Índice de Desenvolvimento Humano cresceu 12,68% em Olímpia

Publicado em 31 de julho de 2013 às 16h03
Atualizado em 31 de julho de 2013 às 16h04

O IDHM – Índice de Desenvolvimento Humano Municipal registrado no ano de 2010 para a cidade de Olímpia foi de 0,773. O município está situado na faixa de Desenvolvimento Humano Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799). A cidade de Olímpia ocupa a 197ª posição em 2010, em relação aos 5.565 municípios do Brasil. Em relação aos 645 outros municípios de São Paulo, Olímpia ocupa a 96ª posição.

CIDADE

Entre 2000 e 2010, a dimensão que mais cresceu, em termos absolutos, foi Educação com crescimento de 0,163, seguida por Longevidade e por Renda. No período anterior, entre 1991 e 2000, também foi Educação, com crescimento de 0,250, seguida por Renda e por Longevidade.

O IDHM passou de 0,686 em 2000 para 0,773 em 2010, uma taxa de crescimento de 12,68%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 27,71% entre 2000 e 2010. Já entre 1991 e 2000 o IDHM passou de 0,539 em 1991 para 0,686 em 2000, uma taxa de crescimento de 27,27%. O hiato de desenvolvimento humano foi reduzido em 31,89% entre 1991 e 2000.

Olímpia teve um incremento no seu IDHM de 43,41% nas últimas duas décadas (entre 1991 e 2010), abaixo da média de crescimento nacional (47,46%) e acima da média de crescimento estadual (35,47%). O hiato de desenvolvimento humano foi reduzido em 50,76% entre 1991 e 2010.

O melhor IDHM do país é da cidade de São Caetano do Sul, que tem 149.263 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, tem índice de 0,862 e está entre os 44 municípios do país a registrar desenvolvimento humano “muito alto” (acima de 0,800). A cidade, que fica no ABC e faz divisa com a capital paulista, teve também o melhor IDHM em 2003 e em 1998. O segundo melhor IDHM do país é o de Águas de São Pedro (SP) e o terceiro, o de Florianópolis, capital de Santa Catarina.

Considerando conjuntamente os dados de toda a população do país, o IDHM do Brasil é de 0,727, considerado “alto” (entre 0,700 e 0,799). Das 50 cidades melhores colocadas no ranking nacional, 28 são do estado de São Paulo.

Na última posição no ranking do IDHM está a cidade de Melgaço, no Pará, que obteve índice de 0,418 e registra como “muito baixo” o desenvolvimento humano. Com 24.808 habitantes, segundo o IBGE, a cidade fica situada a 290 quilômetros da capital Belém e a única entrada da cidade é por via fluvial. Embora na última colocação, Melgaço registrou evolução positiva de 136% em relação ao índice divulgado em 1998. Na ocasião, o IDHM do município foi de 0,177. Em relação a 2003, a evolução foi de 60,7% – na ocasião, o índice de Melgaço era de 0,260. Entre os 50 municípios com pior IDHM no Brasil, todos são do Norte e do Nordeste.

Da região de Olímpia, oito cidades estão entre as 100 melhores do Brasil como, por exemplo, São José do Rio Preto, Ilha Solteira, Fernandópolis, Barretos, Catanduva, Monte Aprazível e Santa Fé do Sul.

Fonte: www.atlasbrasil.org.br/2013/

Assunto(s):

Faça um comentário