TRE cassa ‘prefeita de última hora’ de Valentim Gentil

Publicado em 01 de fevereiro de 2013 às 11h53
Atualizado em 01 de fevereiro de 2013 às 11h54

A prefeita eleita de Valentim Gentil, Rosa Luchi Caldeira (PP), foi cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo por se tornar candidata um dia antes da eleição de outubro do ano passado no lugar do marido, considerado ficha suja.

prefeita

A decisão foi publicada ontem. Até julgamento em última instância, ela permanece no cargo. Rosa substituiu o marido, Liberato Caldeira (PP), que fora impedido de disputar o pleito com base na Lei da Ficha Limpa, por ter condenação por improbidade administrativa em segunda instância.

A prefeita eleita foi cassada porque, segundo o TRE, substituir candidato poucas horas antes do pleito é ilegal por violar o direto do eleitor, que não foi adequadamente informado sobre a substituição. Na urna eletrônica, por exemplo, o candidato era Liberato. Rosa terá três dias – a partir de hoje – para apresentar recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A defesa da prefeita diz acreditar que o TSE votará a seu favor, porque o tribunal reverteu decisões de segunda instância em casos parecidos com a de Rosa. Em Macedônia, a prefeita Lucilene Marsola (PTB) também foi cassada pelo TRE na semana passada.

barbatira

Ela substituiu o marido, Moacyr Marsola (PTB), na eleição de outubro. Lucilene entrou com recurso no TSE.

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário