Empresa da capital vence licitação da merenda e garante que manterá empregos e comprará com agricultores e no comércio da cidade

Publicado em 18 de fevereiro de 2011 às 12h46
Atualizado em 18 de fevereiro de 2011 às 12h46

DSC06990Dentro de duas a três semanas, cerca de 5 mil crianças do ensino municipal de Olímpia estarão recebendo as refeições da empresa vencedora da licitação, na manhã desta sexta (18), “Starbene Refeições Industriais Ltda.”, da capital paulista, que serve também 27 municípios há 15 anos no mercado.

O proprietário Antonio Milan Filho garantiu ao Portal de Notícias (Blog do Concon), único veículo de imprensa a acompanhar a abertura dos envelopes na Prefeitura, às 10h, que “as merendeiras podem ficar tranquilas, porque todas serão aproveitadas, treinadas, assim como movimentaremos a agricultura e o comércio locais comprando produtos de qualidade, frescos e com o melhor preço”.

DSC06992

Três empresas participaram e o menor valor venceu: R$ 4.691.745,28 com uma diferença de R$ 171.554,00 para o terceiro colocado.

DSC07001DSC06999O secretário de Administração Alaor Tosto do Amaral, pasta em que a terceirização da merenda escolar ficará subordinada, conduziu a abertura e julgamento das propostas por 1h45 minutos, referente à Concorrência Pública 01/2011, para ‘contratação de empresa especializada para prestação de serviços no preparo da alimentação escolar, com o fornecimento de todos os gêneros e demais insumos, transporte e distribuição nos locais de consumo, logística, supervisão, prestação de serviços de manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos e utensílios utilizados e limpeza e conservação das áreas abrangidas, atendendo, assim, ao programa de alimentação escolar nas unidades educacionais de responsabilidade do município’.

DSC06987DSC06988Participaram, também, o presidente da Comissão Permanente de Licitação, advogado André Nakamura, e o membro João Luiz Alves Ferreira, além da nutricionista da Prefeitura, Fátima Cristina Bernardes Vanzella. E os representantes das três empresas concorrentes: Joaquim Ferreira Rodrigues (Vivo Sabor Alimentação Ltda. de Americana, SP), Denilson Dias de Lima (Stillus Alimentação Ltda., Belo Horizonte, MG) e o vencedor, que seria conhecido no final do processo, Antonio Milan Filho (Starbene Refeições Industriais Ltda., de São Paulo). Quatorze empresas retiraram o edital, porém, somente essas se habilitaram.

NENHUM RECURSO

Nenhuma das empresas concorrentes questionaram o edital da prefeitura de Olímpia, nem os procedimentos da Comissão Licitatória ou mesmo a documentação apresentada por cada uma. Cada representante pode conferir e dar o visto em cada envelope concorrente, podendo, se for o caso, questionar, tirar dúvidas ou impugnar. Não houve nenhum pronunciamento contrário dos participantes e, ao final, depois de abertos os envelopes com as propostas financeiras, eles também abriram mão de qualquer tipo de recurso.

DSC06997

Os valores ficaram bem próximos, demonstrando que não houve disparidades e que estão dentro da faixa de mercado da da alimentação industrial. O primeiro colocado, Starbene Refeições Industriais apresentou o valor de R$ 4.691.745,28; ficando em segundo lugar a empresa Vivo Sabor Alimentação Ltda., com a proposta de R$ 4.798.760,00 e, finalmente, o terceiro lugar com a Stillus Alimentação Ltda., com R$ 4.863.299,20.

QUEM É A STARBENE

Os pais das crianças matriculadas nas 37 escolas do município (cerca de 4,8 mil), podem estar tranquilos: a empresa vencedora da terceirização da merenda, a Starbene é uma empresa do ramo de alimentação coletiva que atua há doze anos no mercado. Com capacidade para produzir 100 mil refeições diárias, presta serviços a hospitais, escolas e empresas privadas.

Em sua carteira de clientes, a empresa atende a Universidade de São Paulo (USP), Polícia Militar do Estado de São Paulo, Instituto de Infectologia Emílio Ribas (Secretaria de Saúde do Estado), Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do Estado, Hospital da Polícia Militar, Centro de Ensino e Instrução de Bombeiros da capital, Hospital Infantil Cândido Fontoura, Hospital Psiquiátrico Pinel (estadual), Prefeitura de Tanabi (merenda escolar), Prefeitura de Castro (PR) com merenda, e muitas outras empresas.

Em entrevista ao Blog do Concon, o vencedor Antonio Milan deixou claro: “Atendemos 27 municípios com merenda escolar, temos larga experiência, podem ficar tranquilos que, além de garantirmos os empregos de quem já trabalha no setor, inclusive merendeiras e nutricionistas, vamos capacitar esse pessoal com o nosso centro de treinamento, abriremos escritório e centro de distribuição (CD) na cidade, vamos gerar impostos, taxas, movimentar produtores agrícolas e comércio em geral, porque a prefeitura, quando faz compras, tem de adquirir de empresas, nós, não: podemos comprar com qualidade e com preço melhor porque fazemos cotações diárias no varejo da cidade”.

GENINHO: REUNIÃO COM MERENDEIRAS E FORNECEDORES

Ao tomar conhecimento do resultado da licitação pelo secretário Alaor, o prefeito Geninho Zuliani, que terá, por lei, cinco dias para homologar, ou não, o resultado licitatório, disse ao Portal de Notícias que “vou me reunir com o vencedor e, posteriormente, com fornecedores de produtos agrícolas e com as merendeiras, a fim de tranquilizar a todos. Com a associação de pequenos produtores rurais, para que seja mantida a obrigatoriedade da lei federal dos 30% de aplicação do recurso da Educação em produtos da própria cidade ou região, e com as merendeiras no sentido de que o trabalho delas será melhor ainda, porque estarão sob a responsabilidade de uma empresa especializada em cozinha industrial com experiência no setor público e privado, pelo que estou lendo de seu currículo”.

Assunto(s): ,

Leia também:

1 comentário

  1. jcassio/Tim disse:

    Parabens Administração Municipal pelo passo dado. Esperamos q a empresa vencedora realmente faça o q esta falando neste blog.

Faça um comentário