Caso Fedatto: "Não se mata nem um porco assim", acusa o promotor. "Ele era valentão, foi matar e encontrou a morte", disse a defesa

Publicado em 23 de novembro de 2011 às 21h43
Atualizado em 10 de abril de 2012 às 19h16

100_4236Não se mata nem um porco assim”, disse o promotor Gilberto Ramos de Oliveira Júnior, ao acusar os irmãos Alessandro Luís Souza da Conceição (Nego) e Leandro Souza Conceição, de homicídio triplamente qualificado, motivo torpe, emprego de meio cruel e recurso que dificultou a vítima – João Carlos Fedatto – de se defender dos 21 golpes de faca e um tiro, há quase exatos dois anos.

100_4231Os irmãos, que estavam em liberdade, ainda estão sob o Júri Popular, no Fórum da Comarca de Olímpia, que iniciou às 9h, teve intervalo para o almoço das 14h30 às 15h30, e neste momento – 21h – iniciam as réplicas após as teses da acusação e da defesa. Esta última quer que o açougueiro Leandro não seja condenado por homicídio, mas por lesão corporal, já que teria tentado apartar a briga (segundo os advogados), e para o mototaxista Alessandro a legítima defesa pura ou putativa (meio pelo qual alguém, por erro justificável pelas circunstâncias, repele aquilo que lhe parece ser uma agressão injusta e atual). A acusação, evidentemente, quer a condenação de ambos. A sentença poderá sair após à meia-noite, e a Blog a trará.

100_4213

Alessandro, o “Nego”, segundo a denúncia, manteve relacionamento com Janaina, filha de Fedato, que engravidou. Quando soube, o pai ficou transtornado e passou a assediar “Nego”, exigindo que ele assumisse a paternidade.

100_4219

O Júri está sendo presidido pelo juiz da 3ª Vara, Hélio Benedine Ravagnani. Na acusação, além do promotor Gilberto Ramos, está o assistente, advogado Galib Jorge Tannuri. Na defesa, o trio de advogados Antonio Martins Correia, Nilton Velho e Gustavo Rosa Guimarães. No Conselho de Sentença, quatro homens e três mulheres da comunidade.

100_4221

A ACUSAÇÃO

“A sociedade vai nos cobrar respostas desse crime bárbaro, o cidadão não pode sair de casa com medo, precisa de segurança”, disse o promotor dirigindo-se aos membros do Júri. Ele descreveu cada fase do processo, didaticamente, desde o primeiro boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia; demonstrou os lugares em que Fedato levou as facadas (mostrando também o laudo necroscópico), e afirmou não acreditar que a vítima estivesse armada, como foi alegado, porque, também segundo o laudo, o tiro foi em ângulo reto, perpendicular ao plano, e não à esmo, como se alguém estivesse segurando a mão de Fedato para que errasse o tiro.

100_4225

“Nunca vi um meio cruel tão evidente em minha vida. Foram chutes, tiro, golpes de faca, o réu em cima da vítima, o sofrimento de morrer dessa forma”, assinalou o promotor, e comparou: “Eu tenho um cão que é cego de um olho, pesa 42 quilos, não imagino ele sofrer ou morrer da forma como ocorreu com a vítima”.

100_4222

O promotor disse que, além disso, o motivo foi torpe: “Qual pai não vai tirar satisfações para defender a filha que está grávida? Ele estava caído no chão, com 21 facadas, e ainda levou um tiro”. Ele afirmou, também, que “a faca chegou a se quebrar em três pedaços, tamanha foi a violência dos golpes”.

100_4228

Ele revelou, ainda, que, no cargo de promotor, tem certeza que as cidades de Olímpia, Guaraci e Severínia, “são extremamente violentas, convivo diariamente com crimes, tráfico de drogas, e sei que a sociedade quer segurança e espera respostas de nós, autoridades judiciárias”.

100_4207

“Mais do que a emoção do que ocorreu, é preciso ver as inúmeras provas técnicas que o processo contém, por isso, tenho certeza absoluta da condenação de ambos”, concluiu.

100_4230

Por sua vez, o assistente de acusação, Galib Jorge Tannuri, com a sua retórica mais incisiva, sempre citando juristas e doutrinadores reconhecidos em todos os Tribunais, iniciou afirmando que “também venho para defender e não acusar, defender a vítima, a honra e a dignidade de um homem que morreu como um desprezível animal; ninguém quer vingança, mas sim Justiça”.

100_4235

E, dirigindo-se aos jurados, citou casos antigos de Olímpia, como “do lampião Aníbal Vieira”, a rixa da família Rampazzo, e outros casos policiais, a maioria em que ele participou como advogado e venceu: “O Conselho de Sentença sempre fez correta Justiça, não se pode deixar o crime impune e a sociedade sem respostas”.

Galib elogiou as testemunhas Carlos Henrique, pastor e vizinho dos fatos, e de Luana Pereira de Souza, também vizinha, “que descreveram, sem medo, e com riqueza de detalhes, como ambos atacaram e mataram o pobre Fedatto”.

O advogado de acusação, na mesma esteira do promotor, disse que “no processo há um turbilhão de provas técnicas, além das testemunhas (a testemunha é a mais prostituta das provas)”, e também pegou o laudo necroscópico apontando-o como a principal delas, mostrando as perfurações de facas, que variaram de 1 cm a 4 cm de profundidade, e demonstrou que, além da faca, houve também a participação de um estilete contra Fedato.

Antecipando a tese da defesa – a de legítima defesa – Galib citou o artigo 25 do Código de Processo Penal, onde cita que “legítima defesa é para repelir a agressão moderadamente, e não com 21 facadas, chutes e até tiro”.

E, concluiu: “Neste processo, tem muita mentira em cima de mentira, mas não há como desmentir as provas técnicas e as fotos do dia dos fatos”, daí chegou até a chocar alguns jurados com fotos de Fedato esfaqueado e com as vísceras para fora, perguntando: “Isso agrada ao senhor? Agrada à senhora? É isso que queremos para a nossa sociedade? Isso é legítima defesa?”

Antes de encerrar o seu tempo, advertiu: “A defesa dos réus tentará desmontar toda essa realidade, difamará a memória do senhor Fedato dizendo dos processos que ele teve no passado, mas nunca foi condenado, o que não podemos perder de vista é este processo e não o passado de alguém que não está aqui para se defender”.

A DEFESA

De fato, a defesa ocupou dois terços de seu tempo (de duas horas e meia, quase duas horas) com cópias de processos contra João Carlos Fedatto, a maioria de sua ex-mulher acusando de agressões constantes, brigas, ameaças de morte. Outros de porte de arma. E até um onde Fedato, o pai, em meio à uma briga, joga uma faca contra o filho adolescente, acertando na parede.

100_4239

O advogado Antonio Martins Correia (“sargento Correia”) disse: “Fedatto tinha índole ruim, era mau, andava armado, foi processado por ter uma 7.65 em casa, metido a valentão, a primeira mulher disse que apanhava todos os dias”.

“Ele foi matar, mas encontrou a morte”, acrescentou o advogado de defesa.

Citou diversas jurisprudências (julgados que vão se tornando doutrina) em que “não é considerado meio cruel a quantidade de facadas, assim como não é meio cruel a quantidade de socos; meio cruel é quando, por exemplo, você dá uma facada lentamente, espera um pouco, dá a outra, e assim vai demorando para chegar ao término, neste caso, os réus agiram rapidamente diante de tantas ameaças que Fedatto vinha fazendo, inclusive determinando abertura de conta em farmácia, compra de carrinho de bebê e que o pretenso pai assumisse a paternidade, ainda aos sete meses de gravidez, sem esperar a criança nascer e fazer o teste de DNA”.

“Não há qualificadores e nem crime cometido por ambos”, disse Martins Correia. E pediu para que o Conselho de Sentença opte pela “legítima defesa real ou legítima defesa putativa”, e mais: “Cadeia é a escola da marginalidade. Ambos ficaram presos por quase nove meses, estão livres e trabalhando, tem residência fixa e são trabalhadores”.

100_4240

Na última parte do tempo concedido à defesa, o advogado Gustavo Rosa Gonçalves foi na mesma linha de raciocínio de seu colega: “Fedatto não era flor que se cheirasse, tinha fama de valentão, tudo tinha de ser de seu jeito, ou faz ou morre, nunca ameaçava com socos, mas com facas e armas, a sua história de processos demonstra isso, embora nunca condenado, mas depoimentos da ex-esposa, de vizinha e até afirmações do Ministério Público no oferecimento de algumas denúncias, demonstravam o quanto Fedatto não só tinha a fama, mas era de gênio ruim”.

O advogado revelou, ainda, que, um mês após o crime, em dezembro de 2009, foi encontrada uma arma escondida no forno de um fogão a gás da casa de Fedatto, demonstrando que ele possuía armas”. A arma era um Taurus, calibre 38, com três cápsulas intactas.

Gonçalves demonstrou, ainda, que, segundo o laudo necroscópico, Fedatto não morreu com o tiro, e sim devido às perfurações de faca, por isso pediu ao Conselho de Sentença que absolvesse o açougueiro Leandro, acusado de disparar, segundo ele acidentalmente, ao impedir a arma de Fedatto. E também desmentiu o meio cruel e o motivo torpe: “Houve ameaça premeditada de Fedato, foi Fedatto quem ligava, até anonimamente para Alessandro, foi Fedatto quem deu ao mototaxista o ultimato de abrir conta, comprar carrinho, e assumir a paternidade em 24 horas sob ameaça de morte, e foi Fedatto quem foi, em peregrinação, pela cidade, atrás de Alessandro”.

100_4238

“As verdadeiras vítimas são esses dois rapazes, peço, assim, a absolvição de Leandro do crime de homicídio ou, pelo menos, mudem para lesão corporal, e para Alessandro, a legítima defesa”, concluiu Gonçalves.

O Blog interrompeu a cobertura da audiência para essa primeira reportagem, aguardando, assim, o desfecho para as próximas horas do caso. As fotos foram permitidas pelo juiz Hélio Benedine, desde que sejam preservadas as identidades do Corpo de Júri.

***

 

* Fique à vontade para dar a sua opinião, mas atenção: se ele não aparecer no mesmo dia é porque, com certeza, você não leu a nossa política de comentários. No momento, está sob moderação.

Assunto(s): ,

Leia também:

26 comentários

  1. Alan Lemos disse:

    Força!! nego e alemão deus sabe o que faz

  2. penha disse:

    justiça foi feita

  3. Talyta disse:

    Mesmo se foi em legitima defessa, eles tem que pagar, por que nenhum ser humano tem o direito de tirar a vida do outro! Se for assim qualquer um vai sair matando só por causa de ameaças!

  4. Pantera disse:

    Não sou a favor da violencia. Mas CANONIZAR uma pessoa, que faz ameaças, tenta tirar a vida do próprio filho, agride a esposa, vai na casa do Alessandro ¨ele deve ter ido apenas tomar um café¨, ele procurou até encontrar, infelizmente agora duas pessoas queridas em Olímpia vão pagar por querer viver.
    Carlos Henrique, (João 8:44) não vou de maneira alguma lhe intitular pastor (isso é ofender homens de DEUS) espero que você um dia se de conta das barbaridades que fez, e não se esqueça o dia do JUIZO vai chegar para todos.

  5. PANTERA disse:

    Carlos Henrique (João 8:44) pode ter certeza que a justiça de DEUS chega.

  6. anonino disse:

    um morre por querer fazer justiça com as mãos , dois são condenados por se defenderem com violencia.tudo errado, e a MENINA GRAVIDA de boa , com outro já.esse é o nosso mundo.

  7. Luis disse:

    força nego e alemao deus esta com
    tigo

  8. fernanda disse:

    Alguem pode me informar se foi feito o teste de D.N.A do filho que ela diz ser do Alessandro?
    Sei que não sou Deus para julgar, mais na minha opinião acho que ela merece uma punição caso o bebe nem seja filho dele.

  9. Paulo disse:

    .. .////

    pra kem naum conheçe é facil fala,aposto q ninguem ae sab oq aconteceu de vdd
    conheço ela e sei q é uma otima pessoa
    q perdeu o pai
    e seu filho tem um pai assasino
    todos tem uma parcela de culpa
    mais agora naum adianta condena ela
    acho q ja sofreu di mais com td isso
    pois cria o filho sozinha sem depende de ninguem
    o pai erro em procura faze justiça com a propia mao
    mais o nego tbm,por naum ter sido homem de assumi pelo menos o filho
    agora naum adianta mais kere ser pai,acho um poko tarde pra isso

  10. Re disse:

    para quem ta de fora é bem facil julga,conheço a moça e sempre participei desse problema desde o inicio!A vida dela tem q continuar,até pq a vida dele continuo,hj ele é casado e ja tem outro filho.
    E quanto ao DNA,acho q só enteresa a eles,se foi feito ou nao,ninguem precisa saber,até pq kem cuida da alimentaçao e cria o filho com amor é só a mae!
    Graças a Deus ela cuida muito bem da criança,sem depende de 1 real do pai.

    Ambos eerraram,mas a vida de João naum tem volta!

  11. Cris disse:

    Agora todos querem achar um culpado, quem não sabe do fato ocorrido por favor, não fale besteira.
    Conheço a moça, acompenhei de perto tudo o que ocorreu a culpa não é dela, aconteceu com ela o que qualquer pessoa está sujeito ter um filho, mas graças a Deus ela nunca precisou do Nego, pois ela faz o papel de pai e mãe, com muito carinho e amor, sobre o DNA vc´s querem saber de mais, deixe que os interessados se resolvam e se quiserem resolver.

    Ok aconteceu uma tragedia, tudo poderia ter sido diferente, mas o temperamento dos ambos, contribuíram para um resultado que não se volta atrás.

  12. ROGERIO - COLEGA disse:

    Leandro, quando a biblia fala da historia de José, conta que ele foi preso, nem sempre quem esta preso é bandido ou assassino, o proposito de DEUS na vida de José era salvar toda sua família e o povo de Israel, então confia no SENHOR que ELE é DEUS.

  13. Meu pai agiu de impulso sim mais o nego tem a grande parcela de culpa pois ja havia conversado sobre a criança.
    não era novidade pra ele eu estar gravida. Nao condeno e nem absolvo ele,a justiça dos homens foi feita,agora é só aguadar a de Deus,pq na de Deus o verdadeiro culpado pagara,E minha vida segue,e se realmente tem uma “vitima” nessa historia é meu filho,que vai crescer sem o convivio com o pai,e o avô.E quando crescer vai querer saber quem é o pai e oq aconteceu.Preciso ser forte,pq meu filho só tem a mim,pra educar da amor e cuida,infelismente pai nao é oq faz,e sim oq da amor e cuida!
    Não tenho culpa do temperamento dificil do meu pai,tanto q só fiquei sabendo do ocorrido beem depois,pois nem na minha casa estava!sinceramente naum sei oq realmente aconteceu,sei só oq ouvi da boca do alessandro,a versão do meu pai infelismente naum tive a oportunidade de ouvir.
    Essa historia poderia ter tido um fim diferente,mais Deus naum te da uma cruz q naum possa carregar.
    Foram 2 familias q se acabaram,q sofrem com tudo isso.
    Só peso a Deus força para continuarmos!
    qualquer um podi vim aque e posta oq quiser neeh,quem naum me conheçe naum podi me julgar,vcs só sabem o meu nome,naum quem eu sou de vdd.

  14. PAULA disse:

    LE & NOGO FORÇA MEU AMIGO PODE FICAR SUSSEGADO QUE DEUS VAI FAZER JUSTIÇA VCS VAI SAIR DESSA TA . CONFIA EM DEUS EU VPOU ESTA ESPERANDO VC AQUI PRA NOS FAZER AQULE CHURRASQUINHO EM BJ FICA COM DEUS

  15. fernanda disse:

    Parabéns, Janaina pois além de vc acabar com a vida do Alessandro acabou com a vida do Leandro de tabela.

  16. cris disse:

    Querida Janaina parabéns….falou bem….

    Cara leitora Fernanda ela não acabou com a vida de ninguém, ela não pediu para eles matarem o Pai, por favor, é muita besteira para uma pessoa só.

  17. ghcosta disse:

    como este homem poderia ter reagido para ser classificado este ato como legítima defesa??? Irmão você não esta apenas contra a palavra, mas vai contra toda teoria da medicina!!!!!O que me resta disser é para todos os leitores deste comentário que o Pr Carlos apenas relatou o que viu e nada mais.

  18. ghcosta disse:

    Ola irmão Pantera, isso se é que te posso te chamar de irmão dado ao comentário que você fez contra o sacerdote de Deus o Pastor Carlos, mas enfim, você conhece a palavra e você entende que uma arvore se conhece pelos frutos, bem sei eu e demais pessoas nesta cidade quem é o Pr Carlos, uma pessoa do bem que produz frutos de salvação, curas, libertação e muito mais através de Deus utilizando sua vida, isto é evidente. Sendo assim chego a uma conclusão, que esta árvore produz bom fruto. Mas não posso dizer o mesmo de você, já que você vive uma vida de fornicação, acusando erroneamente pessoas de Deus por falar a verdade. É notório seus frutos ruins Sr Pantera, embora você demonstre seus frutos serem bons, mas quem te conhece realmente sabe o que tem dentro de você, toda a podridão. Não me surpreendo de você utilizar a palavra de Deus para persuadir as pessoas que lêem seus comentários objetivando degrenir a imagem do Pr Carlos, porque Satanás também usou a palavra contra Jesus. Mas seja inteligente use a lógica, uma pessoa inocente acusarias testemunhas de morte como estes dois assassinos fizeram?????O que eles fizeram foi legítima defesa????Ridículo não …Pode uma pessoa após ser apunhalada por 02 CRUÉIS assassinos e ter levada 10 facadas em seus órgão vitais ainda esboçar qualquer reação, sendo necessária cravar ainda 11 facadas??????como este homem poderia ter reagido para ser classificado este ato como legítima defesa??? Irmão você não esta apenas contra a palavra, mas vai contra toda teoria da medicina!!!!!O que me resta disser é para todos os leitores deste comentário que o Pr Carlos apenas relatou o que viu e nada mais. A você Pantera fica as minhas orações para que um dia você venha a aceitar Jesus de coração e possa se converter e se tornar um amigo mais chegado que um irmão!!!! Abraços….Escolha Jesus e não Barrabas!!!!!!!!

  19. eva disse:

    amiga quem acabou com a vida do alessandro foi ele mesmooo.. e a do leandro foi o impulso de ver o irmão em perigo… eu não conhecia nem o nego nem o irmão mais conheço demais a familia do joão sei bem quem era o joão e a janaina… agora vcs estão qurendo inocentar um homem q matou outro com 21 facada e isso não foi simples assim como vcs estão querendo fazer parecer… agora a janaina e tão vitima nessa historia quanto todos os outros envolvidos pq quando o nego saiu com ela sabia q poderia engravidar. Agora é facil todos condenarem ela pelo acontecido mesmo pq qualquer desfeicho ruim em nossas vidas culpamos um… eu sou amiga dela sou comadre dela e sei o q ela vem passando nesse periodo todo.. gostaria de dizer a todos q antes de criticar essa moça ou falar dessa historia toda sem saberem como ela realmente aconteceu façam o contrario facam o q CRISTO nos ensina vamos orar pelos envolvidos pedir a DEUS q conforte cada um da maneira q cada pessoa precise… A PAZ DO SENHOR JESUS A TODOS …

  20. marcia disse:

    fernanda :
    Parabéns, Janaina pois além de vc acabar com a vida do Alessandro acabou com a vida do Leandro de tabela.

