Balé de Rio Preto apresentou espetáculo interativo na Rodoviária

Publicado em 14 de setembro de 2015 às 14h54
Atualizado em 14 de setembro de 2015 às 14h55

Os transeuntes que passaram ou estavam à espera de transporte coletivo ou intermunicipal na Estação Rodoviária “Paschoal Lamana”, viveram uma manhã de sábado (12), inusitada. Elas tiveram a oportunidade de assistir ao espetáculo de dança contemporânea “Aos que aqui estão”, representado pelo Balé da Cidade de Rio Preto.

bale-rio-preto-(13)

A ação, que contou com o apoio da Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Lazer, é resultado de convênio firmado com o Programa de Ação Cultural-PROAC, do Governo do Estado, e foi apresentada em oito cidades da região.

“O espetáculo estava agendado para a Praça da Matriz, porém devido à chuva foi transferido, inicialmente, para a Casa de Cultura. Depois, na busca por um público maior, o local escolhido acabou sendo a rodoviária, possibilitando aos passantes um contato com a dança, e garantindo ao grupo um público mais numeroso”, justificou Caio Longhi, Diretor de Cultura.

“Levamos nossa vida roboticamente. Andamos pela cidade, trabalhamos, compramos, nos desfazemos de coisas, muitas vezes sem olhar para o lado. Protestamos, reivindicamos, debatemos e gritamos sem saber ao certo sobre o que ou para que, simplesmente fazemos, pois a maioria está ali. Pregamos democracia e igualdade, mas a maioria de nós sente desprezo, pena e medo daquele que pede do lado de fora do nosso carro. ‘Aos que aqui estão’ aborda as sutilezas de nosso egoísmo social”, explicou Carolina Campos, dançarina e produtora do espetáculo.

bale-rio-preto-(27)

A Cia de Balé

A Cia Balé de Rio Preto (em trânsito para o nome Rio Preto Cia de Dança), uma das mais antigas e conceituadas do interior do Estado de São Paulo, completa 28 anos de estrada em 2015. Já trabalhou com renomados coreógrafos, como Mário Nascimento e Fernando Machado, e recebeu diversos prêmios, como Proacs, Klauss Vianna e um APCA de Qualidade Artística. Fez turnês por todo país e pela Argentina, Cuba e Peru. A Cia é dirigida por Creuza Arruda e possui um elenco estável de sete bailarinos e três estagiários.

Assunto(s):

Faça um comentário