Deve e não paga: ex-funcionária da Farmácia da AFPMO consegue ação favorável no TRT

* O Diário da Justiça de São Paulo, na página do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), da 15ª Região, publicou sentença da juíza titular Silnei Garrido Lage, da Vara do Trabalho de Olímpia, favorável a Alessandra Bueno, ex-funcionária da extinta farmácia da Associação dos Funcionários Públicos Municipais (AFPMO), cujo presidente ainda é o servidor Antonio Delomodarme, Niquinha.

A sentença foi publicada anteontem, segunda (23), com prazo de cinco dias para a AFPMO opor embargos à execução da dívida ainda não paga àquela ex-funcionária. A juíza fundamenta que, em caso de silêncio, Alessandra poderá impugnar a sentença de liquidação e depósito.

SP – Diário da Justiça de São Paulo – TRT da 15ª Região

23/8/2010-TRT DA 15ª REGIÃO – OLÍMPIA – VARA DO TRABALHO
Despacho
Processo Nº 11700-57.2007.5.15.0107 Processo Nº 117/2007-107-15-00.9 RECLAMANTE Alessandra Bueno Advogado Oswaldo Antonio Serrano Junior RECLAMADO Farmácia da AFPMO – Ltda. Advogado Márcio Eugênio Diniz RECLAMADO Associação dos Funcionários Públicos Municipais de Olímpia Advogado Márcio Eugênio Diniz Tomar ciência do despacho de fls. 348, abaixo transcrito: Ao(s) advogado(s) do(s) RECLAMADO(s): 1. Ante a garantia integral da execução, intime-se a executada para opor embargos à execução, no prazo de 05 (cinco) dias. 2. No silêncio, intime-se o exequente para impugnar a sentença de liquidação e depósito. 3. Desnecessária a intimação da UNIÃO, ante o disposto na Portaria do Ministério da Fazenda sob o nº 176, de 19/02/2010. Olímpia-SP, 10/06/2010. SILNEI GARRIDO LAGE – Juíza Titular –

(Texto original do Blog do Concon®)

Protected by Copyscape Online Copyright Search

***

* Pode comentar à vontade, mas antes, por favor, leia a nossa política de comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *