Hoje é dia de pagar o IPVA de placa final 8

Publicado em 22 de janeiro de 2014 às 10h41
Atualizado em 22 de janeiro de 2014 às 10h41

Os proprietários de veículos com menos de 20 anos com final de placa 8 têm de pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2014 nesta quarta-feira, 22. A data de vencimento é tanto para quem quer aproveitar os 3% de desconto para o pagamento integral quanto para quem vai parcelar em três vezes. O calendário segue até o dia 24, para os veículos com placa final 0, pulando os finais de semana.

f72c5b77b3106b76158e4cb37b8cd94c

Pode parecer pouco, mas os especialistas são unânimes em dizer que, se possível – se não for estourar o orçamento ou piorar o endividamento – vale a pena pagar à vista e aproveitar o desconto de 3%. É que nenhuma modalidade de aplicação financeira chega a esse rendimento.

“Ao quitar um imposto como esse o contribuinte já livra o orçamento para ser realocado em outros investimentos, ficando menos engessado. Quanto menos endividado for o orçamento, melhor é”, afirma o economista Bruno Sbrogio.

Sempre à vista

A Fazenda prevê arrecadar R$ 13,1 bilhões com o IPVA em 2014. Descontadas as destinações constitucionais, o valor é repartido 50% para os municípios de registro dos veículos e os outros 50% para o Estado. Não há projeções locais, mas, no ano passado, Rio Preto recebeu R$ 88,5 milhões, volume 9,2% superior ao de 2012, quando foram repassados R$ 81 milhões ao município.

A frota total de veículos no Estado de São Paulo é de aproximadamente 22 milhões. Destes, 16,6 milhões de veículos estão sujeitos ao recolhimento do IPVA, 5 milhões estão isentos por terem mais de 20 anos de fabricação e cerca de 210 mil são considerados isentos, imunes ou dispensados do pagamento do imposto: taxistas, pessoas com deficiência, igrejas, entidades sem fins lucrativos, veículos oficiais e ônibus/micro-ônibus urbanos.

Sempre à vista

O consultor financeiro Maikel Jacob sempre paga o IPVA à vista. “Esse desconto é muito maior que o rendimento em qualquer aplicação”, afirma. Para isso e outras eventualidades, tem que ter uma reserva de dinheiro. Com dois carros, a despesa fica em torno de R$ 3,5 mil. “Aproveito para pagar o licenciamento e ficar tranquilo no resto ano. Uma vez esqueci, paguei multa e quase tive o carro apreendido.”

Como exemplo, ele cita: um IPVA de R$ 1,2 mil e uma aplicação em renda fixa com rentabilidade de 0,8%. Se pagar à vista, o valor cai para R$ 1.164. Com pagamento parcelado e capital aplicado serão três parcelas de R$ 400. Como a primeira é à vista, não rende juros, a segunda (30 dias aplicada) sobe para R$ 403,20 e a terceira (60 dias aplicada) sobe para R$ 406,42. “Pagando à vista o desconto foi de R$ 36 e com o dinheiro aplicado a remuneração foi de R$ 9,62. À vista só não compensa se a pessoa estiver usando cheque especial ou outra forma de crédito.”

Fonte: Diário da Região

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário