uma empresa para suprir a carência do ‘lixão’ esgotado, Faleiros explicou as razões pelas quais o lixo de Olímpia está sendo levado para o aterro sanitário licenciado em Catanduva, na visão empresarial do contratado:

“A empresa tem três opções, o aterro de Guará, a 150 quilômetros daqui, o de Onda Verde, a 74 quilômetros e, finalmente, de Catanduva, se não me engano, a 54 quilômetros de Olímpia. Os três tem condições plenamente seguras de receber resíduos sólidos, e a segunda alternativa é, obviamente, a questão do custo do transporte, e Catanduva oferece a menor distância, sendo assim mais viável em termos de tonelagem do lixo, só para esclarecer essa dúvida quanto à opção atual. A primeira é do ambiente seguro. A segunda é do preço pela distância em razão da tonelagem”.

Ouça na Rádio Blog o que Faleiros disse:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Um comentário em “Cetesb elogia ações ambientais e justifica aterro de Catanduva: “É seguro e está perto””

  1. A iniciativa do líder de governo, vereador Salata,
    evidencia-se.Faz com que ações ambientais sejam dígnas de elogios, formulados pelo gerente da Cetesb, Sr David Faleiros, de Barretos.

    Diante de um tema tão preocupante,transcrevo um poema publicado no livro O Arco Íris das Poesias, de minha autoria – Edição 2008:

    CONTROLE AMBIENTAL

    Pertence ao universo
    Um planeta imensurável
    Os projetos desregrados
    Prejuízo incalculável.

    Guerras nos continentes
    Queimadas! Poluição!
    Destroem, a camada de ozônio
    Vejam só que agressão.

    Indústrias; dematamentos
    Sem controles ambientais
    Transformam rios e lagos
    Em verdadeiros lamaçais.

    Quem sabe? No futuro
    Este quadro venha mudar
    Quando com coinsciência
    Venha o homem a atuar.

    O nosso planeta clama
    Help – Socorro – SOS
    Salvemos! Socorramos!
    Ou morreremos juntos.

    (TEMA IV – POLÍTICO SOCIAL – PÁGINA 42)- (Texto modificado pelo autor).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *