Casa de Passagem é inaugurada para atender migrantes e itinerantes em situações emergenciais

Publicado em 09 de abril de 2015 às 12h12
Atualizado em 09 de abril de 2015 às 12h17

Foi inaugurado na tarde de anteontem (7) o Serviço de Atendimento à Pessoa em Situação de Rua e Casa de Passagem de Olímpia, com sua nova estrutura física e de atendimento, agora mais abrangente e em novo endereço, à Rua General Osório, 818. A cerimônia foi dirigida pela secretária de Assistência, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Ana Cláudia Finato Casseb Zuliani, e pelo prefeito Geninho Zuliani.

16901286689_3d32535425_k

Antiga Casa do Migrante, o local passou a ter um serviço de atendimento mais amplo e diversificado, dando abrigo de passagem para migrante e itinerante em situações emergenciais, oferecendo pouso e alimentação, com atendimento 24 horas.

“A Casa de Passagem de Olímpia é um órgão que tem como objetivo assegurar o atendimento e desenvolver atividades direcionadas ao desenvolvimento de relações sociais e habilidades pessoais, com o intuito de fortalecer vínculos pessoais e familiares que foram rompidos, e à construção de novos projetos de vida”, explica a Secretária Ana Cláudia.

De acordo com a Secretária, “hoje temos uma equipe interdisciplinar formada por assistentes sociais, psicólogo, educador social e demais colaboradores que oferecem atendimento individualizado, de proteção social, garantia dos direitos humanos e encaminhamentos às redes de serviço do nosso município e também dos municípios de origem destas pessoas”.

Na Casa de Passagem, todos os dias é realizada a chamada “abordagem social”, que consiste na busca ativa no município visando identificar a população em situação de rua e oferecer serviços, encaminhamentos, higiene, alimentação e, principalmente, “um olhar humano e digno nesta situação de alta complexidade social”, observa Ana Cláudia. “Estamos empenhados em dar a melhor atenção que esta população necessitar”, reforçou.

16465047544_e8b3a678c1_k

 

APROVAÇÃO IMEDIATA

A secretária Ana Cláudia Zuliani disse que o Prefeito Geninho Zuliani aprovou de imediato esta meta da Secretaria, “com total compreensão da realidade desta população”, e o agradeceu de público durante sua fala na inauguração, bem como agradeceu, também, às equipes da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e do Serviço ora inaugurado (no caso Maria Zilda, Bruno, Ana Rita, Vagno, Rose e Alice). “Todos se empenharam com competência, mas, principalmente, com muito amor em organizar a Casa e o Serviço, para que hoje essa realidade fosse possível”, concluiu.

Segundo Ana Cláudia, um dos responsáveis pelo projeto tornar-se realidade é o Assistente Social Bruno Lopes da Silva. Ele, em sua fala, destacou a abertura que teve para trabalhar a proposta, diferentemente de outros locais por onde passou. “Por isso que as coisas estão fluindo”, atesta.

Bruno Silva exibiu ao público presente à inauguração um trabalho feito em material reciclável em madeira– uma pequena capela -, confeccionada por um dos atendidos no projeto, de nome Luciano, a fim de ressaltar que a Casa de Passagem já estava em plena atividade. “Ele mesmo que tomou a iniciativa e reaproveitou o material. Ele pretende depois usar isso como uma fonte de renda”, explicou. “É um início, é uma reconstrução de um projeto de vida. A gente visa aqui solucionar uma série de questões, não só dar banho, comida, mas dar um novo norte para a vida das pessoas que estão passando por aqui”, completou.

 

VIDA DIGNA

Geninho disse, por sua vez, que “esse serviço de atendimento à população de passagem, é um serviço que nos engrandece e à nossa gestão do Social pela alta complexidade”. O Prefeito disse que ao chegar no local cumprimentou 15 pessoas que estão passando pela casa, enfatizando com isso que o trabalho já vinha sendo feito antes mesmo da inauguração.

17085969052_d317136bee_k

“Esta casa não tem por objetivo acolher em definitivo ninguém, mas são pessoas que estão aqui por diversos motivos, alguns que já tiveram uma vida digna e por algum motivo, ou por um tropeço, seja com uso de drogas, seja com problema de ordem conjugal, de ordem familiar, caíram no mundo, nas ruas, e Olímpia é uma cidade que está crescendo, uma cidade promissora e, portanto, a demanda também aumenta”, enfatizou.

“O papel essencial desta Casa é tentar, de alguma forma, acolher essas pessoas, para que elas tenham aqui uma boa refeição, possam tomar um banho, possam se precisar tirar seus documentos novamente, possam ser encaminhadas para uma Unida Básica de Saúde e fazerem os exames que necessitarem, e que recebam de Psicólogas e Assistentes Sociais orientações para poderem se reconstruir na vida, talvez até voltarem para seus lugares de origem. Ou, ainda, talvez para se estabelecerem na cidade, arrumarem um emprego e assim terem condições de pagar seus alugueis, de poderem começar a sua vida novamente”.

“Portanto, acho que era um serviço que merecia investimento da Prefeitura para poder melhorar as condições. Merecia também um investimento de custeio para melhorar a equipe técnica, a folha de pagamento, e ter um local digno para que eles possam realmente se sentirem acolhidos”.

Ao final, o Prefeito Geninho Zuliani parabenizou toda a equipe de profissionais da Casa de Passagem, da Secretaria de Assistência, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, agradeceu a Câmara de Vereadores e aos vereadores presentes – Leonardo Simões, Marcão do Gazeta e Luiz do Ovo, bem como aos secretários Beto Puttini, de Turismo, e Gustavo Pimenta, de Projetos, Convênios e Captação de Recursos; Eliane Bertoncello Monteiro, de Educação, Silvia Forti Storti, de Saúde, e Sandra Regina de Lima, de Gestão. O evento teve como apresentador o secretário de Governo, João Paulo Polisello, o Pitta.

GALERIA DE FOTOS

Clique na imagem abaixo e confira as fotos desta reportagem:

galeria-casa

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário