Filas dobraram as duas praças centrais na disputa de uma das 800 casas lançadas hoje. "Com o Geninho, vamos construir uma nova cidade", disse a CEF

Publicado em 24 de junho de 2010 às 15h08
Atualizado em 24 de junho de 2010 às 15h11

DSC07114 * O superintendente regional da CEF voltou a insistir: “Poucas cidades atendem tão bem à parceria como foi o caso de Olímpia. O novo bairro terá de ter escola, creche, UBS, praça, lazer e infra-estrutura da Prefeitura”. Não é preciso correr: o prazo de inscrição vai até dia 30.

Durante o lançamento, prefeito Geninho Zuliani (DEM) anunciou que, dependendo da demanda, pretende construir novo bloco de 300 a 400 casas em 2.011 e, revela que a CEF também será responsável pela folha de pagamentos da Prefeitura a partir do próximo mês. “Tudo para afinarmos essa parceria”, disse Geninho.

DSC07142 Centenas de pessoas preferiram não assistir à abertura gratuita do 2° Olímpia Rodeo Festival para, a partir das 19h, enfrentarem uma gigantesca fila que se formou nas praças da Igreja-Matriz e Rui Barbosa na disputa de uma das 800 unidades do projeto ‘Minha Casa, Minha Vida’, lançado oficialmente às 9h30 pelo prefeito Geninho Zuliani e superintendente regional da CEF (Caixa Econômica Federal) Clayton Rosa Carneiro.DSC07105

“Nem todas as cidades conseguem atender aos requisitos do ‘Minha Casa, Minha Vida’, que é um programa federal, através da Caixa Econômica Federal (CEF), no mesmo nível como aconteceu aqui em Olímpia”, disse o superintendente regional da CEF Clayton Rosa Carneiro, de Rio Preto. Segundo ele, “Não basta fazer as 800 casas. Tem de ter escola, creche, posto de Saúde, lazer, infra-estrutura de eletricidade, saneamento, e tantos outros quesitos essenciais que, por isso, não basta querer o programa. É preciso ter boa vontade política e, acima de tudo, fazer. Geninho, parabéns, juntos estamos fazendo praticamente uma nova cidade, porque, com certeza, irão morar mais de quatro mil pessoas no empreendimento”.

DSC07109

O superintendente frisou que “são moradias dignas, vocês terão opções de escolha, de dois ou três dormitórios, mas o importante é que vocês saibam que, o que o Geninho conseguiu aqui, tem o subsídio do governo federal com o apoio da CEF, diferentemente se a pessoa fosse procurar um financiamento popular”.

DSC07117

Clayton tocou no ‘ponto fraco’ do ‘Minha Casa, Minha Vida’: a prestação mais em conta e, a novidade, com parcelas decrescentes: “Além da prestação barata e, aquém de um aluguel convencional, ela será diminuída a cada ano. Vocês estão vendo aí que a prestação começa um pouco mais de R$ 300 e, certamente, terminará em torno de R$ 120 a R$ 130”.

O superintendente lembrou que “não é preciso correria, ficaremos aqui vários dias (até o dia 30, segundo foi informado ao Blog), até porque a seleção será individual, de acordo com a sua renda, da restrição cadastral, os cadastrados não podem ter a ficha suja, já que essa é uma linguagem que todos entendem, se houver ainda dará tempo da pessoa regularizar a situação e vir atrás de seu imóvel”.

NOVO BLOCO EM 2011

Antes de declarar aberta a fase de inscrição, o prefeito Geninho Zuliani (DEM) agradeceu a confiança que a CEF depositou nele e em seu governo, lembrou que o déficit habitacional acumulado nos últimos mandatos e que, doravante, mesmo cumprida a meta de quase mil casas populares (com mais 109 do CDHU) em seu governo (de quatro para um ano e meio), continuará persistindo na vida de mais programas habitacionais populares.DSC07121“Foram quase cinco meses de conversações, acertos e de ajustes com a CEF para conseguirmos essas 800 casas populares para Olímpia. Como o Clayton lembrou, são populares, sim. Você não consegue uma casa de dois ou três dormitórios, com piso de primeira, aquecedor, garagem, com o preço que está sendo oferecido”, ressaltou o prefeito.

DSC07140

Geninho disse que, se para o candidato à casa própria está sendo um feriado de São João Batista especial, “imagine para mim, que lutei muito para poder chegar nesse dia e anunciar que a gente já pode contar com 800 casas disponíveis”, e anunciou: “Não vamos parar aí. Se houver demanda, se houver compradores, talvez a gente possa fazer, no ano que vem, mais um bloco de 300 ou 400, e isso já venho negociando com o Clayton”.

E, concluiu: “Quero que todo sejam atendidos e que a demanda de Olímpia, das famílias olimpienses que há muito vem querendo sair do aluguel, há muitos anos querendo sair dos fundos da casa da sogra, do pai e da mãe, sonho de muitos que estão se casando e querem moradia nova, estamos chegando realmente neste momento”.

SERVIDORES RECEBERÃO PELA CEF

Para demonstrar o nível de parceria que a prefeitura vem afinando com a Caixa Econômica Federal, o prefeito Geninho revelou que “vendemos a folha de pagamento para a CEF, que hoje é feita por um banco particular, já a partir do mês que vem”.

Em seguida, Geninho declarou lançado oficialmente o programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, trazendo a primeira pessoa da fila para os atendentes da CEF, isto é, o casal Wilson e Adriana, que tinham chegado às 19h de ontem, quarta (23), se revezando até à abertura das inscrições.

DSC07131 DSC07136 DSC07137

***

* Pode comentar à vontade, mas antes, por favor, leia a nossa política de comentários.

Assunto(s):

Leia também:

3 comentários

  1. jose zamperlini disse:

    Parabens Geninho. Nós, Olimpienses que residimos em outros Estados, estamos acompanhando o banho de adminstraçao que voce e sua equipe esta dando em nossa cidade.

  2. Luiz Augusto da Silva disse:

    João e Maria, com direito a moradia:

    Enquanto a natureza, ao “João de Barro”, ensina à argila dar dureza; a “democracia” , pouco a pouco, “dá” ao homem a moradia.

    Coisas da poesia…

    Abraços “poéticos”.

    Luiz Augusto da Silva.

  3. julianne reis disse:

    Mais uma vez parabenizo o prefeito Geninho pela bela surpresa feita a população olimpiense. De maneira simples e eficaz, o prefeito governa nossa cidade ,suprimindo ás necessidade da população com saúde,educação e moradia. PARABÉNS!!!

Faça um comentário