Circuito de Artes do SESC no dia 25 de abril na Praça, em Olímpia

Publicado em 23 de março de 2014 às 16h23
Atualizado em 23 de março de 2014 às 16h25

Está de volta o Circuito de Artes do SESC em Olímpia, no dia 25 de abril, uma sexta-feira, das 17h às 22h, na Praça central.

A Prefeitura de Olímpia, através da Secretaria de Cultura, Esporte, Turismo e Lazer, firmou novamente para 2014 parceria com o SESC para realizar o Circuito, que é um projeto itinerante desenvolvido desde 1998, busca a circulação de espetáculos e intervenções artísticas por diversas cidades do Estado de São Paulo e acontece prioritariamente em municípios onde a instituição não possui unidades operacionais instaladas. A programação é gratuita, voltada para todas as idades.

cidadao intigado

Em 2014 o Circuito percorrerá 102 cidades com 12 roteiros diferentes de programação, contando com 350 artistas de teatro, música, circo, dança cinema, literatura, artes visuais e artemídia.

A PROGRAMAÇÃO

Teatro: Uma Jornada – Ubus Théâtre (Canadá)

A bordo de um ônibus escolar adaptado, a companhia canadense Ubus Théâtre apresenta uma fábula filosófica que utiliza o conto e a marionete como meios de expressão.

Nesta história alegórica, o público segue o caminho de um pequeno grão de areia, originário estrela que viaja através do tempo e do espaço há milhares de anos. Chegando sobre a Terra, ele encontra um velho homem cujo último sonho era possuir um ônibus amarelo para levar as pessoas a passear e descobrir a natureza. O grão de areia é a última coisa que o velho homem verá antes de morrer.

Sensível, inteligente e contemplativo, o velho homem percebe que sua existência é menor que aquela do grão de areia e, ao mesmo tempo, maior que sua imaginação poderia ter concebido.

movasse (1)

Literatura: Conte a Sua – Cia. Ju Cata-Histórias (SP)

Inspirada no tradicional Jogo de Amarelinha, esta proposta une histórias, música e interação. Um tapete com o conhecido esquema da brincadeira é estendido no chão. Mas, ao invés de números, o que está escrito nos quadrados são temas que vão inspirar histórias, temas simples e de fácil identificação, como medo, amor, amizade, bichos, filhos, mentira e sonhos.

Para a primeira história, a narradora joga a pedrinha e sorteia um tema. Esta primeira é contada pela companhia. Em seguida, o público é convidado a contar uma história sua sobre o mesmo tema ou jogar novamente a pedrinha para sortear outro tema.

Narração, pandeiro e canto: Juliana Mado / Percussão e canto: Rafaella Nepomuceno / Rabeca e canto: Rafa da Rabeca

Artemídia: Isolamento – Shima (MG)

Vestido com roupas clássicas masculinas (calça, paletó, colete, camisa, gravata, sapato social, óculos e maleta), o artista visual Shima se afasta do mundo. Na série de performances “Isolamento”, ele utiliza uma fita zebrada – daquelas plásticas, listradas de amarelo e preto – para refletir sobre o dia a dia nas cidades.

O isolamento deste homem simboliza as situações de solidão, dificuldade de se movimentar, afastamento e outros problemas típicos da vida moderna.

O trabalho do artista procura criar meios não habituais para ver as coisas comuns, provocando estranhamentos, contrastes e harmonia, para assim estabelecer novas lentes para ver, sentir e pensar a realidade atual em aspectos relacionados ao tempo presente.

cia ju conta historias

Circo: Sanduba Delivery – Com Cia. Suno (SP)

O palhaço Duba Becker, em sua bicicleta acrobática, é o entregador e proprietário da lanchonete circense Sanduba Delivery, em que o público é quem pode fazer os pedidos.

O cardápio é bem diversificado, com especiarias como equilibrismos e acrobacias com objetos como entrada, malabarismo com bolas ou aros como prato principal, números com chapéus como sobremesa, entre outras gostosuras circenses de acordo com o gosto do freguês.

Roteiro e direção: Helena Figueira / Elenco: Duda Becker / Figurinos: Maria Eugênia Ramos / Cenografia: Cia. Suno / Sonoplastia: Leo Mologni

Dança: SE7 Aberto – Movasse (MG)

O Coletivo Movasse transforma locais públicos em sets abertos de filmagem onde artistas e público criam vídeos, sempre com foco na cena criada por meio da dança. O material filmado poderá ser postado com o objetivo de abrir um novo espaço de diálogo entre corpos em movimento, a partir de um processo criativo em colaboração com o público.

Se7 Aberto dá continuidade ao projeto Mov Post, criado para o Facebook, que reorganiza e transforma ideias geradas por movimentos contidos em vídeos postados na rede.

Bailarinos: Andrea Anhaia, Carlos Arão, Cibele Maia, Ester França, Fábio Dornas / Vídeo: Chico de Paula / Edição: Cibele Maia, Júnio Nery / Registro da intervenção: Na Lata

Música: Cidadão Instigado toca Pink Floyd – Cidadão Instigado (CE)

A banda cearense Cidadão Instigado interpreta o álbum The Dark Side of the Moon (1973), oitavo disco da banda britânica de rock progressivo Pink Floyd.

Considerado um dos discos mais marcantes da história do rock, conquistou o segundo lugar no ranking dos 200 álbuns definitivos do Rock And Roll Hall of Fame mundial, pela revista Rolling Stones, especializada em música.

No show, o grupo formado por Fernando Catatau e sua trupe, reinventa e apresenta uma nova versão para o clássico do rock.

Com: Fernando Catatau (guitarra e vocal), Regis Damasceno (guitarra e vocal), Clayton Martins (baterial de vocal), Rian (baixo e vocal), Dustan (teclado e vocal), Dharma Samu/Alex Vasconcelos (saxofonista).

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário