debate1_thumb.jpg

Etec participa debate na Câmara sobre limites da liberdade de expressão

Na última segunda-feira (17), foi realizado na Câmara Municipal de Olímpia o debate “Limites da Liberdade de Expressão”. O debate faz parte do projeto “Câmara em Debate”, de iniciativa do vereador Paulo Poleselli, e reuniu cerca de 120 alunos dos cursos técnicos de serviços jurídicos e administração da ETEC de Olímpia, professores e advogados olimpienses.

debate2

Para José Carlos Seno Junior, assistente técnico administrativo da ETEC de Olímpia, o debate é muito importante. “Gostaria de parabenizar pela iniciativa do vereador Paulo de colocar esses temas tão importantes e atuais em debate. A gente sabe que outros temas serão colocados em debate, então é uma forma da sociedade olimpiense se manifestar e muito interessante envolver isso com a ETEC, alunos do curso técnico de assuntos jurídicos, que podem participar opinando, trabalhando esses temas e se atualizando cada vez mais”.

O coordenador do curso de serviços jurídicos, Marcelo Roberto Campos, disse que é um projeto extremamente importante. “É um projeto pioneiro e a gente vê como uma inovação para que as pessoas comecem a desenvolver o senso crítico de alguns temas importantes como esse. É um tema muito relevante para que as pessoas consigam formular ideias para poder apresentar alguma coisa concreta. O direito é fundamentado em teses e sustentação oral, então é de extrema importância o aluno estar praticando isso, fazendo pesquisa sobre tema fundamentado em direito e depois vindo apresentar essas teses em plenário, isso é importantíssimo para o aluno desenvolver essa capacidade de estar trabalhando o Direito”.

debate1

O criador da Câmara em Debate, vereador Paulo Poleselli, falou da importância do tema debatido: “O tema destacado ‘Limites da Liberdade de Expressão’ é extremamente atual, muito debatido nos dias de hoje, principalmente nos últimos acontecimentos em razão talvez de excesso na Liberdade de Expressão. Hoje nós não queremos fazer um direcionamento, mas sim, dentro da democracia que deve existir em todas as instâncias”. O vereador explicou que os alunos promoveram duas teses, favorável e desfavorável a liberdade de expressão. Os presentes puderam extrair suas próprias conclusões. “Cada um de nós carrega as suas conclusões, elas poderão ser mudadas, enriquecidas, mas eu penso que limites da liberdade da expressão tem que ser em primeiro lugar debatido, é isso que nós buscamos essa noite, um debate democrático, com respeito, com ordem, tranquilidade, sem violência, truculência e intolerância”.

O debate enfoca três temas, primeiro a liberdade de expressão na internet, segunda questão discutida é o Rolezinho e dentro desse contexto, apareceu a questão do cinegrafista, porém a questão dos Black Blocks, da manifestação com o rosto coberto, sem se identificar, fazia parte da pauta.

O próximo debate já está agendado para o dia 17 de março com o tema “Drogas que destroem as famílias”, com o Tenente Luciano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *