paixao_thumb.jpg

Encenação da Paixão de Cristo em sua nona edição no Recinto, dia 3

Como já é tradição, na sexta-feira da Paixão, dia 3 de abril, a Associação Cultural Anástasis apresentará a 8ª edição da encenação da Paixão de Cristo. O espetáculo, que este ano, como novidade, irá misturar teatro, dança e música, é uma das histórias mais difundidas e conhecidas, a paixão, morte e ressureição de Jesus Cristo. O evento começa às 20h e será realizado no Recinto de Exposições e Praça de Atividades Folclóricas Professor José Sant’Anna.

paixao

O texto tem fundamentação nos evangelhos encontrados na bíblia e nas tradições orais passadas de geração em geração. “Estamos preparando novas cenas para este ano e será uma surpresa para os presentes. Nossa expectativa é que mais de 5 mil pessoas prestigiem o espetáculo, que está sendo preparado com muito carinho para os olimpienses e turistas”, disse o coordenador do Anástasis, Rodrigo Marini.

No total, cerca de 100 pessoas, de todas as idades e várias comunidades, inclusive de outras denominações, como espíritas, participam da apresentação. A encenação é gratuita e aberta a todos os públicos, tem classificação livre e dura em média 90 minutos.

Segundo Rodrigo Marini, o objetivo do evento é valorizar e fomentar o nível cultural, principalmente por parte da população, levando até o expectador cultura gratuita e de qualidade, além da transmissão de valores morais e cívicos.

Para a realização do evento o grupo conta com diversos patrocínios, além do apoio e parceria da Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio das secretarias de Turismo e Cultura, Esportes e Lazer. “Para a realização deste espetáculo contamos com donativos e patrocínios das empresas de nossa cidade e da população que compreendem a importância da cultura na vida de um povo e a influência que a mesma exerce dentro, inclusive, dos meios comerciais. Também temos o apoio e parceria fundamental da Prefeitura de Olímpia”, afirma Rodrigo.

A encenação do Auto da Paixão de Cristo já acontece há mais de 10 anos. Inicialmente surgiu como uma apresentação teatral de rua. “Era inicialmente planejado um trajeto pelas ruas de nossa cidade, em pontos específicos montados pequenos palcos e na semana em que se comemora a Páscoa, era encenado nestes pontos o teatro. O público aumentava a cada ano e como as ruas já não comportavam a quantidade de pessoas dando-lhes campo de visão da encenação, optou-se por fazê-lo na arena do Recinto do Folclore e desde 2008 é realizada a peça teatral na arena deste recinto”, concluiu Rodrigo Marini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *