Lei aprovada: Frente de Trabalho vai acabar em dezembro

Publicado em 10 de abril de 2012 às 0h25
Atualizado em 10 de abril de 2012 às 0h25

A lei criada no governo municipal passado sobre a frente de trabalho foi extinta hoje por maioria dos vereadores, através de projeto de lei do prefeito Geninho Zuliani (DEM), atendendo acordo feito no Ministério Público do Trabalho.

DSCN4209

Ela estará em vigência até o final do ano, segundo o projeto de lei discutido e aprovado em regime de urgência, conforme TAC (Termo de Ajuste e Conduta) assinado no último dia 3 entre o município e o procurador do Trabalho Tadeu Henrique Lopes da Cunha.

A denúncia foi feita pelo pintor Willian Antonio Zanolli, com o objetivo de encerrar este programa que tinha como objetivo auxiliar, temporariamente, o desempregado. Segundo o pintor, a lei estaria sendo usada ‘politicamente’. Cerca de 150 pessoas estarão sem trabalho através dessa frente a partir de 31 de dezembro deste ano.

A sessão legislativa foi marcada pela volta do vereador Humberto José Puttini (PTB) e da manutenção do suplente Luis Salata enquanto o vice-presidente Primo Gerolim (DEM) se mantém afastado por 60 dias para licença médica.

Assunto(s):

Faça um comentário