Conciliadora do JECRIM convence Niquinha a pedir desculpas a repórter: convívio civilizado

* Após quatro anos de um convívio conturbado, talvez forçado pelas hostes ‘carneiristas’ a agredir moral e até fisicamente adversários e até repórter, o ex-vereador e hoje presidente renataem exercício da Associação dos Funcionários Públicos Municipais de Olimpia (AFPMO), Antonio Delomodarme (Niquinha), foi convencido a pedir desculpas.

Foi através da conciliadora da Justiça Especial Criminal (JECRIM), promotora Renata Sanches Fernandes Kodama, devido ao número de processos em andamento, em sua maioria queixas-crimes contra a moral e a honra, que Niquinha foi convencido a entrar num ‘acordo civilizado’ com o repórter e blogueiro Leonardo Concon na manhã desta quarta (6).

A queixa reclamada por Concon era a de que houve agressão moral, pública, de xingamentos e impropérios desferidos por Niquinha.

Anteriormente, na mudança da residência de Niquinha, nos fundos do Estádio, houve agressão física e também moral, em outra queixa registrada, e já com transação penal.

Sem entrar no mérito da queixa, a conciliadora advertiu Niquinha: “Veja o tamanho de sua ficha. Até onde isso irá parar? O senhor não tem mais direito a penas alternativas (transação penal). Não é possível um convívio civilizado?”

Ouvidas as reclamações de um, e de outro, a conciliadora propôs: “Se é por política, ou não, seja como for, as pessoas tem de ter um convívio social normal. Se uma das partes foi prejudicada, para isso existe a Justiça, e não será por agressões que as coisas se resolvem, vamos colocar uma pedra em cima desse processo. O senhor pede desculpas ao repórter, ele aceita, e pronto”.

Com os seus respectivos advogados, foi firmado um pacto atendendo ao apelo da conciliadora Renata Kodama. Concon e Niquinha se cumprimentaram e, a partir daí, espera-se que, realmente, o tratamento seja civilizado e profissional, mesmo em se tratando de assuntos da AFPMO, do próprio ex-vereador, ouvindo ambas as partes.

Na saída, Niquinha desabafou: “Quero viver o resto da minha vida tranquilo, pescando com minha mulher e nada mais. Nem eu, e nem você (se referindo ao repórter), ganhamos com essas situações”.

(Texto original do Blog do Concon®) Protected by Copyscape Online Copyright Search

***

* Pode comentar à vontade, mas antes, por favor, leia a nossa política de comentários.

Um comentário em “Conciliadora do JECRIM convence Niquinha a pedir desculpas a repórter: convívio civilizado”

  1. Leiam, por favor, este popular poema de minha autoria, publicado no livro O Arco Íris das Poesias:

    Reconciliação

    Existem situações
    Difíceis de superar
    Mas, com bom senso
    Podemos amenizar.

    Brigas…desentendimentos…
    Causam a dor. Causam mágoa.
    Devemos sempre evitar
    Tempestade em copo d’água.

    Problemas repentinos
    Criados por causas banais
    A solução amigável
    Produz o retorno da paz.

    Desavenças do passado
    Devemos esqueçer
    Aproveitemos o presente
    Para com felicidade viver.

    (título e texto modificado pelo autor).

    Paz e bem!

    Luiz Augusto da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *