Campanha de orientação contra abuso e exploração sexual de menores começa dia 18

Publicado em 14 de maio de 2015 às 11h33
Atualizado em 14 de maio de 2015 às 11h40

Começa no próximo dia 18 de maio, na Praça da Matriz de São João Batista, às 9 horas, o trabalho de mobilização e palestras visando orientar cidadãos quanto o combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Segunda-feira próxima, aliás, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

O trabalho será desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, que reforça a necessidade de engajamento da sociedade neste trabalho, de fundamental importância quanto a evitar que crianças e adolescentes sejam vítimas de adultos inescrupulosos.

No dia 18, a partir das 9 horas da manhã haverá trabalho de mobilização na Praça da Matriz, no dia 19 a ação será na praça do Distrito de Ribeiro dos Santos, com início também às 9 horas, e no dia 20 será realizada palestra dirigida aos beneficiários dos programas sociais, a partir das 18 horas, no Centro de Referência e Assistência Social-CRAS I, no Jardim Santa Ifigênia.

No dia 21, a Mobilização será na praça do Distrito de Baguaçu, com início às 9 horas; no dia 25, às 18 horas, outra palestra no CRAS I, destinada ao mesmo público – beneficiários dos programas sociais, o mesmo se repetindo no dia 8 de junho, às 18 horas, data de encerramento dos trabalhos (Veja tabela abaixo).

QUADRO

ASSASSINATO DE ARACELI

cartaz-abusoA data de 18 de maio foi instituída no ano de 2000 pelo projeto de lei 9.970/00. A escolha se deve ao assassinato de Araceli, uma menina de oito anos de idade que foi drogada, estuprada e morta por jovens de classe média alta, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje permanece impune.

Crianças e adolescentes que se encontram com seus direitos violados recebem apoio e orientação psicossocial no Centro de Referência Especializado da Assistência Social-CREAS, que por meio de ações conjuntas com apoio da Prefeitura Municipal, Secretaria de Assistência, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, e demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos, estará desenvolvendo a partir do dia 18 a Mobilização na Praça da Matriz.

Nesta Mobilização a população poderá obter informações e orientações sobre como denunciar casos de abuso e exploração sexual envolvendo crianças e adolescentes, bem como prestigiar apresentações culturais, entre elas um teatro de rua que vai contar a história da menina Araceli.

A Campanha conta ainda com ações socioeducativas que serão desenvolvidas durante o ano, com objetivo de orientar e informar alunos, professores e sociedade em geral. “Esquecer é permitir, lembrar é combater! Todos juntos nessa luta, não fique de fora”, é o lema da campanha.

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário