Capela da Santa Casa destruída por provedora Helena para novas obras

Publicado em 22 de outubro de 2009 às 12h45
Atualizado em 22 de outubro de 2009 às 21h35

A Santa Casa de Misericórdia de Olímpia não tem mais capela. É isso mesmo que o leitor leu. É aquela que compunha a fachada da instituição, com traços arquitetônicos históricos e que ostentava um sino no alto da construção. Foi destruída para abrigar duas obras que a provedora, advogada Helena Pereira de Sousa, vem realizando com polpuda doação de uma única benemérita: R$ 250 mil.

Tão antiga e histórica quanto a própria Santa Casa, a Capela tinha um significado especial para os olimpienses: Além da simbologia da fé, daqueles que estão entre a vida e a morte, muitas vezes, o prédio era tombado pelo Patrimônio Histórico-Cultural da Cidade. Se não era, deveria ser e, até que o fosse, que permanecesse intocável.

A informação que este Blog recebeu é que, através da bondade de uma única benemérita, a provedora conquistou R$ 250 mil para, inicialmente, em regime de aluguel, a construção do ‘Hospital do Olho’, um anexo especializado em tratamentos de doenças oftalmológicas; e, pelo que consta, também em locação, um anexo onde o médico Fábio Martinez, filho do diretor clínico Nilton Roberto Martinez, atuará.

Excelentes profissionais de Saúde, Guilherme Kiill Júnior e Fábio Martinez poderão dar um ‘plus’ à Santa Casa de Misericórdia que, com a mesma dedicação de Helena e do sistema governamental em que o hospital é mantido, a partir da esfera municipal, passando pelo Estado e União que mantem o Sistema Único de Saúde (SUS), elevarão ainda mais o conceito já premiado e reconhecido de uma das melhores Santas Casas do Estado.

MAS…

…Tenho dúvidas se os meios justificam os fins. Eu não ouvi a provedora ir à Rádio Menina AM, veículo de comunicação de sua preferência, para anunciar a obra ou pedir a opinião da população. Afinal, a Santa Casa tem as suas contas bancadas através de um ‘mix’: recursos do município, Estado, União e, também, doações voluntárias e anônimas, como foi esta de R$ 250 mil, que até sabemos quem foi, mas enquanto ela não nos autorizar, não divulgaremos, respeitando o direito de fazer a caridade com uma mão sem que a outra olhe e, pior, espalhe aos quatro ventos..

O trabalho de Helena é ímpar, diga-se de passagem. A Santa Casa de Olímpia é uma das premiadas no atendimento SUS do Estado. E o prefeito Geninho Zuliani (DEM) com a secretária da Saúde Silvia Forti tem procurado, de todas as formas legais e possíveis, sem discursos de palanques, atender às necessidades da provedora. Uma delas aí está: a UPA (Unidade de Pronto Atendimento 24 horas) – vai desafogar, e muito, a emergência da Santa Casa e, assim, Helena vai poder ficar mais à vontade para investimentos e novos projetos.

ESTÁ TÃO PODEROSA…

…que eu soube de um fato, no mínimo, estranho, mas compreensível em se tratando do Manual de Instruções de Ações e Reações de Helena.

No começo da semana, o prefeito Geninho Zuliani (DEM), acompanhado do líder de bancada Luiz Salata (PP), da secretária da Saúde Silvia Forti, e do líder do DEM Aguinaldo Moreno (Lelé)fm oram ver o que a provedora estaria precisando para liberar as obras que vem realizando e que, para isso, lá se foi uma bela Capela histórica, uma vez que a Vigilância Sanitária relaci0nou diversas pendências, e, por isso, estaria encontrando dificuldades em liberá-las por causa da ausência de filtros adequados no novo sistema de ar condicionado.

No local, o prefeito se prontificou a instalar os filtros de ar bacteriológicos acoplados ao sistema de ar condicionado, que seria a pendência mais grave e mais onerosa, que custam cerca de R$ 30 mil, mas, estranhamente, na frente dos presentes, ela ignorou o que Geninho tinha ofertado, pegou o telefone e ligou para a benemérita: “A senhora não quer também doar os filtros de ar condicionado, mais R$ 30 mil?”

Que desfeita, heim? Ações e reações de Helena.

Gostaríamos muito de prestar uma homenagem a esta benemérita. Creio que Helena poderá dar o nome dela nesse conjunto de investimentos caríssimos e bancados integralmente, até os filtros.

E, até para que não paire nenhuma dúvida, esse investimento poderá ser publicado esmiuçadamente para que a população continue acreditando que vale a pena doar e ver que tudo está sendo regiamente aplicado em favor da saúde pública, da nossa Santa Casa, tal qual fez monsenhor Antonio quando construiu a nova Igreja-Matriz de São João Batista.

1 comentário

  1. Pedro Souza disse:

    Essa provedora está mostrando a sua cara, cada vez com atitudes mais sem noção. Ela tinha que esquecer a politica e se concentrar em fazer um bom trabalho frente o nosso hospital.

    Se o prefeito fosse o Carneiro ja tinha mandado ela pra ######## como fez no passado.

    Acho que ela nao precisa de dinheiro, veio o pro santa casa, que o carneiro assinou pra ela.

Faça um comentário