Tenente Augusto reflete sobre velhice em concurso nacional

O tenente Luiz Augusto da Silva (foto) está na ativa da Literatura e da Poesia.

Escritor de talento reconhecidíssimo na urbe e fora dela, agora concorre com o “Poema da Maturidade” no concurso “Talentos da Maturidade” promovido pelo banco Santander. As inscrições já se encerraram no último dia 14.

O importante é entrar no site e votar, comentar na obra escolhida, seja literária, música ou pintura. No caso do tenente, claro, é literatura. Ele concorre com este poema:

Poema da Maturidade

Ser poeta!
É ser romântico.
É ser lírico.
É estado de espírito.

É versificar!
É deixar sua alma falar
Através de um simples olhar.

É aprender as lições
Ensinadas pela vida,
Repleta de emoções.

É a Deus agradecer!
Pois é ele que inspira
Ao poeta a escrever.

Ser poeta é
………………

No firmamento encontrar
A constelação da virtude
Pertencente a galáxia
(Galáxia) da plenitude.

Que ofusca a falsidade
Para a realidade brilhar
Nubla a delinquência
Faz a existência reinar.

Surgem outros astros
(Com cultura e sabedoria)
Aliados inseparáveis
Da brilhante “estrela guia”.

Que com intensidade
No horizonte da liberdade
Projeta a igualdade
Com a luz da fraternidade.

Com luminosidade
Reflete!
Na pujante mocidade
Centelhas de tenacidade
Lampejos de prosperidade.



Benévola resplandece
Com grandeza a perdoar.
Nos corações abre espaços
Para o amor habitar.

Reluz com altruísmo!
Aos idosos acaricia.
Que chegam a sorrir! Chorar!
Radiantes de alegria.

(As rugas esculpidas,
Delineadas pelo tempo…
Cabelos brancos! Cinzentos!
Retratam o envelhecimento).

Enfim,
Exaltemos estes princípios
Exercendo-os com maestria
Criemos com maturidade
(O celeiro)
O celeiro da cidadania.

Para que na velhice
Nele possamos buscar
Nossas histórias! Exemplos!
À sociedade ajudar.

Trilhemos com brilhantismo
O trajeto da humanidade
Até concluir a jornada
Rumo à eternidade.
……………………..

Ser poeta!
É retornar à essência
(à essência)
Do seu próprio ser!

Assim, se você, olimpiense ou não, gostou desse poema, entre na galeria pessoal do tenente no site do concurso e deixe uma mensagem. São mais de 2.000 visualizações de seu trabalho – um dos mais vistos – e quase 120 recados. O link direto é: http://bit.ly/cQn3V

Parabéns, tenente. Olímpia, com certeza, está orgulhosa do senhor. Ao contrário do que muitos, erroneamente, defendem, os que mais fazem pela cidade nem sempre são os que nasceram no começo da rua Síria, e sim os que, de boa vontade, voluntariamente, escolheram aqui para viver, trabalhar e, quiçá, pegar o bilhete de volta para o final da rua Síria.

5 comentários em “Tenente Augusto reflete sobre velhice em concurso nacional”

  1. Amigo Leonardo Primeiramente,parabenizo-lhe pela estréia do BLOG. Detalhe:PRIMEIRO COMENTÁRIO:
    AGRADEÇO A SUA GENEROSIDADE
    AO EVIDENCIAR O VALOR DA LITERATURA E AO INCENTIVO DEMONSTRADO PELOS ESTIMULANTES VOCÁBULOS, QUE CONSTITUEM A MATÉRIA SOBRE O CONCURSO.

    ABRAÇOS!!!

    LUIZ AUGUSTO

  2. Amigo Tenente: Eu é que agradeço a sua participação aqui, inclusive estreando os comentários em sua matéria. Espero que aqueles quase 200 comentários no site em que está concorrendo, possam tb aqui vir e apreciar a sua obra e repetir os elogios.
    Conte sempre comigo e com este blog para anunciar as suas belas obras literárias. Olímpia merece.

  3. AMIGO LEONARO,BOM DIA! ANTES QUE COMEÇEM OS COMENTÁRIOS,
    DEDICO-LHE UMA SIMPLES ESTRO-
    FE:
    PARABÉNS PELAS CONQUISTAS
    PELAS EXCELENTES NOTÍCIAS
    QUE NOS JORNAIS E REVISTAS
    COM SABEDORIA SEJAM VISTAS

  4. Bom receber, logo cedo, esse incentivo, ainda mais em forma de poesia. Saiba que até juízes já exararam suas sentenças neste formato poético. De fato, a poesia alcança maior profundidade os nossos desejos e sentimentos.
    Obrigado, e bom dia.
    Leonardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *