Espírito Santo será homenageado no 52° Fefol, através do Grupo Andora

Publicado em 16 de agosto de 2015 às 0h41
Atualizado em 16 de agosto de 2015 às 0h42

DA REDAÇÃO – O Estado homenageado no 52° Festival de Folclore de Olímpia, em agosto de 2016, será o do Espírito Santo, pela primeira vez desde quando a Comissão Organizadora decidiu, anualmente, escolher um Estado para dar uma determinada característica ao Fefol.

E o grupo que representará o Estado é o Grupo Andora, que participa pelo quinto ano consecutivo do Festival olimpiense.

O anúncio foi feito na noite deste sábado (15), no palco do Recinto do Folclore, pela coordenadora dos Festivais, Maria Aparecida de Araújo Manzolli; diretor de Cultura Caio Longhi, e secretário de Cultura, Esportes e Lazer, Guto Zanetti.

Cecília, representante do Andora, agradeceu a escolha do grupo que representará o seu Estado: “É uma grande honra ser o Grupo que abrirá as portas para o Espírito Santo no próximo Festival. O nosso Estado é o menor do Sudeste é território, mas grande em cultura, tradições, culinária e muito mais. Voltar à Olímpia é o mesmo que voltar para casa, rever amigos e, mais uma vez, agradecemos pela honra de representamos o Espírito Santo no ano que vem. Vamos realizar um grande Festival”.

O Andora, como é tradição, fará parte do cartaz, capa do Anuário e Programação, e Convite, além de comandar a culminância do Festival, dando uma identidade de seu Estado no contexto do Fefol.

O ANDORA

O Projeto Grupo Andora é uma ação de Extensão da UFES executada por estudantes universitários e professores da rede básica de educação para estudar a Cultura Popular em forma de todo tipo de Arte, sobretudo pela Dança, a Música e os folguedos populares. Desde a sua criação o projeto é frequentado por uma maioria de mulheres em processo de formação para o magistério da Educação Básica, que também é constituído por uma maioria de mulheres.

Por ser um grupo universitário e parafolclórico, seu repertório é bastante diversificado e se estende por diversas regiões do Brasil. Para os eventos em território brasileiro, o grupo privilegia peças relativas ao Folclore do Estado do Espírito Santo. Apresenta, ainda, o Congo Capixaba, o som dos pandeiros e dos tambores do Ticumbi, O Jongo de São Benedito, O Bate-Flexa, além das figuras lendárias do estado como Boi Pintadinho, João Bananeira, Palhaço da Folia, Mulher do Jongo, O Pássaro de Fogo etc.

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário