Secretaria de Turismo realiza pesquisa durante o Fefol

Publicado em 01 de setembro de 2015 às 10h28
Atualizado em 01 de setembro de 2015 às 14h07

Festival de Folclore precisa ser melhor divulgado, comprova pesquisa

Durante o Festival do Folclore, foi aplicada uma pesquisa em que os turistas avaliaram alguns tópicos com relação ao turismo em Olímpia, com 148 visitantes, que se disponibilizaram a respondê-la. Apenas três perguntas, das 11 questões, foram respondidas por todos os entrevistados, o que representa 27%. Foram elas a primeira, a segunda e a quinta perguntas.

Com relação à cidade, todos os entrevistados responderam a questão. No entanto, alguns só informaram o Estado e não a cidade onde moram. Sendo assim, foi possível contabilizar 42 cidades diferentes e São Paulo – SP a cidade com maior número de turistas frequentando o Folclore (54 pessoas – 36,5%). Outras cidades que tiveram destaque foram: Campinas – SP (13 pessoas), São José do Rio Preto – SP (8 pessoas), Limeira e Santos (6 pessoas), etc.

centro

Já no que diz respeito ao meio pelo qual o turista teve conhecimento sobre Olímpia, o item “Amigos” foi o mais apontado pelos entrevistados, representando 42,5%, ou seja, 63 pessoas escolheram tal opção. Depois aparecem no ranking “Internet” (40 pessoas), “Outros” (30 pessoas), “Agência de Viagem” (10 pessoas). Isso significa que a indicação de amigos e familiares tem sido a principal responsável pela escolha de Olímpia como destino turístico.

A terceira pergunta referia-se ao tempo que o turista permanece em Olímpia quando visita a cidade. Essa questão foi respondida por 145 pessoas, sendo que a grande maioria se hospeda no município por três dias, ou seja, 42,06% dos entrevistados (61 pessoas). O segundo período mais escolhido foi quatro dias (31 pessoas) e o terceiro, dois dias (17 pessoas). Além disso, 14 pessoas disseram ter vindo apenas para ficar um dia, a maioria delas, moradoras de cidades da região de Olímpia.

A quarta questão falou sobre a visitação a Olímpia. Cento e quarenta e quatro pessoas responderam e 97 delas informaram que visitaram Olímpia pela primeira vez (67,36%) e 47 (32,63%) já tinham vindo por pelo menos duas vezes.

A quinta pergunta tratou sobre o meio de hospedagem utilizado pelo visitante. Todos os entrevistados responderam esta pergunta e 47 pessoas disseram ficar em resorts (31,75%), 41 pessoas ficaram em pousadas (27,70%), 26 pessoas ficaram em hotéis (17, 56%). Os demais meios de hospedagem tiveram menos de 20 indicações e o item “hotel-fazenda” não teve nenhum apontamento de hospedagem entre os entrevistados.

A sexta questão continha uma avaliação de serviços oferecidos como hospedagem, alimentação, opções de lazer, comércio e atendimento e suporte ao turista. A maioria dos itens teve avaliação ‘ótimo’ ou ‘bom’, com destaque para a Hospedagem que teve 95 indicações de serviço ‘ÓTIMO’ dentre 143 respostas, ou seja, 66,43% de aprovação. Além disso, Alimentação e Atendimento e suporte ao turista também tiveram mais indicativos de ‘ótimo’. O que chama a atenção é que os itens “Opções de Lazer” e “Comércio” tiveram grandes indicativos de serviço “regular”, mostrando a necessidade de melhorias desses setores.

A sétima questão tratou sobre o conhecimento do Festival do Folclore. Das 145 pessoas que responderam esta pergunta, 80% disse que não conhecia o Festival, o que são 116 pessoas contra 29 que disseram conhecer. Levando em consideração que, todos os entrevistados eram turistas, isso significa que os visitantes não conhecem Olímpia pelo Festival. Interessante que, na pergunta 11 “Observações”, 10 entrevistados consideraram o Festival do Folclore pouco divulgado como será analisado adiante.

A pergunta de número 8 questionava os entrevistados sobre o que eles achavam do Festival. Tal pergunta foi respondida por 135 pessoas e teve respostas variadas, no entanto, a maioria delas de caráter positivo. Sendo que 59 pessoas (43,7%) acharam ótimo/excelente; 32 pessoas (23,7%) acharam legal/bom; 13 pessoas (9,62%) disseram que é muito bonito/lindo; 8 pessoas (5,92%) disseram que vieram para conhecer e gostaram; entre outras opiniões. Dentre as observações de caráter negativo sobre o Fefol estão 5 pessoas (3,7%) que acharam regular e 3 (2,22%) que acharam fraco.

A nona pergunta não estava em todas as avaliações. Foram aplicadas apenas 50 avaliações com esta pergunta sobre a visitação do Thermas dos Laranjais. Todas as pessoas responderam e 47 delas (94%) disseram ter visitado o Thermas e apenas 3 (6%) disseram não.

A décima pergunta questionou se o visitante voltaria à cidade ou indicaria para outras pessoas. Das 141 respostas, 134 pessoas (95%) disseram que SIM e apenas 7 (5%) disseram NÃO. Questionados sobre os motivos que não justificariam a volta estava a falta de opções de outras atrações além do Parque Thermas dos Laranjais.

Por fim, a última pergunta recomendava que os entrevistados deixassem um comentário, reclamação ou sugestão sobre o Turismo ou o Festival. Apenas 34 das 148 pessoas entrevistadas responderam tal questão, o que representa 22,9%. Sendo que, 10 pessoas indicaram a falta de divulgação do festival; seis reclamaram sobre a falta de outras opções além do Thermas; três sentiram falta de ter disponível a programação do Festival e três disseram que gostaram e pretendem voltar nos próximos anos. As demais sugestões tiveram duas ou uma indicação como é possível observar no relatório de respostas.

“Desta forma, pode inferir que, de maneira geral, a Estância Turística de Olímpia atrai visitantes de diversas cidades, sendo a maioria do Estado de São Paulo e presta serviços de caráter satisfatório, salvo algumas exceções como o comércio e opções de lazer que, segundo revelou a pesquisa, ainda são limitados e precisam de mais investimento e alternativas. Com relação à divulgação da cidade, nota-se que a mídia espontânea entre as pessoas é o meio mais forte de tornar a cidade conhecida, ficando a Internet em segundo lugar, o que pode e deve ser fortalecido. Percebe-se também que a procura ou oferta por Olímpia como destino turístico tem sido fraca nas agências de viagens”, esclarece o secretário de Turismo Beto Puttini.

Já o tempo médio de estadia na cidade é razoável, uma vez que a maioria dos visitantes fica pelo menos três dias hospedados e grande parte prefere os resorts. Interessante destacar também que 67,36% dos entrevistados visitaram Olímpia pela primeira vez, na época do Festival do Folclore, mas sem conhecê-lo, mas a maioria gostou e informou que voltaria ou indicaria para outras pessoas. “Isso demonstra que o Festival precisa ser mais bem divulgado além da região de Olímpia”, conclui o secretario de Turismo.

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário