Alunos do projeto ‘Aprendiz Legal’ plantam árvores no Jardim Cote Gil

Publicado em 30 de março de 2015 às 13h41
Atualizado em 30 de março de 2015 às 13h41

Um grupo de alunos do Centro de Integração Empresa-Escola-CIEE, em parceria com a Divisão de Meio Ambiente da autarquia Daemo Ambiental, realizou o plantio de 22 mudas de árvores na rotatória do Jardim Cote Gil, na quarta-feira (25), mas só foi divulgado hoje (30), apesar do Diário ter conhecimento, mas foi cancelada a divulgação prévia.

DSC_0153

A iniciativa é parte integrante do Projeto Consciência Verde-Plantio de Árvores, que visa estimular a reflexão e mudança de comportamento para o consumo consciente, além de valorizar a prática da responsabilidade socioambiental com desenvolvimento da consciência ambiental.

Os alunos participantes da atividade estão no Projeto Aprendiz Legal, programa de aprendizagem realizado pelo CIEE voltado para a preparação e inserção de jovens no mercado de trabalho.

“Em nossos encontros são trabalhados os conceitos de cidadania, ética, identidades, trabalho e protagonismo juvenil, preparando o jovem não apenas para o mercado de trabalho, mas também para a vida. É uma oportunidade de promover a mudança social e contribuir para o desenvolvimento profissional e cidadão dos jovens”, explica Ana Carolina Sangali, instrutora do projeto Aprendiz Legal.

A equipe de Educação Ambiental da Divisão de Meio Ambiente da DAEMO Ambiental, com as monitoras Ana Lúcia Lopes Volfe, Assessora de Meio Ambiente, e Camila Valente Furquim Vicente, Engenheira Agrônoma, apoiou as atividades, com instruções sobre o plantio e manuseio de mudas e ferramentas. O plantio complementou a palestra de orientação sobre como plantar árvores em áreas urbanas e calçadas, ministrada pela engenheira, no dia 18 de março.

“Os alunos conheceram um exemplar arbóreo no ambiente urbano, suas interferências e necessidades. Conheceram árvores de pequeno, médio e grande portes, as que podem ser tóxicas, provocar alergias e acidentes com frutos. Enfatizamos sobre as estruturas que entram em conflito com arborização urbana como a rede elétrica, o espaço do passeio público, os encanamentos de água e esgoto, o trânsito e a acessibilidade aos pedestres”, ressalta Camila Vicente.

A equipe do Meio Ambiente da Daemo Ambiental providenciou os equipamentos e a retirada das mudas no Viveiro Municipal. Ana Lúcia Volfe ressalta que “os alunos fizeram a marcação para a abertura das covas para o plantio das mudas, a correção e a adubação na cova e realizaram o plantio das mudas, conforme a orientação técnica dada em palestra”.

Entre as espécies plantadas destacam-se os ipês branco, rosa, roxo e amarelo. Após o término da atividade, a Secretaria de Obras e Engenharia realizou a rega das mudas com água de reuso.

“O plantio de árvores é um ato de cidadania. Não basta simplesmente plantar. É preciso conhecer e se responsabilizar pela manutenção do exemplar plantado e estes alunos poderão levar à sua comunidade todo este aprendizado”, finaliza a Engenheira Agrônoma Camila Vicente.

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário