Mesa deixa escapar PLC para criação de seis cargos e bate de frente com Zé das Pedras

Publicado em 05 de março de 2011 às 7h10
Atualizado em 05 de março de 2011 às 17h13

zepedras Não era para estar na pauta da última segunda-feira que, por sinal, estava recheada com 16 projetos, além de requerimentos e indicações, mas, por descuido da nova Mesa Diretora, na pasta do vereador José Elias de Morais, líder do PMDB, estava uma cópia do Projeto de Lei Complementar criando seis novos cargos em comissão, com apenas duas assinaturas: do presidente Rodnei Rogério Freu Ferezim (Toto, PMDB) e de Gustavo Zanette (PSB), primeiro secretário.

Até o vice-presidente da nova Mesa, vereador Primo Gerolim (DEM), foi à tribuna e disse desconhecer de tal pretensão. O líder do PMDB foi, irritado, à tribuna, e deixou claro: “Sou contra, não vou votar isso nunca, além do mais é um absurdo criar um cargo de assessor de serviços gerais com o salário de R$ 1.978,11, o que fará um assessor de serviços gerais e com esse salário?”

Além do ‘assessor’ de ‘serviços gerais’, com esse salário, o mesmo valor seria compartilhado com um assessor de assistente contábil. E mais: um encarregado de departamento pessoal com o salário de R$ 2,2 mil, dois motoristas por R$ 700 cada e um recepcionista por R$ 700. Os atuais recepcionistas da Câmara de Olímpia são concursados e não por comissão. No total, sem encargos trabalhistas e previdenciários, os seis cargos dispenderiam R$ 8.256,00.

Pelas explicações do presidente Toto Ferezim, “o projeto não deveria estar na pasta dos vereadores, porque ainda estará em pauta”. Foi, talvez, um deslize.

***


* Fique à vontade para dar a sua opinião, mas atenção: se ele não aparecer no mesmo dia é porque, com certeza, você não leu a nossa política de comentários. No momento, está sob moderação.

Assunto(s):

Leia também:

1 comentário

  1. mario cesar disse:

    Bom era de se esperartendo em Olimpia os politicos que nos temos.Olha não adianta admirarmos porque politico e isso ai mesmo pensam simplesmente neles.Com tantas coisas p/ se fazer no municipio eles ficam perdendo tempo nas sessões com coisas que so interessam a eles.Em Olimpia entra A e sai B e tudo continua igual .A não ser as contas bancarias deles ne isso sempre muda.

Faça um comentário