    FERNANDA
    a culpa não é dela não ta
    o erro foi dos dois se tivessem evitado nada disso teria acontecido
    foi um erro tudo bem!
    mais pelo que eu sei errar é humano perdoar e divino
    todo mundo erra e tenho certeza absoluta que já erro

  21. Herica disse:

    Nego e Alemão
    Sei que Deus vai Trazer voces de volta .
    só quem sabe de verdade quem é voces pra saber

    fica com DEEUS , e que jaja seis tão de volta .

    Deus jamais iria abandonar um filho dele, bejos e abraços de seis AMIGOS .
    ta dificil de mais viver sem voces , mais sei que logo voces estarão aqui .

  22. deise disse:

    sou esposa do nego e o unico filho que ele tem é comigo!é facil sair apontando um pai!mas na hora de provar e fazer o dna pula fora .porque sera?

  23. Allan disse:

    Anderson você foi super infeliz no seu comentário, fica um conselho meu á você, até o TOLO tornasse sábio quando se CALA perdeu um grande oportunidade de ficar em quieto, Não foi em seus braços que o Sr. Fedatto morreu, foi nos Braços do Pastor que em Desespero, fez o apelo para que ele aceitasse a Jesus, em suas Ultimas forças e suspiro, Chamar ele de Pastor é uma ofensa aos outros como você disse, VOCÊ deveria se envergonhar de se intitular Cristão,
    fica minha Pergunta A VERDADE NÃO MANIFESTA MAIS JUSTIÇA? Eco Comentário (sua opinião é apenas um eco,) as muitas vocês e testemunhos das pessoas elas por si só Calam comentários desnecessários como os Seus.

  24. Trajano Barbosa Neto disse:

    Apenas uma observação: na matéria, abaixo da foto do dr. Galib J. Tannuri, no trecho onde diz que ele cita casos antigos de Olímpia, há uma referência sobre o “lampião de nossa região, mas o nome foi grafado errado. Seu nome era Aníbal Vieira e não Aníbal Teixeira.
    Sobre o caso em questão, fui colega de trabalho do Fedatto na Ciafundi durante vários anos e posso dizer que foi um grande amigo que perdi. Defeitos todos temos, mas se como os advogados de defesa disseram que a índole dele não era boa, a de quem pratica um crime como este é o quê?

  25. josé carlos disse:

    É JANAINA EM PRIMEIRO LUGAR VC TEM QUE (editado) ANTES DE FALAR MAL DO SEU PAI, VC TEM QUE VÊ COM QUEM VC VAI PARA CAMA, SERÁ QUE VC TEM CULPA? O TEMPO LHE DIRÁ, QUANTO AOS DOIS ESPERO QUE A CADEIA DE UM JEITO NELES. SÃO DOIS COVARDES, DOIS BICHOS, QUE ELES MOFAM NA CADEIA, LIGITIMA DEFESA COM 22 FACADAS E UM TIRO, AGORA SÓ FALTA VC IR VISITAR ESSA COISA NA CADEIA, PARABENS PASTOR!!! SÁBIAS PALAVRAS, JOÃO CARLOS SÓ QUIS DEFENDER A HONRA DA FAMILIA.
    SENTIREMOS SAUDADES, VC SEMPRE SERÁ O MEU PRIMO ADORAVEL E MEU IRMÃO DE CRIAÇÃO, QUE DEUS O TENHA.

Faça um comentário