photo01_thumb.jpg

Bill Medley, o mito das trilhas sonoras da telona, chega a Rio Preto nesta quinta

Um mito em solo rio-pretense. Com 50 anos de carreira, milhões de discos vendidos, singles nas paradas da Billboard e muitos prêmios, Bill Medley desembarca pela primeira vez no Brasil e realiza neste dia 20 (quinta-feira) show especial em Rio Preto na Choperia Zero Grau. Com o romantismo que lhe é característico, o cantor relembra sucessos que marcaram as telonas e tornaram-se clássicos atemporais.

photo01

“Presenciar e curtir uma apresentação do Bill Medley é uma sensação única. Estou muito feliz com esse show no Zero Grau. Não há quem não conheça suas músicas, é um mito que marcou o cinema e agora encanta ao vivo os rio-pretenses. Tenho certeza que a apresentação será um grande sucesso”, destaca Patrícia de Paula, coordenadora de eventos do Zero Grau.

Responsável por embalar histórias de amor no cinema, Bill Medley se consagrou uma das mais importantes vozes da música romântica internacional.

Nas telonas, o cantor norte-americano ganhou destaque em filmes como “Top Gun – Ases Indomáveis” (You’ve Lost That Lovin’ Feelin’), “Ghost” (Unchained Melody) e “Dirty Dancing” ((I’ve had) The Time of My Life).

Premiado por suas músicas, Bill Medley viu seu hit “I’ve had” (The Time of My Life) romper barreiras. A trilha sonora foi a mais vendida de todos os tempos, venceu o Grammy, Oscar e Globo de Ouro e permanece entre as mais lembradas e icônicas músicas do cinema.

Em turnê no país, com poucas apresentações apenas nas cidades de São Paulo, Porto Alegre e Ribeirão Preto, Bill Medley chega a Rio Preto após participação em programas como “Mais Você”, “Programa do Jô”, “Programa do Amaury Jr.” e “Encontro com Fátima Bernardes”.

Em apresentação única na cidade, o cantor prepara show especial no Zero Grau com seleção de músicas que prometem relembrar e criar bons momentos.  A casa, que tem lotação de 350 pessoas, promove um jantar para os presentes antes do show.

“Antes do show terá um jantar com cardápio preparado especialmente para esse dia. Delícias para uma noite memorável”, aponta Patrícia de Paula.

No mês dos namorados, o Zero Grau oferece uma oportunidade de vivenciar emoções que marcaram grandes paixões no cinema e continua embalando casais que ao som de Bill Medley cantam o amor e romantismo.

Bill Medley

Bill Medley é uma figura embrionária no cenário da música mundial. Ele provavelmente é mais conhecido como a metade da inconfundível dupla The Righteous Brothers. Seu rhythm’n’blues emocional e cru, essencialmente criou o gênero “blue-eyed-soul”. Nos anos 60, The Righteous Brothers se tornaram uma sumidade no Top Forty das rádios, com sucessos como “You’ve lost that Lovin’ Feeling”, “Just once in my life”, “Unchained Melody”, e “(You’re my) soul and inspiration”, criando uma cena ultra-dramática no pop romântico dos anos 60.

Nascido em Los Angeles e criado em Sant’ Ana, Bill Medley sempre teve uma paixão por música. Seu pai liderava uma grande banda e tocava saxofone, sua mãe cantava e tocava piano. Naturalmente, Medley foi levado ao grupo de coral e a concursos para cantores amadores durante sua juventude, mas foi apenas depois de ouvir Ray Charles e Little Richard que ele percebeu que poderia fazer da música um meio de viver. “Quando ouvi Little Richards”, ele refletiu, “eu sabia que queria fazer isso. Quando ouvi Ray Charles, eu sabia que precisava fazer aquilo”.

Medley formou um grupo chamado “The Paramours” e foi apresentado a Hatfield, que liderava o “The Variations”. Em uma noite, eles colocaram suas vozes juntas e o resultado foi mágico. Combinando o barítono sem igual de Medley com o poderoso tenor de Hatfield e a densidade de Phil Spector como produtor, o resultado foi incrível. A parceria deles durou 4 décadas, embora Medley tivesse explorado ainda seus solos naquela ocasião. Ele fez sucesso sozinho no final dos anos 60 por 6 anos. Em 1974, a dupla se reuniu e renovou sua maneira de fazer hits com o profético “Rock’n’roll heaven”.

Nos anos 70, seus shows ao vivo continuavam a atrair fãs e ganharam o respeito de uma nova geração de ouvintes. Em 1987, Medley alcançou um monumental novo hit com outra parceira, Jennifer Warnes, em “(I’ve had) The Time of My Life” para o filme “Dirty Dancing”. A canção ganhou um Oscar, o Globo de Ouro, Video do Ano, um Grammy e a trilha sonora se tornou a de maior sucesso desde “Saturday Night Fever”, vendendo 14 milhões de cópias e mais uma vez colocando Medley no topo da Billboards.

Em 1990, a versão de “Unchained Melody” dos Righteous Brothers apareceu no já clássico filme “Ghost”, e mais uma vez alcançou as paradas da Billboard, o que trouxe uma nova geração de ouvintes para os Righteous Brothers. Em março de 2003, a dupla foi nomeada para o Rock’n’Roll Hall of Fame. A indicação veio alguns meses antes da morte repentina de Hatfield. Medley não perdeu apenas seu parceiro nas canções, mas perdeu um grande amigo desde seus tempos de adolescente. Após um período de luto, Medley decidiu continuar sua carreira solo.

Agora, pela primeira vez desde a morte de Hatfield, Bill Medley voltou ao estúdio para gravar um álbum, que não apenas presta um tributo ao legado de seu parceiro, mas revela o talento artístico de Medley. O CD inclui um novo material e também vários clássicos inesquecíveis, prestando homenagem a Ray Charles com sua execução de “Lonely Avenue”, e com a colaboração de Brian Wilson (The Beach Boys) e Phil Everly (The Everly Brothers) em uma versão comovente do clássico de Wilson “In My Room”. Esta canção traz três das mais importantes harmonias vocais no rock and roll. David Wild, da revista Rolling Stone, disse sobre o novo álbum de Medley: “Este cantor corajoso nos deu seu mais fino álbum solo e a melhor coisa que jamais fez desde os anos 60!”.

Serviços:

Show com Bill Medley no Zero Grau

Dia: 20/06/2013 (quinta-feira)

Horário: A partir das 20h

Entrada: Mesa para 4 pessoas R$ 400,00 (Ingressos já à venda)

Local: Choperia Zero Grau – Avenida Alberto Andaló, 3474

Contato: (17) 3235 2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *