Polícia avalia em, no máximo, 800. Professor diz que ‘perdeu o controle’

Publicado em 20 de junho de 2013 às 20h51
Atualizado em 21 de junho de 2013 às 23h39

O primeiro protesto de Olímpia, acompanhando o evento nascido na capital e que se estendeu pelo País nos últimos dias, aqui convocado pelo professor municipal Marcozalém Calsavara Gomes, efetivo da EMEB “Profª Zenaide Rugai Fonseca”, e por ele conduzido a partir do Terminal Rodoviário, às 17h30, durou pouco mais de duas horas, culminando, de novo, na Rodoviária, após um giro pelo quadrilátero central, passando pela Câmara de Vereadores, Prefeitura e até o prédio onde reside o prefeito Geninho Zuliani (DEM). Mas, o professor reclamou para um policial que ‘perdeu o controle’, só era para irem até à Câmara, mas eles subiram, deram a volta à Praça, passando por Prefeitura, Gabinete da Praça e nem perdoaram o edifício onde o prefeito Geninho reside, e que a sua esposa dará à luz neste sábado (21).

IMG_7598

A princípio, na primeira meia hora, a Polícia Militar, que detém os métodos científicos de avaliação de multidão, a contagem foi de cerca de 600 manifestantes – mais de um terço, adolescentes. A PM avalia que, ao final do evento, o movimento pode ter crescido em até 800 pessoas. Não mais do que isso, segundo o capitão Vinicius Zoppellari.

IMG_7662

Sem uma organização temática, os cartazes reclamaram de tudo, até da falta de uma lanchonete Mac Donald’s, até o alto preço da cerveja. Cobraram a presença da UEUO (União dos Estudantes Universitários de Olímpia), que, segundo eles, não repassa o subsídio do transporte de ônibus há alguns meses; e muitos copiaram chavões de manifestações maiores, como ‘O Gigante Acordou’ e ‘Coloca os 20 centavos no SUS’. Até este jornalista foi lembrado pela turba, mas em tom festivo, como foi festivo evento durante todo o seu trajeto, sem muitos problemas.

IMG_7537

Destaque para o trabalho da Polícia Militar, sob o comando do capitão Vinicius Zoppellari, que contou com reforço da Força Tática de Barretos. O trânsito era fechado por onde os jovens, em sua maioria, passavam , e depois liberado. As motos da ROCAM abriam o caminho, protegendo e fiscalizando a passeata para a não inclusão de vândalos, conforme tinham conhecimento de que estavam infiltrados. Pontualmente às 19h40, alguns policiais militares puderam retornar à base da 2ª Companhia.

IMG_7590

“Quero agradecer à população e aos manifestantes que foram ordeiros, e também aos meus homens. É assim que se constrói democracia, onde todos se respeitam. Algumas pessoas soltaram bombas, pedras, mas nada grave. Tudo controlado”, disse Zoppellari ao Diário.

Até a jovem americana, de intercâmbio Rotary, participou com uma frase curiosa: 1º Progresso, 2º Ordem, invertendo a frase da bandeira de nosso País, como se fosse possível ter progresso sem ordem. Talvez, só nos EUA.

IMG_7616

Talvez ocorra outra manifestação no domingo, na praça principal.

Primeira parte de fotos, até à Câmara Municipal, por Daniel Diotto Fotografia (17 9751-2123)

[nggallery id=298]

Assunto(s):

Leia também:

43 comentários

  1. joao vitor disse:

    Eu me adimiro como uma pessoa sai de casa,para ie em um protesto,por mais educaçao saude,leis firmes transporte segurança e vai com um cartas p baixar o valor da cerveja,p colocar MCdonalds em Olimpia,esse povo acha que um protesto e palhaçada que e p fazer piada,essas pessoas quer se aparecer sai pelado na rua,povo babaca,como um pais vai p frente,com pessoas assim,povo palhaço,e muita gente foi nesse protesto sem nem saber porque esta la…..
    ‘Grande reportagem’

    • LAERTE disse:

      JOÃO SEI K FOI PALHAÇADA MAIS PROTESTO É PROTESTO FAZ OKE NÉ,
      CONCON CADE OS RESTANTES DA FOTO DE FRETE DO PRÉDIO ONDE NOSSO QUERIDO PREFEITO MORA CADE ?

      • Leonardo Concon disse:

        Calma. Essa falta de educação com os demais moradores e a mulher de Geninho prestes a dar à luz neste sábado serão motivos de matéria à parte.

        • Emílio Custódio disse:

          “falta de educação”?????

          A Passeata pacífica de Olímpia, foi uma festa bonita!

          Parabéns a esse Professor!

    • robson souza disse:

      Faltou um cartaz nesta manifestação ..”Mais Emprego, mais Empresas”…….agora ir na frente da Prefeitura e no predio onde reside o Geninho faz parte da manifestação, bem mais tranquilo que o quebra-quebra dos protestos em São Paulo…..

  2. KLEYTON disse:

    ESSA MANISFETAÇÃO QUE TEVE EM NOSSO CIDADE EU ACHEI OTIMA
    FOI UM BOM COMEÇO PARRA MUITAS MUDANÇAS. MAIS DESANIMEU VENDO ALGUMAS PESSOAS SE MANIFESTSANO POR COISAS BANAIS COMO ABAIXAR O CUSTO DA CERVEJA,ABRIR MC`DONALD.
    SEGUNDO OUVIR FALA NA RADIO QUE NO UPA TAM USANO DUAS VEZES A MESMA SERINGA E QUE A GENTE NÃO TEM NENHUMA PSICOLOGA PELO SUS NA CIDADE GENTE VAMOS FAZER AS COISAS CERTA MANISFESTAÇÃO NÃO É BRINCADEIRA É UMA COISA SERIA

  3. Marcia disse:

    acho q isso foi uma palhaçada, ficarem colocando cartazes na prefeitura e em frente ao predio onde reside o prefeito…acho q o povo deveria ter mais educação…

  4. Mário Montini disse:

    Merece elogios, como em Rio Preto, onde observei pessoalmente, a atuação da Policia Militar. Efetivo todo nas ruas dando verdadeira proteção ao exercício da cidadania. Parabéns.

  5. Luceia Donaire disse:

    Não participei, mais meu filho estava lá apoiando….é jovem o Brasil pertence a ele e a nós…..em toda ação haverá ironia, piadas e aqueles que não sabem nem o significado de estarem em um movimento….o importante é ter coragem de começar….frases copiadas ouvimos todos os dias dos politicos….piadas eles fazem com nosso bom senso…..Parabens pela coragem….parabens pela iniciativa…..parabens filho……..parabens olimpienses…..

  6. Otávio Louzada disse:

    Apoio seu trabalho e, como sempre, de excelente qualidade, vc merece elogios principalmente por lidar com situações constrangedoras que eu acompanhei via Facebook.

    Continue no caminho que está, e o que precisar é só pedir.

    • Leonardo Concon disse:

      Muito obrigado. A minha vida toda, profissional, foi de resistência. Minha escola foi o Estadão na Ditadura Militar e as reportagens corajosas, modestamente, que fiz. Obrigado.

  7. marina mendonca disse:

    Muito me admira o pessoal ir em protesto para fazer esse tipo de palhacada gente oque queremos e melhoria e o geninho so esta piorando a cidade aumentando ipte nem liga pra nos e nem para saude se nao tiver dinhero morremos entao pessoal vamos lutar para tirar ele do cargo acorda olimpia ele nao fez nada a nao ser festa do peao pq a upa e uma tragedia vc vai la e nem se qier eles te consulta te dao apenas soro

    • Emílio Custódio disse:

      Não podemos reclamar! Mais da metade da população escolheu um político para administrar a cidade!

      :)

      E as casas do MORADA VERDE? Que enganação!

      Lendo o ClasseFácil e conversando com moradores do bairro, vi que muita gente está vendendo as casas por descontentamento.

      O motivo principal são: Casas pequenas, mal construídas e prestações caras.

      “Eu pago 598,00 reais da casa, não to conseguindo pagar”; Não sobra pra fazer o murro”; “Fiz o empréstimo da “Caixa” pra fazer o murro, agora não consigo pagar as duas contas”.

      São as reclamações frequentes.

      É muita coisa errada!

  8. Rogério disse:

    pena q o prefeito não tava no prédio, merecia ter visto :/

  9. P Vic disse:

    “A Polícia Militar, que detém os métodos científicos de avaliação de multidão”. Ouvir isso até ofende! Quem detém métodos científicos são outras pessoas, esses ai “malemá” sabem aplicar o básico. Se for pra responder, coloca ai pra gente o método utilizado.

    • Leonardo Concon disse:

      Um deles o de área. Qualquer criança sabe que em um metro quadrado cabem apertadamente 3 a 4 pessoas. As fotos da Rodoviaria e a marcha para a Câmera mostram pessoas esparramadas. A PM tem outras técnicas tb. Agora, 800 pessoas eqüivale a 1,56% da população local com zona rural. Nem SP teve tanto assim. Duas mil pessoas de outro site, para agradar, são 50 salas de aula, mais do que uma escola de grande porte. Não teve isso tb. E a página criada pelo líder Zalem dava conta de 1000 confirmados. Muitos escreveram desistindo e outros não. Simples.

      • Emílio Custódio disse:

        A questão não é essa!

        Eu leio praticamento tudo que você posta, muitas coisas boas. Mas para de distorcer os fatos, mudar o foco!

        Você, sendo o que é, não precisa disso! Você pode mais!

        Cara eu sou seu fã, mas para com isso!

        Se depreende! Seja Livre!

        :(

        • Leonardo Concon disse:

          Agradeço a sua opinião e agradeço ainda mais se permitir que eu trabalhe como se deve e não cumprindo ordens de inconsequentes.

    • Emílio Custódio disse:

      Rsrs…

      Piada né!

  10. P Vic disse:

    Então vamos aos cálculos,
    Contando com 1 quarteirão com 1 pessoa por metro quadrado medindo 100m de comprimento por 10m (arredondando para baixo rua+calçadas) da 1000 pessoas, não tinha um quarteirão essa manifestação?
    Engraçado é que os números da polícia e da imprensa são sempre menores que o real.

  11. Mário disse:

    Realmente palhaçada pedir lanchonete e baixar preço de cerveja. Acho que se queria aparecer consegui porque a imprensa valorizou isso. Deveria nem mostrar esse tipo de gente e sim o movimento legítimo contra os abusos dos políticos

  12. Professora disse:

    Engraçado esses jovens pedindo por “uma educação melhor” .. a maioria não respeita o professor em sala de aula, alguns alunos do período noturno, nem frequentam as aulas, e querem exigir uma educação de qualidade?! .. Acho que eles nem sabem o que significa a palavra “PROTESTO”, deviam, antes de tudo, saber de seus direitos, mas principalmente, dos seus DEVERES, mas não, levam as coisas na brincadeira .. esse protesto em Olímpia foi bizarro, prq eles exigiram coisas sem nexo, e sem propósito para o momento em que o país vive, como a instalação de um Mac Donald’s? Ou baixar o preço da cerveja? Essas pessoas, certamente, não vão à mercados, não sabem o valor da comida.

    Concon, parabéns pela matéria!
    Abraços.

  13. Maicon disse:

    “Como se fosse possível ter progresso sem ordem”. O que se vê é que no Brasil há pouco progresso e nenhuma ordem!

  14. Pedro Souza disse:

    Eu estava no meio, foi muito bom, os adolescentes estão de parabens, mas precisava ter mais gente, porque tinha no maximo umas 600 pessoas,

    O ponto negativo foi a participacao do joao magalhaes, da guegue e da filha do arantes, todos com interesses politicos.

    se na epoca que o magalhaes e o carnero governase a cidade tivesse uma manifestacao dessas ia dar umas 8 mil pessoas, pq eles foram os piores prefeitos e presidentes de camaras que ja tive em olimpia, na minha opiniao,

  15. Brenda Torres disse:

    Cadê a imparcialidade senhor pseudo jornalista? Fazer uma matéria pra defender a pertubação de sossego da primeira dama é imparcial? Me poupe. Porque não apareceu la? Por que teve de usar segundos e terceiros pra publicar essa matéria ridícula? Gosta de ser odiado né. Só pode. E se falaram do Mc Donalds, qual o problema? E da cerveja, é graças aos turistas, que o preço tá alto. Eles tem dinheiro e o povo só se fudendo. Sentimos sua falta lá. Eu estava lá, eu vi que não tinha somente 800 pessoas, eu vi senhores de idade caminhando com a gente, vi doméstica pedindo redução da passagem de ônibus, vi estudantes reivindicando a ”ajuda” da UEUO que não vem à meses, vi skatistas tachados de marginais querendo melhorias pra pista que nunca vem. Eu vi de tudo lá. Mas não vi um blogueiro que se considera jornalista aparecendo por lá e fazendo a matéria IMPARCIAL que ele falou que ia fazer.

    • Leonardo Concon disse:

      Brenda, aprenda um pouco mais sobre parcialidade ou não em jornalismo. Eu não preciso ir em passeata de meninos e meninas deslumbradas, que mal sabiam protestar e me chamaram na Câmara. Eu não sou político. Vão cuidar melhor das futuras passeatas e menos de mim, porque de mim, o Ministério Público já está cuidando com as denúncias de perfis de Facebook que me molestam. Abraços. Ah, e me respeite. Posso dar aula de Jornalismo, de Educação, de Ética e outras coisitas mas…

  16. Walter Zucca Filho disse:

    Porque tanta preocupacao com numeros.Fui lider Estudantil em 1968 e comecamos com 20 pessoas em FRANCA e terminou com 10 mil.O direito do povo tem que ser respeitado.
    Um movimento e uma semente plantada que vai crescendo quando alguem nao quer enxergar nao fique com tanta preocupacao com o vizinho faca a sua parte,tome partido e o seu direito mas respeite a todos com EDUCACAO.

    EDUCACAO-SAUDE-RESPONSABILIDADE-……….E mais………..OLIMPIA E DOS OLIMPIENSES NATOS OU NAO.

  17. Emílio Custódio disse:

    Parabéns ao Professor Marcozalem pela belíssima iniciativa!

    Olímpia, terra querida não podia ficar de fora desse momento histórico.

    “professor municipal Marcozalém Calsavara Gomes, efetivo da EMEB “Profª Zenaide Rugai Fonseca”,”.

    Precisa citar assim? Não entendi.

    “nem perdoaram o edifício onde o prefeito Geninho reside, e que a sua esposa dará à luz neste sábado (21).

    Porque será hem?

    “Destaque para o trabalho da Polícia Militar”.

    Não Concon, destaque para os Olimpienses! Que diferentemente de outros lugares fizeram uma passeata digna e justa;

    Cada um expôs suas idéias e reivindicações sem vandalismos.

    Temos que destacar isso!

    Parabéns Olímpia.

    • Leonardo Concon disse:

      Temos que ser imparciais, mesmo. Citar cada fato, e olha que esqueci de cada detalhe.. deplorável.

      • Isabela disse:

        a palavra “deplorável” cabe na imparcialidade, ou numa posição pessoal? Ter estado presente ou não na passeata deveria fazer diferença, mas para você não faz porque você nao quer que faça. Usar sua ampla cultura e inteligência pra dizer que os jovens não sabem o que estão fazendo seria bom para seu jornalismo? Toda a sua bagagem histórica e cultural não deveria menosprezar quem está começando… ainda bem que os adolescentes e jovens estavam lá… o protesto não se torna menos importante e mais inconsequente (outro termo imparcial nao é?)por estarem la… pelo contrário… torna-se muito mais importante… e nada inconsequente… foi um protesto de paz… isso é fato … nao teve violencia e isto é melhor ser deixado fora de destaque na sua matérial totalmente imparcial…

  18. Gabriela Marques disse:

    Deplorável a participação de pessoas como as que fizeram esses cartazes de Mc Donalds e cerveja. Eles não nos representam, de maneira alguma. Nós, jovens, estudantes, pessoas com um objetivo em comum, que é o de melhorar o Brasil e, consequentemente, a situação crítica que estamos, seja de educação, seja de saúde, seja de transparência política, saímos às ruas em busca de um futuro. Aqueles que se aproveitaram da situação para fazer brincadeiras definitivamente não fazem parte do grupo maior de ativistas.
    Só lamento que a atenção dessa matéria tenha sido voltada à minoria, com esses cartazes em destaque. Há muito mais que uma garota pedindo uma lanchonete e outro pedindo cerveja. Como sempre, a mídia nunca favorece os reais propósitos. É lamentável que hoje em dia o Facebook seja melhor fonte de informações corretas e não manipuladas, verdadeiras.
    Mas fora isso, a matéria ficou boa.
    Um beijo

  19. LAYON disse:

    por falar nisso Leonardo Concon Onde vc estava na hora da passiata em?

    • Leonardo Concon disse:

      Eu não preciso participar, não sou figura pública, já fiz a minha parte na ditadura militar e não concordo com passeata desse tipo.

  20. BRÁSS LIMA disse:

    Achei legal, principalmente pela participação dos jovens e eté mesmo dos adolescentes, é preciso aprender a reivindicar democraticamente os anseios da população, lógico que sempre existe sempre os mais exaltados, pois não temos todos a mesma educação, quanto aos cartazes bizarros, também é legal, nesse tipo de “evento” a sátira é bem vinda, anima o clima e não prejudica em nada. Já a respeito do número de pessoas, em S.Paulo também tinha 100 mil pessoas na Paulista, portanto menos de 1% da população. Parabéns para quem marcou presença, e em tempo, O Brasil realmente precisava mesmo acordar, dizer que está tudo bem, ou é hipocrisia, ou é privilegiado com a situação.

  21. Isabela disse:

    O prefeito, ou os vereadores não estariam vendo a manifestação e colocar os cartazes foi uma forma que encontraram de chamar a atenção deles… certo ou errado, isso fica pra cada um julgar… eu não coloquei… outras pessoas não colocaram…
    Entretanto, ninguém quebrou nada, nem provocou brigas, caso isso acontecesse, a polícia interviria… aliás, ela poderia ter interferido quanto aos cartazes no prédio em que o prefeito mora e na prefeitura, não acha?

    Teve quem colocasse cartazes de piada, como o da cerveja e do Mc Donald’s… isso sempre vai ter no meio de uma multidão… mas a maioria dos cartazes eram sérios… e daí copiar “chavões”?… se existem não são sem sentido… isso é o de menos…
    Quem foi na manifestação… aliás quem participou da manifestação, sabe o quanto ela foi importante e querem logo a segunda…

    Bom e cada um interpreta como convém ou como quer não é… sua interpretação do “1º Progresso/ 2º Ordem” tem muita lógica, entretanto, não tem menor sentido a interpretação de que, para você e outros que veem a manifestação como desordem ou como algo não bom para a cidade pois atrapalha(trânsito, por exemplo), esta mesma frase quer dizer que primeiro temos que progredir para depois pararmos de reivindicar por meio das manifestações.

    Penso que independente de ser contra ou a favor, quem publica matérias e reportagens deveria redigi-las sem colocar sua opinião pessoal, e ainda mais de maneira tão clara e muitas vezes até irônica… isso afeta demais a veracidade dos fatos… ser neutro faz quem lê poder por si só decidir se é a favor ou contra.

  22. Ligia disse:

    Só quero te dar parabéns, pois se pra conseguir mídia você precisa ver o lado ruim das coisas você conseguiu mas não pense que isso vai acabar.

    • Leonardo Concon disse:

      Adoro ameaças… a sua é a 82º registrada para o MP.. vão te catar… deixe a minha vida em paz. Vcs não pagam para ler o meu site, se não gostam vão para o Ifolha que creditou 2 mil pessoas…kkkkkkkkkkkkkkkkk… nessa passeata ridícula.