precisa-de-vc_thumb.jpg

Precisa-se de Você!

* Por Ivanaldo Mendonça — O noticiário divulgou que a maioria das pessoas relaciona, diretamente, Natal à família, reforçando que não se confere sentido religioso à celebração. Ouvindo, “Tenho vergonha de passar Natal com minha família”, quis saber as razões. “Conto às vezes em que fui visitada por meus filhos ao longo de 365 dias. Uma grave doença me impede de caminhar; ir à Igreja está entre as poucas coisas que gosto e, sequer se dispõem a levar-me.

precisa-de-vc

Como celebrar com quem desconhece o verdadeiro sentido Natal e de ser família? Em casa, embora não haja mesa farta, há um coração aberto para receber o Cristo que renasce.” Admirou-me a reflexão, bom senso e coerência daquela mulher.

A notícia contradiz a realidade dos fatos, não porque seja falsa, mas porque, desconhecer o verdadeiro sentido do Natal, significa desconhecer o verdadeiro sentido de ser família. Assim como pessoas em torno de uma mesa, comendo e bebendo não é sinônimo de família, luzes nas fachadas e troca de presentes não é sinônimo de Natal.

Enquanto muitos brindavam ao desperdício, em cidades devastadas pelas enchentes, nossos irmãos, membros da família humana, não tinham o que comer. Uma profunda crise interpela e responde nossas perguntas, com um emblemático ‘Precisa-se!’.

Precisa-se de Mulheres que, a exemplo da jovem Maria de Nazaré, sem se sentirem diminuídas em sua dignidade e feminilidade, acolham a vida, através da maternidade e atitudes, dispondo sua delicadeza e sensibilidade, mantendo-se firmes na fé, esperança e amor! Precisa-se de Mulheres!

Precisa-se de Homens que, a exemplo de José, sem se sentirem diminuídos em sua masculinidade, mais que força física, dotados de senso de justiça e fraternidade, disponham sua firmeza e segurança a serviço da construção de um mundo solidário. Precisa-se de Homens!

Precisa de Pastores que, a exemplo daqueles de Belém, sem deixar o trabalho, encontrem tempo suficiente para acolher o Salvador, deixando-se preencher e compartilhando a paz. Precisa-se de Pastores!

Precisa-se de Sábios que, a exemplo dos três reis, procurados pelos homens, por seu vasto entendimento, reconheceram, no menino que nascia o cumprimento das profecias, e indo ao Seu encontro, sem se sentirem diminuídos, curvaram-se diante da sabedoria divina. Precisa-se de sábios!

Precisa-se de Anjos que, como mensageiros, em coro, anunciem: “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados”, em todos os lugares, espaços e tempos, fazendo renascer a esperança e o anseio pela paz. Precisa-se de Anjos!

Precisa-se de Famílias que, a exemplo da Família de Nazaré, muito mais que ajuntamento de pessoas se reconheçam espaço para o cultivo do amor, perdão e diálogo, abrindo-se à realidade da grande família humana. Precisa-se de Famílias!

Assim será Natal! Assim seremos família! Assim venceremos a força dos Herodes de todos os tempos que, buscam destruir a beleza da vida, da fé e da esperança em suas múltiplas manifestações. Para que, de fato, o ano vindouro seja próspero, precisa-se de Nós, precisa-se de Mim, precisa-se de Você!

Feliz e abençoado 2014!

 

* Ivanaldo Mendonça

Padre, Pós-graduado em Psicologia

Siga o Diário de Olímpia no Twitter, Facebook e Flickr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *