Geisy curte a ‘fama’. O que não faz um vestido curto e ser chamada de…

Publicado em 21 de novembro de 2009 às 12h53
Atualizado em 21 de novembro de 2009 às 18h12

O que nao faz um vestido curto, heim? Foto: Iwi Onodera/ego

O que nao faz um vestido curto, heim? Foto: Iwi Onodera/ego

Geisy Arruda está sentindo o gostinho da fama após ser expulsa da Faculdade Uniban com seu vestidinho rosa indefectível. A estudante de Turismo e ex-funcionária de um mercadinho mal pode sair de casa. É um bafafá de repórteres e vizinhos querendo saber onde está Geisy: em um reality show? Nos Estados Unidos? No Rio de Janeiro cantando funk? Nada disso.

A loira do vestido curto continua no ABC paulista, vivendo seu momento de celebridade e concedendo várias entrevistas por dia. Mas encontrou um tempinho em sua agenda para passar um dia no spa relaxando com o EGO. “Outro dia eu estava cortando frios no mercadinho. Agora estou aqui, me achando”, diz a menina de 20 anos, espontânea, enquanto toma banho de ofurô. (do Ego)

Ah..e tem mais… ela disse que vai leiloar o seu indefectível vestidinho rosa curto e, mais do que isso.. a calcinha. Seria essa uma informação realmente relevante? Pelo menos, demonstra o quanto estamos ‘de moral’ neste País…

Assunto(s): ,

Leia também:

4 comentários

  1. Antonio Francisco disse:

    Pois é… essa menina saiu do nada e agora está o mesmo patamar de estrelas renomadas… são os valores morais totalmente distorcidos deste Brasil…

    • Laudiceia disse:

      Tenho pena que aqui no Brasil se dê atenção a coisas tão fúteis como o assunto dessa moça que não merecia nem comentário, enquanto isso, existem coisas importantes e muito mais interessantes a ser dado atenção e comentadas…

      Isso causa indignação e é até vergonhoso. No Brasil, infelizmente, há inversão de valor e esse caso da moça é uma grande bobagem.

  2. LUIZ AUGUSTO DA SILVA disse:

    Concordo contigo Laudiceia.

    Mas fique tranquila.

    O tempo é o melhor remédio para tudo e para todos.

    Aparecer é coisa passageira.

    O valor maior não fica estampado.

    Fica guardado,para sempre, na própria consciência.

    Detalhe: sou amigo do Leo.

    Respeitosos abraços.

    • Laudiceia disse:

      Obrigada amigo Luiz Augusto por concordar comigo nesse assunto banal e e tão corriqueiro aqui no Brasil. Infelizmente as coisas que merecem atenção e destaque passam despecebidos, só se dá atenção a coisas ordinárias como o dessa mulher que usou um micro vestido para aparecer.

Faça um comentário