Câmara dos Deputados aprova título de Capital Nacional do Folclore a Olímpia

Publicado em 14 de novembro de 2014 às 10h58
Atualizado em 14 de novembro de 2014 às 11h03

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou na terça-feira (1) o Projeto de Lei 6150/13, do deputado Sandro Mabel (PMDB-GO), que concede a Olímpia o título de Capital Nacional do Folclore.

sandro-mabel

O município paulista, localizado a 417 km de São Paulo, realiza há 49 anos o Festival do Folclore de Olímpia (Fefol). O evento reúne dezenas de grupos folclóricos e parafolclóricos em que são apresentados danças de diversos pontos do Brasil.

A 50ª edição acontecerá de 9 a 17 de agosto. A cada ano mais de 100 mil pessoas participam do evento. A entrada é franca, em respeito à ideia original do idealizador do evento, o professor José Sant´anna, para ressaltar o caráter popular das manifestações folclóricas.

Segundo Mabel, muitos dos grupos populares presentes no festival sobrevivem graças ao evento. Entre as manifestações estão algumas mais conhecidas nacionalmente como o frevo e o carimbó e outras menos como xirê e mazurca.

A comissão acompanhou o voto do relator, deputado Fábio Trad (PMDB-MS), pela constitucionalidade e juridicidade do texto. “O festival é o ponto de encontro da autêntica cultura popular brasileira, no que ela possui de mais encantador”, afirmou Trad.

img20140701165722610422MED

A proposta já havia sido aprovada pela Comissão de Cultura. Agora, ela segue para o Senado, pois foi aprovada em caráter conclusivo. O texto só será analisado pelo Plenário da Câmara em caso de recurso.

Início
O festival começou graças ao professor José Sant’anna, estudioso do folclore brasileiro, que realizava exposições sobre o tema em uma escola em Olímpia na década de 60. Em 1965, Sant’anna organizou a primeira edição do evento, apenas com grupos folclóricos locais. Com o tempo, o festival foi se tornando mais conhecido e mais grupos começar a participar.

Íntegra da proposta:

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário