Primeira Semana do Deficiente: cinco dias de aprendizado, beleza e exemplos

Publicado em 13 de outubro de 2013 às 19h47
Atualizado em 14 de outubro de 2013 às 10h41

Texto e Fotos Cristiane Gracindo — De 6 a 10 deste mês, foi comemorada em Olímpia a Primeira Semana do Deficiente, organizada pela entidade DOA (Deficientes Olimpienses Associados), fruto, entre tantos outros esforços, do sonho de uma jovem de 20 anos, Mariáh Arantes. Confira galeria de fotos no final da reportagem.

deficiente-capa

Inicialmente, a ideia de uma associação nasceu de um time de basquete sobre rodas, no ano de 1993, em Olímpia, onde o professor de Educação Física José Paulo Feliciano Olmedo, e alguns portadores de deficiências físicas, reuniam-se e partilhavam as suas dificuldades. Buscaram no esporte, a disciplina necessária para se tornarem não apenas vencedores de uma partida, mas cidadãos capazes. Através da luta e do desenvolvimento pessoal, tornaram-se exemplo para outros tantos que vieram desde então.

DSC_6593Com a soma de muitos esforços, e a ajuda de pessoas que abraçaram a ideia, como a do fisioterapeuta Marcio Brás Pinto, fundou-se a DOA, em 20 de dezembro de 2005, realizando o sonho de mais de 13 anos.

A Semana do Deficiente que já faz parte do calendário municipal, teve início com uma missa na Paróquia São João Batista (6), nos dias 6 a 8 trabalhou a conscientização sobre a vida do deficiente através de uma caravana nas escolas estaduais, desfile na Praça da Matriz com os integrantes da DOA, Simpósio sobre a acessibilidade, jogo amistoso ao Ginásio de Esportes com a apresentação do time do Basquete sobre Rodas de Olímpia, pedágio com o auxílio do Tiro de Guerra e, finalmente, foi encerrada com um desfile de moda especializada acompanhado por um jantar beneficente, doado pelo restaurante Ibiza, do Thermas Olímpia Resort. Uma semana agitada que mobilizou e surpreendeu toda a sociedade.

Missa

O evento nasceu no ano passado com a primeira edição do “Modelando Sentidos”. Trata-se de um desfile de moda especializada para o deficiente físico, que durante um almoço comunitário promovido pela DOA, foi reproduzido e promovido por Mariáh Arantes. Mariáh, 20 anos, nascida em Olímpia, estudante do curso de Tecnologia em Design de Moda, na UTFPR em Apucarana no Paraná e cursa o último período. A jovem revelou ao Diário de Olímpia o seu ‘amor incondicional’ pela DOA além de detalhes específicos dos trabalhos que desenvolve para auxiliar a entidade, onde se considera apenas colaboradora.

DSC_6709

Modelando Sentidos é um evento que nasceu à partir de um concurso de moda inclusiva, criado por Daniela Auler da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Governo do Estado de São Paulo.

DSC_6745

Neste ano, o convite de Mariáh foi aceito por Daniela Auler e o ‘Modelando Sentidos’ foi realizado na quinta-feira (10), no Thermas Olímpia Resort, onde integrantes da DOA tiveram os seus momentos máximos no desfile que é sucesso estadual. O ‘Modelando’ trouxe para o evento a presença de Marinalva de Almeida, atleta paraolímpica e campeã de iatismo, do Comitê Paraolímpico Brasileiro.

Outras apresentações foram ao palco do Resort, como a dança da APAE, o coral de cegos de Fernandópolis, além do time de Basquete sobre Rodas de Olímpia, aplaudido de pé pelo público.

DSC_6636

Grandes parcerias foram formadas para que a semana ocorresse, como a do Thermas Olímpia Resort, um dos principais patrocinadores, também palco do Simpósio do último dia 8, onde o presidente da Câmara, vereador Humberto José Puttini entregou, em nome do prefeito Geninho, um terreno para a sede própria da entidade. O Simpósio contou com a presença de várias autoridades, além de membros representativos da sociedade.

A sociedade brasileira cada vez mais entende o deficiente físico como alguém que, apesar de suas limitações, é capaz de produzir e realizar, com direitos e deveres que devem ser respeitados. Olímpia, através da DOA, participa ativamente dessa corrente. O exemplo deixado pela Semana do Deficiente discutiu muito sobre isso.

DSC_6690

Uma jovem de vinte anos sonha e, através de grandes parceiros, consegue realizar um evento de uma magnitude ímpar. O que nos leva a refletir, se cada um fizer sua parte o deficiente nunca estará à margem da sociedade.

A Igreja abriu suas portas, a voz do povo aclamou, a criança conheceu a realidade, o professor de educação física chorou, o terreno para a sede chegou, a atleta campeã ensinou, a beleza teve sua participação, o restaurante serviu do bom e do melhor a todos e, o Resort mostrou isso tudo para o turista que conheceu um pouco do coração olimpiense. A DOA nasceu de um jogo de basquete, onde as dificuldades são enfrentadas e não entendidas. Este certamente é um dos maiores exemplos de igualdade para todos.

Parabéns Mariáh, parabéns Paulinho Olmedo, parabéns DOA, parabéns Olímpia! E que venha 2014.

GALERIA DE FOTOS

Clique na imagem abaixo para curtir a galeria de fotos do evento:

flickr-doa

Assunto(s): ,

Leia também:

1 comentário

  1. Alexandre disse:

    Parabéns a Cristiane Gracindo pelas lindas palavras e agradecido Leonardo Concon por mais este apoio na divulgação de nosso evento. Contamos com vocês.

Faça um comentário