Frei Anízio: do Santo Sepulcro à casa onde o anjo anunciou Jesus, e agora em visita à Olímpia

Publicado em 12 de julho de 2014 às 15h12
Atualizado em 13 de julho de 2014 às 20h03

Frei Anízio Rodrigues de Oliveira, ou simplesmente, Frei Anízio, que fez parte da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida, em Olímpia, entre os anos 2006 a 2008, cumpre férias de dois meses e, quase ao final delas, veio visitar os muitos fieis e amigos em Olímpia, dois dias antes de completar 50 anos de idade. O reencontro ocorreu ontem no salão da Igreja São Benedito, com uma alegre e dançante recepção, com direito bolo, doces, salgados, refrigerantes, música, luzes e até fantasias.

DSC_6002

Ele ficou ‘famoso’ quando o Globo Repórter apresentou o programa “Os Caminhos do Cristianismo”, no dia 28 de março do ano passado, uma Sexta-Feira Santa, e mostrou ele rezando missas, todas madrugadas (por volta das 4 horas), no local onde os romanos mataram Jesus, assim como a sua rotina no convento. O frei Anízio foi um dos dez escolhidos pela igreja católica para viver enclausurado no Santo Sepulcro, em Jerusalém. Agora, há oito meses, ele está em outro local, igualmente importante para a Igreja Católica: a Basílica da Anunciação, onde era a Casa de Maria, onde o Anjo anunciou o nascimento de Jesus, em Nazaré.

Na recepção, não faltou nem mesmo o amigo e empresário José Elias Morais (Zé das Pedras), companheiro de Frei Anízio na construção de algumas grutas de Nossa Senhora e da caminhada de 322 quilômetros a pé até o Santuário de Aparecida do Norte (SP) em janeiro de 2011.  Como se sabe, Zé das Pedras constrói, com as próprias mãos, com pouca argamassa, grutas de pedras naturais, pesadas, entrelaçadas estrategicamente, para se manter em pé, e nada é cobrado. Devoto da padroeira, Zé das Pedras construía a grata, e Frei Anízio a abençoava.

2014-07-11-22.23

Os freis e irmãos do Convento São Boaventura, de Olímpia, também se alegraram na recepção. Jovens e adultos abraçaram o Frei e, com ele, até se divertiram com música e adereços de fantasias. “Eu amo essa cidade, amo Olímpia, o seu povo abençoado, e rezo naquele local santo, onde o Anjo anunciou o nascimento do Cristo, também por todos os olimpienses. Fiquei apenas dois anos como sacerdote, mas foram os melhores de minha vida, com certeza aqui em Olímpia”, disse o Frei ao Diário.

DSC_6005

Ao ser questionado sobre a sua permanência o Santo Sepulcro e, também, sobre a reportagem da TV Globo, Frei Anízio disse que “Santo Sepulcro foi um período maravilhoso, um local difícil, não supera a benção de estar naquele lugar, inclusive servindo-o como franciscano. A reportagem da Globo, foi uma coincidência, o corresponde estrangeiro, que mora lá, estava à procura de freis brasileiros que estavam em Jerusalém, e aí me indicaram. Foi muito bom, quem assistiu achou maravilhoso, foi uma honra ter mostrado um frei brasileiro servindo aquele local”. Lá permaneceu por um ano e oito meses (veja a reportagem da Globo nesta matéria, penúltima matéria da gravação).

DSC_6003

Agora, há oito meses, Frei Anízio está na Basílica da Anunciação, em Nazaré, berço do cristianismo, a cidade na qual, de acordo com a tradição, o anjo Gabriel anunciou a Maria que ela iria receber a missão de conceber pelo Espírito Santo, e o lugar onde Jesus passou a sua infância e juventude. Nazaré, na Galileia Baixa, está localizada no centro de um vale rodeado por montanhas que abraçam vários dos mais importantes sítios cristãos no mundo. Esta é uma cidade de religião e fé, de espiritualidade e santidade, mas também uma cidade com uma história rica, uma arqueologia fascinante, uma cultura moderna e cheia do charme do Oriente Médio.

DSC_5997

“A rotina na Basílica da Anunciação é que, às manhãs, temos uma Missa, às vezes tem até mais de uma, mas todos os dias tem uma celebração, e à noite momentos de orações com os peregrinos do mundo todo”, conta o Frei.

DSC_6007

DSC_6000“A expectativa é estar lá até que me mandem em outro lugar. Dia 1º de agosto retorno. A norma dos freis em Israel é, de dois em dois anos, ter dois meses de férias, portanto, só daqui dois anos estarei em Olímpia, com esse povo abençoado, eu amo Olímpia”, e completa com uma mensagem ao povo olimpiense: “Cada vez que venho, vejo uma cidade mais bonita, mais preparada para acolher os turistas, fiquei feliz com o título de Estância Turística, é uma cidade acolhedora e tem tudo para ser mais ainda, tem um povo lindo, maravilhoso, só tenho de agradecer a Deus por, um dia, ter me trazido para morar nesta cidade, só fiquei dois anos, mas foram os melhores de minha vida. Naquele local sagrado eu rezo sempre por este povo e pelo Brasil”.

Leia mais

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário