Federação confirma times que disputarão a Segundona. Olímpia F.C. está entre eles

Publicado em 29 de fevereiro de 2012 às 12h18
Atualizado em 29 de fevereiro de 2012 às 12h20

(AFI) – A Federação Paulista de Futebol divulgou nesta terça-feira (28) os 35 times que disputarão o limbo do futebol paulista digo, a 2ª Divisão do Campeonato Paulista, equivalente à quarta divisão do estadual. Clubes tradicionais da memória dos torcedores e novos lutam por um lugar ao sol no futebol.

ofc

O número pode aumentar nos próximos dias, já que a expectativa da Federação é que a competição seja disputada por 45 times, assim como na última temporada. O orgão deve aumentar o prazo para a entrega de laudos técnicos e comprovantes de capacidade de estádio visando o aumento do número de clubes.

A edição de 2012 da Segundona não terá muitas novidades. A fórmula de disputa será a mesma de anos anteriores. Os 35 clubes serão divididos em grupos regionalizados, preferencialmente, com cinco a seis clubes cada. Os quatro primeiros de cada grupo passarão à 2ª fase.

Além da fórmula de disputa, o Conselho Técnico também definiu outros detalhes burocráticos da competição. Os clubes terão até o dia 25 de abril para inscrever jogadores para a estreia. Além disso, será mantida a regra de que cada time poderá inscrever apenas três jogadores com idade acima de 23 anos.

Atrações
Os principais destaques ficam por conta dos times tradicionais que retornam à disputa do torneio como é o caso da Portuguesa Santista, Jabaquara, Radium, de Mococa, Araçatuba, Nacional e o retorno do Novohorizontino. No entanto, o Tigre do Vale vai disputar a competição com um novo nome: Grêmio Novorizontino. O antigo Grêmio Esportivo Novorizontino, vice-campeão paulista de 1990, fechou suas portas em 1999 afundado em dívidas.

Apesar da mudança de nome, pode-se dizer que o clube será praticamente o mesmo. O “antigo” Novorizontino, que teve importantes conquistas sob o comando da tradicional família De Biasi, não pôde ser reativado por conta de suas dívidas. No entanto, o “novo” Novorizontino possui as mesmas cores, o mesmo distintivo, o mesmo mascote (tigre) e até o mesmo hino.

O ápice da história do Tigre do Vale foi o vice-campeonato paulista de 1990. Na época, sob o comando de Nelsinho Batista o time foi derrotado pelo Bragantino, que revelava Vanderlei Luxemburgo para o futebol brasileiro, na famosa “Final Caipira”.

Assim como a Esportiva Araçatuba, que tem uma bela história no futebol paulista com três títulos da Série A2, mas teve que ficar de fora de um grande período por estar afundado em dívidas. A equipe chegou a receber uma substituta na cidade, o Atlético Araçatuba, mas a mudança não deu certo.

De volta
Outro clube confirmado, mas com outro nome foi o Grêmio Esportivo Prudente, que era conhecido até ano passado como Oeste Paulista. Com o retorno do Grêmio Prudente para Barueri, na última temporada, a diretoria da equipe resolveu rebatizar a equipe com o nome do co-irmão.

Tradicionais fora
Até o momento, outros times tradicionais não foram confirmados na disputa como são os casos de Bandeirante, Primavera e Palmeiras de Porto Feliz. Por outro lado, clubes como Palestra de São Bernardo, com mais de 76 anos de história, Matonense e PC São José anunciaram licença para ficarem de fora neste ano, alegando falta de dinheiro ou de ausência de apoio das prefeituras como é o caso do time do Vale do Paraíba.

Estreia
Até o momento apenas um time foi confirmado como estreante: o Itapevi Futebol Clube, da cidade localiza na Grande São Paulo. O time foi fundado em 2004 na cidade de Cubatão, mas transferiu-se para o munícipio atual em 2008. O Itapevi disputou campeonatos da categoria de base do futebol paulista e agora está apto para estrear como profissional.

Migalhas aos clubes
O ponto polêmico do encontro mais uma vez foi o fator financeiro. Diferentemente das cotas distribuídas aos quatro grandes clubes do Estado, os participantes da Segundona terão de se virar com “esmolas”. Isso porque cada clube irá receber apenas R$ 13 mil para, no mínimo, quase três meses de disputa.

Nem mesmo os valores somados de todos times da Segundona – tendo como base 46 integrantes o total é de R$ 598 mil – chegam a 10% do que foi pago a Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Cada um dos quatro recebeu R$ 10 milhões para disputar o Paulistão. Os demais clubes da elite paulista R$ 1,92 milhão cada um.

Confira os times que disputarão a Segundona:

Mantiqueira (Guaratinguetá)
Américo Brasiliense
Portuguesa Santista
Guarujá
AD Guarulhos
Araçatuba
Joseense
Lemense
Mogi das Cruzes
Pirassununguense
Taquaritinga
Votuporanguense
Cotia
Porto Feliz
Elosport
EC São Bernardo
Fernandópolis
Grêmio Prudente
Mauaense
Novorizontino
Guariba
Itapevi
Jabaquara
Jaboticabal
Jacareí
José Bonifácio
Nacional
Olé Brasil
Olímpia
Osasco
Radium
Atibaia
SC Barueri
Tupã
União Mogi

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário