José Rico, Marreta, Dodge Dart, a CNH de Olímpia. E a primeira briga com Milionário. Aqui também

Publicado em 05 de março de 2015 às 15h33
Atualizado em 05 de março de 2015 às 16h00

Um fato inédito, pouco conhecido sobre a dupla Milionário e José Rico, foi revelado pelo Diário de Olímpia.Com em 23 de junho de 2010, quando a dupla esteve na cidade para participar do 2º Olímpia Rodeo Festival, dalva-marretapromovido pela PBR (Professional Bull Riders) e Prefeitura. Em entrevista ao editor Leonardo Concon, José Rico, falecido anteontem, em Americana (SP), vítima de um infarto, conta que teve o primeiro rompimento quando o então candidato a prefeito, Álvaro Cassiano Marreta Ayusso, em 1976, deu um Dodge Dart SE zero para ele, e não para Milionário. Para Milionário terminar os dois últimos comícios de Marreta, José Rico teve de devolver o carrão.

Olímpia teve um peso enorme na carreira da dupla. Contratados pelo então prefeito Álvaro Cassiano Marreta Ayusso, ficaram por 90 dias instalados, fazendo a campanha eleitoral e, ao mesmo tempo, fazendo shows por toda a região, especialmente no extinto programa Porteira do Oito, na TV Record Rio Preto.

DSC06916

Poucos também sabem, mas José Rico era Cidadão Olimpiense, Título que lhe foi conferido pelo vereador, também falecido, Tino Parolim.

 

DSC_4018

 

José Rico era sempre visto em Olímpia. Ultimamente, frequentava o Tuti Resort quando tinha shows na região, e foi fotografado, também pelo Diário de Olímpia, jantando no Victória Restaurant, do casal empresário Deco e Gisely Lima.

 

O fato da época de Marreta foi narrado por uma das ‘gargantas de ouro do Brasil’, então seu apartamento no Hotel Água Viva, de Olímpia, na presença do o prefeito Geninho Zuliani (DEM); então secretário de Cultura, Turismo, Esportes e Lazer Beto Puttini; de um ‘velho conhecido do cantor, daqueles ‘velhos e bons tempos de Olímpia’, Tim Monteiro; de João Paulo Pitta Polisello, então assessor do prefeito, e do pai e irmão do prefeito, José Eugênio e César Zuliani.

DSC06929

De bom humor, José Rico disse que “tem um carinho muito grande por Olímpia, porque aqui permanecemos 90 dias fazendo a campanha eleitoral, comício por comício, visita por visita, do Marreta. Aqui tirei minha primeira carteira de motorista (a atual, renovada, é de Americana, SP, onde reside). E aqui recebi o título de Cidadão Olimpiense através do então vereador Tino Parolim”.

cnh7088820001_largeEle revela, também, que Marreta deu um VW Brasília para Moraci (João Maurício de Oliveira), também falecido (20 de agosto de 1985, em acidente automobilístico em São José do Rio Preto) , que fazia dupla com Mococa (João Leôncio), mas também não presentou o companheiro Mococa, fazendo par de insatisfação com Milionário.

 

Hoje, Mococa forma dupla com Paraíso. A dupla começou a carreira dois anos antes de Milionário e José Rico.

José Alves dos Santos, o José Rico, nasceu em São José do Belmonte, Estado de Pernambuco no dia 29/06/1946, contando hoje com 68 anos. Por ter sido criado na cidade de [Osvaldo Cruz], no Estado do São Paulo desde os dois anos de idade, acabou adotando, e registrando em Cartório, o nome José Rico Alves dos Santos, em alusão à cidade osvaldocruzense onde viveu sua infância. O apelido foi inventado por um padre, ainda durante a infância de José Rico.

DSC06918

OUÇA A ENTREVISTA DE JOSÉ RICO EM OLÍMPIA

Quer saber detalhes do Dodge Dart SE zero quilômetro que Marreta deu para José Rico e foi o motivo do primeiro rompimento da dupla? Clique abaixo e ouça na entrevista exclusiva para o então Blog do Concon, hoje Diário de Olímpia:

Assunto(s):

Leia também:

1 comentário

  1. Nascimento disse:

    Muito bacana esta entrevista Leonardo, que Deus o tenha o querido José Rico.

Faça um comentário