Atenção, estudantes: CIEE oferece estágios a partir deste mês, inclusive para Olímpia

Publicado em 16 de novembro de 2009 às 2h08
Atualizado em 21 de novembro de 2009 às 1h36

O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) prevê a oferta de 600 vagas de estágio só na região de Rio Preto, incluindo Olímpia, para estudantes de praticamente todos os tipos de curso já a partir deste mês de novembro. Na cidade, o CIEE fica na Av. Waldemar Lopes Ferraz, 900-B.

As novas oportunidades são baseadas na Lei do Estágio, nº 11.788, que trazem mais segurança jurídica para as contratantes e concede direitos aos estagiários, como carga horária limitada a seis horas, bolsa-auxílio e auxílio-transporte. De acordo com as novas regras, o limite de tempo de estágio na mesma empresa não deve ultrapassar dois anos. Podem fazer estágio estudantes acima de 16 anos, regularmente matriculados e frequentando instituições de ensino superior, médio e técnico.

Segundo Nei Godoy, supervisor regional do Ciee em Rio Preto, responsável também pela unidade de Olímpia, a oferta de vagas aumenta nessa época do ano em função da sazonalidade. “Muitos alunos se formam e outros são efetivados, por isso as empresas precisam repor seus estagiários”, disse. As vagas disponíveis na região são para quase todos os cursos, para estudantes do nível médio, profissionalizante, técnico, tecnológico ou superior.

O destaque, segundo Godoy, são os cursos das áreas de administração de empresas, o que inclui contabilidade e economia, os diferentes ramos da informática, além de publicidade e propaganda, pedagogia, assistente social e da saúde. Do total de vagas, cerca de 60% são destinados aos cursos das áreas de administração e informática. O restante é divido entre os outros cursos e também ensino médio.

Para o aluno, a principal vantagem é a inserção no mercado de trabalho, mesmo sem ter uma das principais exigências dos empregadores, a experiência profissional. Além de aprender, o aluno pode ser efetivado e ainda recebe uma remuneração, que pode complementar a renda familiar. “Pesquisas mostram que o índice de efetivação é de 64%.”

Por outro lado, segundo Godoy, para as empresas, é uma maneira de as mesmas prepararem o funcionário desde sua base. “Os incentivos fiscais e trabalhistas estimulam as empresas a abrirem novas oportunidades”, disse. No ano passado, o número de vagas ofertadas estava em torno de 450. Segundo Ney, anualmente, sempre existe um aumento entre 10% e 15%.

Entretanto, com a nova Lei do Estágio, a 11.788, que completou um ano em setembro e que trouxe modificações como a redução da carga horária para seis horas, alterou a rotina das empresas, que demoraram para substituir seus estagiários. “Mas observamos que desde o meio do ano as contratações foram retomadas, o que nos coloca, pelo menos, nos mesmos patamares do ano passado.”

Outras mudanças foram o recesso remunerado por 30 dias, a cada 12 meses trabalhado, a remuneração e o auxílio transporte. O tempo de permanência na mesma empresa não deve passar de dois anos.

Cadastro

Os estudantes devem aproveitar esse momento para fazer o cadastro no Ciee. Ele pode ser feito pessoalmente, nos escritórios da instituição, ou por meio do site do CIEE.

Godoy orienta os estudantes já cadastrados no Ciee e que estejam com seus dados desatualizados, que também informem as mudanças. A atualização pode ser feita pessoalmente ou por telefone. “Na época de férias o contato já fica mais difícil e se os dados tiverem mudados, o aluno pode perder alguma oportunidade.” Os empresários que tiverem interesse em conhecer o programa de estágios do Ciee podem mandar um e-mail. Uma equipe visita a empresa e fornece todas as informações.

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário