Olímpia já tem banda larga da Telefônica de 1 MB por R$ 35 através do PNBL

Olímpia faz parte, desde outubro do ano passado, do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), do Ministério das Comunicação, integrando os 692 municípios que já contam com o serviço de internet a preço popular oferecido pelas concessionárias de telefonia fixa Oi, Telefonica, Algar Telecom e Sercomtel.

20111007043754

No caso de Olímpia, o serviço é oferecido pela telefônica e as conexões são de 1 Mb por segundo, pelo valor mensal de R$ 35 ou R$ 29,90 nos estados que abriram mão da cobrança de ICMS.

De acordo com o diretor do Departamento de Banda Larga do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra, a maioria dessas cidades contava, até então, com uma internet muito restrita e cara. Coimbra explica que o governo vem realizando um acompanhamento detalhado das ações das concessionárias, com o objetivo de garantir o cumprimento do programa.

O QUE É PNBL

O Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) é uma iniciativa do Governo Federal que tem o objetivo de massificar a oferta de acessos banda larga à internet até o ano de 2014. O programa foi criado oficialmente pelo decreto nº 7.175 no dia 12 de maio de 2010.

A Telebras, antiga holding das empresas estatais de telefonia brasileiras, foi reestruturada e reativada pelo governo para se tornar a operadora do backbone da rede pública nacional que será usada pelo PNBL. A meta para 2014 é chegar a 40 milhões de domicílios conectados à rede mundial de computadores.

1 MB É POUCO?

Embora a taxa de 1 Mbps possa parecer pequena se comparada a de países nórdicos ou asiáticos (com população, extensão territorial e desigualdades bem menores do que as nossas), é importante lembrar que, no Brasil, apenas 27% dos domicílios têm acesso à Internet. E que, entre esses domicílios, cerca de metade contam com velocidades inferiores a 1 Mbps. Assim, a oferta garantida pelo Termo de Compromisso é um avanço no que se refere à velocidade do serviço.

Já no que se refere a limites de download, é importante frisar que, de acordo com os termos de compromisso, o usuário não deixa de navegar na internet quando atingir o limite mensal: a velocidade será reduzida, mas sem interromper o serviço nem inviabilizar a boa fruição e acesso a conteúdos e aplicações.

E OS CONCORRENTES?

O valor de R$ 35 pela conexão em banda larga está situado abaixo da média brasileira. É verdade que em algumas capitais e grandes cidades é possível encontrar ofertas de serviços com valores inferiores, mas elas não estão disponíveis no interior ou nas periferias. Além disso, tais ofertas são muitas vezes parte de pacotes “combo” ou promoções por tempo limitado (primeiros meses).

A grande vantagem do Termo de Compromisso é que as concessionárias levarão um pacote popular, com preço fixado, às sedes de todos os municípios brasileiros até o ano de 2014. As empresas se comprometem, também, em ofertar o serviço a um percentual mínimo dos moradores de cada sede municipal – sem condicionar a venda da banda larga a outros serviços como telefonia ou televisão por assinatura.

Nesse sentido, não dá para comparar a oferta do Termo de Compromisso com os anúncios comerciais das prestadoras – que muitas vezes tem alcance geográfico restrito, ou valem por pouco tempo.

3 comentários em “Olímpia já tem banda larga da Telefônica de 1 MB por R$ 35 através do PNBL”

  1. c oncon ja tentei falar mil vezes com a telefo^nica a ligaçao nao é completada e depois a ligaçao cai e so´fica no bibibibibibibibibibibibibibibibibi. tudo o que o governo prooomete é so meeeennntiras so engana o povao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *