Jovens do Interact incentivam doação de sangue na Semana dos Pais

De terça a sábado da próxima semana (3 a 8), o Interact Club de Olímpia estará desenvolvendo a campanha de incentivo a doação voluntária de sangue “Meu Pai é o meu Herói, e agora será dos outros também”.

Os jovens querem atrair doadores para a unidade de hemoterapia de Olímpia, ao lado da Santa Casa de Misericórdia local.

Os jovens do Interact esclarecem que essa campanha não será só voltada para os pais na semana de comemoração ao seu Dia, e sim para toda a família, incentivando a doação de sangue.

Durante toda a semana, membros do Interact estarão dando apoio e tirando dúvidas, em conjunto com a equipe do Hemocentro, e ao seu final estarão divulgando as fotos acompanhadas de um selo, sendo postadas na página do Interact no Facebook e redes sociais.

Seu amor pode fazer a diferença, seja um Herói doe sangue.

HB Saúde capacitará familiares a cuidar de seus idosos

O HB Saúde irá ministrar em Olímpia, na Câmara de Vereadores, um curso destinado a clientes e interessados em geral, visando capacitar familiares a cuidar de seus idosos.

 

O curso é gratuito, com inscrições limitadas – faltam poucas vagas para completar a cota -, e será ministrado nos dias 18 e 25 de julho, dois sábados, das 8 às 12 horas.

Trata-se de um curso de orientação, os participantes receberão certificado ao final, mas apenas de participação.

O curso não habilitará a pessoa ao exercício profissional de cuidador. Ele visa atender, prioritariamente, quem tem idosos na família. As inscrições podem ser feitas no HB, das 8 às 18 horas, pelos telefones 3281.3075 e 3281.3084.

As instruções serão passadas por uma equipe vinda de São José do Rio Preto, composta por um Geriatra, um Enfermeiro, um Psicólogo, um Assistente Social, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo e um Nutricionista.

O cronograma e programação do Curso de Cuidadores são os seguintes:

Módulo I: Dia 18 de julho – Das 8 às 12 horas – Câmara Municipal de Olímpia

8 às 8h15 – Abertura e Apresentação

8h15 às 8H45 – Tema: Maus Tratos e Negligência

Orientadora: Dra. Luane Rodrigues de Paula – Médica

8h45 às 850 9h20 – Tema: Cuidados de Enfermagem – Luciana Maximino Pedrosa Batista – Enfermeira

9h25 às 9h55 – Tema: Sinais de Alerta e Reação Catastrófica – Dra. Ana Cláudia Castro – Médica

10h às 10h15 – Intervalo

10h20 às 10h50 – Tema: Linguagem e Alimentação – Juliana de Oliveira Lima – Fonoaudióloga

10h55 às 11h25 – Tema: Orientação Nutricional – Juliana Thais Bonfante Scarpelli – Nutricionista

Módulo II: Dia 25 de julho – Das 8 às 12 horas – Câmara Municipal de Olímpia

8 às 8h15 – Abertura e Apresentação

8h15 às 8h45 – Tema: Alterações na estrutura familiar / Inversão dos papéis – Fernando Macedo Magalhães – Psicólogo

8h50 às 9h20 – Tema: Dar Sentido às Atividades – Graziella Andressa da Silva Paula – Terapeuta Ocupacional

9h25 às 9h55 – Tema: Apoio Assistência Social – Isabel Cristina Lopes – Assistente social

10h às 10h15 – Intervalo

10h20 às 10h50 – Tema: Posicionamento e Transferências – Maurício Ferrarezi Pereira – Fisioterapeuta

10h55 às 11h25 – Tema: Adaptação de ambiente – Naraluci Menezes Sicchio – Fisioterapeuta

12H – Encerramento

Cruz Vermelha capacitou mais de 200 servidores da Saúde de Olímpia

Os profissionais da Cruz Vermelha de São Paulo ministraram na Câmara Municipal de Olímpia curso de Capacitação Básica para Primeiros Socorros. A abertura, no dia 2, foi realizada pelo prefeito Geninho Zuliani (DEM) e pela Secretária de Saúde, Silvia Forti Storti, para 225 pessoas, entre elas profissionais da saúde, agentes comunitários e cidadãos de Olímpia e região.

DSC_0004-(1)

Os presentes participaram efetivamente das atividades desenvolvidas nas oito horas de capacitação de forma interativa.

Segundo a diretora da Divisão de Educação Permanente, Humanização e Ouvidoria, Cristina Kiill, “o curso desenvolveu conceitos básicos de primeiros socorros para qualquer pessoa e foi muito interessante, pois todos participaram como voluntários ajudando e instruindo nas ações práticas, como por exemplo, as massagens cardiovasculares, engasgar, enfaixar no meio de uma emergência e aprender a como transportar uma pessoa fraturada”.

A Divisão de Educação Permanente e Humanização tem como objetivo a capacitação dos seus funcionários.

DSC_0020-(1)

“Os funcionários participam, compartilham novas ideias e isto é importante, pois oxigena o sistema. Os cursos valorizam, porque, continuamente, nós estamos preocupados com sua capacitação e experiências”, ressalta a Diretora a respeito deste e demais cursos promovidos pela Secretaria de Saúde.

Cruz Vermelha de São Paulo treinará servidores de Olímpia com noções de Primeiros Socorros

Nesta quinta e sexta-feira (2 e 3), a Cruz Vermelha de São Paulo, em parceria com a Secretaria de Saúde de Olímpia, fornecerá noções básicas de Primeiros Socorros para servidores municipais.

Cerca de 80 pessoas serão orientadas quanto a práticas de socorro e podem atuar em situações de emergência.

i205“Nosso objetivo é difundir noções básicas de Primeiros Socorros para que todos possam agir em situações de emergência, facilitando o auxílio de qualidade ou acesso ao socorro especializado”, afirma Philipe Sampaio, Coordenador do Departamento de Primeiros Socorros da Cruz Vermelha de São Paulo.

O curso falará sobre hemorragias, ferimentos e queimaduras, lesões traumato-ortopédicas, emergências clínicas, intoxicação/envenenamento e uso das técnicas de transporte de vítimas.

 

Sobre a Cruz Vermelha de São Paulo

Fundada em 1912, a Cruz Vermelha de São Paulo atua como parte de um movimento humanitário mundial em benefício das pessoas acometidas por desastres e na capacitação em primeiros socorros e saúde comunitária.

Com mais de 100 anos de atuação no Estado, a Cruz Vermelha disponibiliza serviços nas áreas de Socorro, Primeiros Socorros, Promoção à Saúde, Programas Comunitários, Triagem e Juventude (incentivo à doação de sangue e conscientização de jovens para o voluntariado).

i214_5

Em 2014, foram 66 mil pessoas beneficiadas em ações, projetos e eventos, com 70 toneladas de doações enviadas a campanhas de ajuda humanitária e instituições apoiadas.

Atualmente a Cruz Vermelha conta com 652 voluntários cadastrados, que atuam direta e/ou indiretamente em atividades nas mais diversas frentes de trabalho.

Mais informações estão disponíveis em www.cvbsp.org.br ou nos perfis da instituição no Facebook, Twitter e Instagram (/cruzvermelhasp).

Agentes Comunitários de Saúde participam de palestra sobre combate à Dengue

Os Agentes Comunitários de Saúde de Olímpia estiveram na Câmara Municipal na tarde de segunda-feira (29), participando da Palestra “Papel da Atenção Básica na Estratégia de Saúde da Família e o Enfrentamento do Combate à Dengue”.

capacitacao-dengue

A palestra foi realizada pela Secretaria de Saúde e abordou a importância da Atenção Básica, o papel do Agente Comunitário e a situação de dengue na Divisão Regional de Saúde (DRS) de Barretos.

O intuito foi qualificar os Agentes Comunitários de Saúde nas questões da Atenção Básica e do controle da dengue, além de ressaltar o papel fundamental destas equipes nos municípios, segundo a Articuladora da Atenção Básica da DRS-Barretos, Rita de Cássia Sandrini.

Segundo a articuladora, “o agente comunitário é fundamental, porque quando há uma Estratégia de Saúde da Família, ele é responsável por realizar a visita domiciliar e estabelecer o contato com a população. O agente traz para a equipe da saúde os problemas da comunidade para que sejam realizadas ações e planejamentos para soluciona-los”.

Marta Aparecida Felisbina de Oliveira, Executiva Pública e Interlocutora da Dengue do Grupo de Vigilância Epidemiológica da DRS-Barretos, explanou sobre a situação epidêmica dos municípios pertencentes à Divisão Regional e ressaltou que “a epidemia ocorre porque estamos com um maior número de suscetíveis. Já circularam vários sorotipos, o tipo 1, o tipo 2, o tipo 3 e o tipo 4. Agora está predominando o tipo 1 na nossa região. A gente conseguiu isolar o tipo 1 e o tipo 2. O tipo 2 em Barretos e o tipo 1 na região toda. E no Estado como um todo tem todos os tipos, então têm muitos suscetíveis ao tipo 1, por isso esta transmissão em massa”. Por causa da situação a interlocutora ressalta o que é preciso para combater à dengue: “Temos que eliminar os criadouros. Sem mosquito, sem dengue”, enfatiza.

Saúde esclarece agentes comunitários sobre combate à dengue

A Secretaria de Saúde de Olímpia realizará na próxima segunda-feira (29), na Câmara Municipal a palestra o “Papel da Atenção Básica na Estratégia de Saúde da Família e o Enfrentamento do Combate da Dengue”, destinada aos agentes comunitários do município e da região.

A palestra será ministrada pela interlocutora de Dengue do Grupo de Vigilância Epidemiológica de Barretos, Maria Aparecida Felisbina e pela articuladora de Atenção Básica da Divisão Regional de Saúde, Rita de Cássia Sandrini e tem como intuito capacitar os agentes comunitários para o trabalho e enfrentamento da dengue.

“A equipe toda tem que estar preparada para o combate e o trabalho contra a dengue junto à comunidade. Os agentes comunitários têm papel fundamental, já que estão em contato diário com a população. Os agentes tem que estar capacitados para reconhecer os pontos fracos e as vulnerabilidades de cada local e as diferenças”, ressalta Cristina Kiill, Diretora da Divisão de Educação Permanente e Humanização.

As equipes que irão participar da palestra, que se inicia as 13h30, são dos bairros São José e Cohab IV, e dos distritos de Ribeiro dos Santos e Baguaçu. A micro região também foi convidada.

Olímpia terá campanha de saúde bucal nesta sexta-feira na Praça

Numa iniciativa da Associação Brasileira de Cirurgiões-Dentistas-ABCD, em parceria com a Associação Paulista (APCD), Conselho Regional de Odontologia (CRO-SP) e Dental Cremer, Olímpia terá nesta sexta-feira (26), na Praça Rui Barbosa, a Campanha Sorria para a Vida, de Prevenção de Saúde Bucal, das 9h às 17h.

A ação vai receber o apoio da Prefeitura e Câmara Municipal de Olímpia e, se for detectado caso suspeito de câncer bucal, o paciente será encaminhado ao Hospital Barretos para tratamento.


Em uma Odontovan, dentistas voluntários atenderão a população gratuitamente para fazer exames de prevenção de câncer bucal, doença que mata 4 mil brasileiros por ano, mas que pode ser tratada e curada se diagnosticada precocemente. O exame é rápido, seguro e indolor.

Os casos suspeitos de doença serão encaminhados ao Hospital de Câncer de Barretos. Esta é a oitava ação da campanha no Brasil neste ano e há mais 15 ações previstas em várias localidades. A ação tem o apoio da Prefeitura Municipal.

Com diagnóstico precoce, há chance de cura entre 80% a 90% dos casos de câncer bucal, que atingem mais de 14 mil brasileiros e matam 4 mil adultos/ano no Brasil. Em outra ponta, destaque para os bebês, que com visitas frequentes ao dentista entre 0 e 3 anos de idade, têm redução de 69% da incidência da cárie. Esta deve ser a filosofia de prevenção a ser adotada em todo o Brasil, defende o presidente da ABCD, Sílvio Cecchetto.

A entidade realiza em todo o país, até o final de julho, atividades em parceria com suas Seções e Regionais, para que a saúde bucal da população, com o trabalho do cirurgião-dentista, alcance novos patamares de saúde em todas as fases da vida do paciente, pois o saudável é chegar ao fim da vida com todos os dentes.

A campanha é muito importante para a região e também a população, pois com o apoio da ABCD será possível informar a população sobre os riscos para o câncer bucal e mostrar como a prevenção é importante.

A Sorria para a Vida, que têm âmbito nacional, é uma realização da ABCD, APCD, CRO-SP e da Dental Cremer, com apoio institucional da Abeno, FIESP/Abimo/Sinaemo, APDESP, CFO, CRO-SP, FIO, FNO e IPM para a melhoria da saúde bucal da população e valorização do profissional e da Odontologia.

Os principais fatores de risco para o câncer bucal são o fumo; ingestão de bebidas alcoólicas; infecções por HPV, principalmente pelo tipo 16, e exposição à radiação UVA solar (câncer de lábio). O fumo e o uso excessivo de álcool têm sido responsáveis por 90% dos cânceres da cavidade oral e quando consumidos juntos aumentam os riscos dessa doença.

Segundo o Instituto do Câncer (Inca), o uso de qualquer tipo de fumo disponível no mundo, incluindo todos os tipos de cigarro, inclusive o eletrônico, aumenta significativamente os riscos de muitas doenças na cavidade oral, como o câncer bucal.

O Instituto de Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) aponta que 83% dos homens com câncer de cabeça e pescoço, aí incluído o câncer bucal, são ou foram fumantes. Dos pacientes tratados, 60% são vítimas de tumores localizados na boca e, 40%, na faringe ou laringe.

O cirurgião-dentista é o profissional habilitado para fazer o diagnóstico do câncer bucal nos primeiros estágios da patologia, o que permite o tratamento adequado para dar sobrevida de qualidade ao paciente.

banner-apcd

Agora, pode! Quem estiver com criadouros do mosquito transmissor da dengue será multado

Com a promulgação da Lei 3.960, de 3 de junho de 2015, pelo prefeito Geninho Zuliani (SEM), a Prefeitura de Olímpia a partir de agora poderá aplicar multa em proprietários ou inquilinos de imóveis em cujos quintais forem encontrados criadouros – todo e qualquer recipiente capaz de reter água – do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e da febre amarela. 

  
A multa, a ser aplicada nos casos de reincidência, após Auto de Advertência, ultrapassa a casa dos R$ 200.

A Lei sancionada e publicada na edição do último dia 6, na Imprensa Oficial do Município-IOM, “Regulamenta a erradicação de criadouros do mosquito Aedes Aegypti no Município de Olímpia”. Conforme seu Artigo 1º, tal medida “visa o desenvolvimento de ações objetivando a erradicação de criadouros do mosquito Aedes Aegypti no Município de Olímpia”.
A Lei é resultado de um trabalho elaborado pela própria Secretária de Saúde, Silvia Forti Storti, com base nas necessidades operacionais do Setor, com a colaboração de toda equipe da Vigilância Sanitária, tendo à frente a Diretora de Vigilância em Saúde, Maria Carolina Mirandola, e o Chefe do Setor de Vigilância Sanitária, Ednei Aparecido Queiroz.

Por meio dela, a Secretaria Municipal da Saúde fica responsável, no âmbito municipal, pela execução das ações voltadas à erradicação de criadouros do chamado mosquito da Dengue. É considerado criadouro do Aedes todo e qualquer recipiente capaz de reter água, tanto da rede de abastecimento quanto da pluvial, tais como caixa d`água descoberta, pneus, vasos, latas, embalagens plásticas, garrafas, sucatas, calhas, ferros-velhos, bebedouros de animais ou qualquer outro tipo de vasilhame ou tanque descoberto.

A responsabilidade pela fiscalização caberá ao Agente de Controle de Vetores e ao Agente de Combate às Endemias, servidores municipais do quadro da Secretaria Municipal de Saúde que, rotineiramente, fazem visitas nas residências, estabelecimentos e cemitério, e são responsáveis pela divulgação de medidas educativas sobre a condição individual e coletiva da Saúde e execução de eliminação de criadouros, e pela avaliação das irregularidades e lavraturas de autos de infração.

Os estabelecimentos residenciais, comerciais ou industriais que estocam ou industrializam pneus, ferros-velhos, e bebedouros de animais são obrigados a manterem-se permanentemente sem recipientes de captação de água, de forma a evitar a proliferação de mosquitos.

Nas obras e construções civis é obrigatória a drenagem da água acumulada nos fossos, masseiras e piscinas oriundas ou não das chuvas. Nos cemitérios, os responsáveis pelos túmulos e capelas são obrigados a colocar areia grossa em todos os vasos e floreiras ou guardá-los vazios no interior das capelas.

Verificada a infração a qualquer dispositivo desta lei, os Agentes de Controle de Vetores, independentemente de outras sanções cabíveis decorrentes das legislações federal e estadual, poderão aplicar as seguintes penalidades: Auto de Advertência; Auto de Infração; Apreensão de recipientes de residências, estabelecimentos ou cemitérios.

A pena de advertência será aplicada inicialmente à pessoa em cuja propriedade, quando fiscalizada, forem encontrados os fatores de proliferação da doença, ou seja, larvas do Aedes Aegypti, ou outros insetos e animais peçonhentos nocivos à saúde humana, em cujo auto constará histórico da inspeção, data, local e horário, e as providências a serem executadas no prazo de 24 horas. Será aplicada a mesma pena quando os agentes tiverem a entrada na propriedade proibida pelos moradores.

Terminado o prazo de 24 horas, os Agentes de Controle de Vetores retornarão ao local e, se não foram tomadas as providências determinadas ou não for permitido o ingresso dos agentes na propriedade, será lavrado auto de infração com pena de multa no valor de 10 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo-UFESP’s, este ano no valor de R$ 21,25 cada uma. Ou seja, a multa alcançará a soma de R$ 212,50.

Em casos de imóveis fechados as notificações e demais cominações legais serão feitas em nome no proprietário constante no registro da Prefeitura Municipal. Nos imóveis alugados, os inquilinos responderão pelas cominações legais previstas na lei. Havendo reincidência, verificada em outra inspeção, no mesmo ciclo (depois de aplicada a primeira multa), uma nova multa será aplicada com valores duplicados e assim sucessivamente até que a irregularidade não mais persista.

As multas aplicadas e recebidas terão seus valores recolhidos obrigatoriamente ao Fundo Municipal de Saúde. Em qualquer dos casos dispostos nesta Lei, será dada ampla defesa à pessoa autuada, com prazo de 10 dias, para a apresentação de recurso ao Diretor de Vigilância em Saúde, que terá a incumbência legal de decisão.

E sempre que necessário, o Poder Público solicitará força policial a fim de auxiliar os Agentes de Controle de Vetores na execução do trabalho de erradicação de criadouros. O município está autorizado também por essa Lei, a destinar áreas a depósitos de pneus velhos, procedendo as adequações que se fizerem necessárias.

Prefeito Geninho regulamenta esferas de recursos contra multas do Código Sanitário

O prefeito de Olímpia, Geninho Zuliani (DEM), regulamentou as esferas de recursos contra infrações previstas no Código Sanitário Municipal, elaborado de acordo com o Código Estadual.

geninho

As penalidades são as previstas nos artigos 134 e 135 do Código Sanitário do Estado de São Paulo, que obedecem uma ordem hierárquica para solicitar a revisão do processo, o mesmo que passa a ser feito agora em Olímpia.

O Artigo 134 do Código Sanitário do Estado diz o seguinte: “O infrator penalizado poderá recorrer à autoridade imediatamente superior no prazo de dez dias, contados de sua ciência.” E no 135, diz o seguinte: “Mantida a decisão condenatória, caberá recurso no prazo de dez dias em ordem hierárquica.” E foi nesses dois artigos que o Executivo Municipal se pautou para enviar projeto à Câmara, aprovado e agora instituído e regulamentado pelo Prefeito.

Portanto, a partir de agora, as imposições previstas no artigo 112 do Código Estadual – “Das infrações sanitárias, sem prejuízo das sanções de natureza civil ou penal cabíveis, serão punidas, alternativa ou cumulativamente, com penalidades” -, possibilitarão ao infrator recorrer ao Chefe do Setor de Vigilância Sanitária, no prazo de dez dias, contados de sua ciência.

Caso neste âmbito seja mantida a decisão de condenação, o recurso, com no máximo dez dias, caberá ao Diretor da Vigilância em Saúde, qualquer que seja a penalidade aplicada, e, em última instância, no caso das penalidades previstas nos incisos I a III do artigo 112 do Código, quais sejam advertência, prestação de serviços à comunidade e/ou multa de 10 a 10 mil vezes o valor nominal da Unidade Fiscal do Estado de São Paulo-UFESP, vigente, respectivamente (hoje custando R$ 21,25 cada).

O recurso só poderá ser encaminhado ao secretário Municipal de Saúde quando estiver a penalidade prevista nos incisos IV a XI do artigo 112, ou seja, em casos de apreensão de produtos e equipamentos; de utensílios e recipientes; interdição de produtos, equipamentos, utensílios e recipientes; inutilização de produtos, equipamentos, utensílios e recipientes; suspensão de vendas de produto; suspensão de fabricação de produto; interdição parcial ou total do estabelecimento, seções, dependências e veículos; proibição de propaganda; cancelamento de autorização para funcionamento de empresa; cancelamento do cadastro, licença de funcionamento do estabelecimento e do certificado de vistoria do veículo.

Apenas a penalidade prevista no inciso XIII (intervenção) do artigo 112 do Código Sanitário Estadual pode ser recorrida ao Prefeito Municipal. Nos casos em que o próprio Chefe de Setor lavrar o Auto de Imposição de Penalidade, o fluxo seguirá o previsto neste artigo. Um detalhe: Nos casos em que o próprio Chefe de Setor lavrar o Auto de Imposição de Penalidade, o fluxo de recursos seguirá o previsto a partir do Artigo 2º da Lei.

Vacinação contra gripe é prorrogada até o dia 26

A Campanha de Vacinação contra a Influenza atingiu, até a última atualização 12 de junho, 72,98% dos destinados a receberem as doses. Como a meta é atingir 80% dos 11.823 que têm direito à vacina, a Secretaria Municipal de Saúde da Estância Turística de Olímpia continuará realizando a vacinação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). No Estado de São Paulo, incluindo Olímpia, a campanha foi prorrogada até o dia 26 de junho.

gripe

Conforme os dados apresentados pelo Ministério da Saúde, o Brasil atingiu a meta estipulada, obtendo 80,46% do desejado, com 32.847.445 doses aplicadas. O Estado de São Paulo ficou abaixo das expectativas e vacinou 6.655.308 pessoas, um total de 74,24%, por isso a campanha foi prorrogada.

Dos grupos que têm direito a receber as doses, as gestantes são as que menos compareceram as UBS´s, apenas 295 mulheres foram vacinadas, das 491 esperadas pela Secretaria de Saúde. Devido ao baixo comparecimento, a Secretaria adotou uma medida de busca ativa das gestantes que realizam acompanhamento em clínicas particulares, conforme aponta a Aparecida Nicéia Mussolin, Chefe de Setor de Vigilância Epidemiológica.

A cidade já vacinou 63,01% das crianças, ou seja, 1.811 das 2.874 que têm que tomar a vacina. Este número foi considerado baixo pela Diretora de Vigilância em Saúde, Maria Carolina Mirandola, por isso ela reforça a necessidade das mães cumprirem a obrigação de vacinar seus filhos.

Os trabalhadores da área da Saúde somam 695, totalizando 76,46%. Puérperas (mulheres que deram à luz recentemente) e idosos totalizam 5.827 pessoas vacinadas, 75,31% e 77,21% respectivamente.

Os pertencentes aos grupos que tem direito à vacina (crianças, trabalhador da saúde, gestantes, puérperas, indígenas e idosos) podem comparecer às Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone (17) 3279-2344.

Clínica Odontológica Volte a Sorrir completa hoje 9 anos e com duas unidades

No dia 12 de junho de 2006, há exatos nove anos, era inaugurada em Olímpia a primeira Clínica Odontológica Volte a Sorrir, na rua São João, defronte o Boulevard Shopping, em cima da sede do HSBC. Há cerca de três meses, a segunda unidade foi instalada, com o mesmo padrão de qualidade e elevada tecnologia, à rua Dr. Antonio Olímpio, 449, defronte a loja Olímpia Tintas.

SAM_0239

A segunda unidade ‘Volte a Sorrir’ fica na Rua Dr. Antonio Olímpio, 449, defronte a loja Olímpia Tintas. Como já divulgamos quando de sua inauguração, as instalações são próprias, confortáveis, modernas e com toda a tecnologia para que, no próprio local, se faça desde uma análise prévia da dentição, como, se for o caso, serviço de prótese.

SAM_0247

SAM_0036

A segunda unidade ‘Volte a Sorrir’ conta com  recepção arejada, espaço para o café, banheiros masculino e feminino, sala de esterilização e até instalações de descanso dos profissionais, com cozinha e banheiro.

SAM_0246

A prevenção odontológica ‘Volte a Sorrir’ é um trabalho realizado em equipe com dentistas e especialistas que garantem, ao paciente, a preservação da dentição natural, prevenindo o aparecimento e o progresso de doenças bucais, tais como cárie, gengivite e periodontite. Todas as áreas da Odontologia são cobertas pelos sete dentistas comandados pelo casal Dênis e Simone Rocha, quatro na Matriz e três na segunda unidade.

SAM_0242

SAM_0052

SAM_0038

São cerca de oito mil pacientes bem atendidos nesse período, garante Dênis Rocha.

SAM_0240

Os profissionais orientam o paciente quanto à mastigação, estética, fala e respiração correta.

SAM_0241

“Sempre estamos empenhados na constante atualização constante de conhecimentos, técnicas, materiais e equipamentos de ultima geração, relacionados com a nossa atividade, proporcionando aos nossos pacientes, garantia e qualidade nos serviços oferecidos, resultando nos melhores e menos doloroso s resultados odontológicos”, afirma Dênis.

dentistas

Vacinação contra a gripe vai só até sexta-feira

A Campanha de Vacinação contra a Influenza foi novamente prorrogada em todo o Estado de São Paulo, até o dia 12, próxima sexta-feira, incluindo Olímpia.

Olímpia já vacinou 1.678 crianças, das 2.874 que têm direito a dose, ou seja, 58,39%. Os trabalhadores de saúde já receberam 499 doses, totalizando 54,90%. Gestantes e puérperas juntas totalizam 353 pessoas vacinadas, 55,40% e 72,84%, respectivamente. Em relação aos idosos, o município já vacinou 74,56% das 7.468 pessoas que tem direito a vacina.

gripe

A campanha teve seu prazo prorrogado devido o não cumprimento da meta de vacinação, que é de 80%. De acordo com dados divulgados pelo Ministério de Saúde, no dia 5 de junho, o Brasil tinha vacinado 30.239.861 milhões de pessoas, ou seja, 74,07% do total a ser vacinado.

O Estado de São Paulo também não alcançou os números estipulados pelo governo federal, e registra 70,22% de pessoas vacinadas, um total de 6.294.658 milhões de doses aplicadas nos grupos contemplados pela vacina. Em Olímpia, 8.076 pessoas receberam a vacina, do início da campanha até a atualização do dia 5, totalizando 68,31%,

Os pertencentes aos grupos que tem direito à vacina (crianças, trabalhador da saúde, gestantes, as mulheres que deram à luz recentemente, indígenas e idosos) podem comparecer às Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone (17) 3279-2344.

Olímpia registra 403 casos de dengue e Saúde continua nebulizando e pede apoio da população

Olímpia segue o trabalho de combate à dengue, com procedimentos de nebulização e medidas conscientizadoras, para evitar a proliferação de mosquitos e o aparecimento de novos casos. De acordo com a Secretaria de Saúde, o município registra 403 casos positivos, em um total de 803 notificações.

Dos 403 casos confirmados, 370 são autóctones e 33 são importados. O município registra 230 casos negativos e um total de 170 pacientes estão aguardando o resultado.

Até o momento nenhuma morte foi registrada devido à doença e nenhum paciente foi contaminado pela febre chikungunya ou a febre Zika.

A Secretaria de Saúde e a Vigilância Epidemiológica ressaltam a importância da nebulização e a colaboração da população no combate ao Aedes aegypti, e alerta que verifiquem possíveis criadouros em seus quintais e nas imediações de suas casas.

Estoque de sangue está bastante crítico, doadores são convidados

“Durante o inverno, o numero de doações reduz bruscamente, por este motivo solicitamos aos nossos Amigos do Coração para que, estando no prazo de novas doações, compareçam e colaborem para que não falte sangue a quem necessita na nossa cidade e região”, convida a agente captadora da Unidade de Hemoterapia de Olímpia, Edrene Martins da Silva.

sangue doacao

Edrene faz um apelo bastante crítico: “Precisamos chamar os nossos doadores voluntários, porque estamos com o nosso estoque de sangue em um estado preocupante”.

Quem doar sangue: Tem dúvidas? Ligue: (17) 3281-9080

Vacina contra a Gripe pode ser tomada até o dia 3

A Campanha de Vacinação contra Influenza foi prorrogada em todo o Estado de São Paulo até o dia 3 de junho, inclusive Olímpia. A extensão da campanha é motivada pelo não cumprimento da meta, que é de 80%.

gripe

Em Olímpia, 6.305 doses já foram aplicadas em todos os abrangidos pela vacina, um total de 53,33%. Porém, conforme ressalta a diretora da Divisão de Vigilância em Saúde Maria Carolina Mirandola, “as gestantes e as puérperas são as que menos aderiram à campanha e preocupam quanto ao risco que a doença pode oferecer a elas. Caso elas tenham dúvidas é aconselhado procurar agentes de saúde que irão explicar a importância da vacina e os benefícios desta”.

Segundo informações do Ministério da Saúde, o Estado de São Paulo registra 4.572,208 milhões de doses aplicadas, cerca de 51,01% do total. Em âmbito nacional, a campanha registra 52,85%, ou seja, 21.577,602 milhões de pessoas já foram vacinadas.

Desde o início da campanha até a última atualização do Ministério da Saúde, 22 de maio, o município tinha vacinado 202 gestantes, 41,14% do total e 49 puérperas, ou seja, 60,49%.

NO SÁBADO

No próximo sábado, 30, os agentes da saúde continuarão realizando a vacinação de pacientes acamados que solicitaram a visita.

Os pertencentes aos grupos que tem direito à vacina (crianças, trabalhador da saúde, gestantes, puérperas, indígenas e idosos) podem comparecer às Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone (17) 3279-2344.

Vacinação contra Influenza já atinge 34,04% da população olimpiense

A Campanha Nacional Contra a Influenza, que iniciou no dia 4 de maio, já atingiu 4.024 pessoas, conforme informa a Secretaria de Saúde de Olímpia, em um total de 11.823, ou seja, 34,04% da população do qual a vacina é destinada no município.

gripe

Em um balanço divulgado pela Secretaria de Saúde, nas primeiras semanas da campanha e no Dia de Mobilização das 4.024 pessoas vacinadas, 764 são crianças, ou seja, aproximadamente 26.58%, das 2.874 crianças que devem ser vacinadas no município. Os trabalhadores da área da saúde totalizam 259, de um total de 909, representando 28.49%.

As gestantes também compareceram em bom número e o município já vacinou 141 futuras mamães, aproximadamente 28,72%, das 491 gestantes existentes na cidade. Em relação às puérperas, 56,79% receberam a dose da vacina contra a Influenza, ou seja, 41 mulheres de um total de 81.

A maior quantidade de doses aplicadas foi registrada em idosos, cerca de 37,68% desta população foi vacinada nas primeiras semanas da campanha. Das 4.024 pessoas que compareceram as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), 2.814 eram idosos.

A meta é vacinar 80% dessa população e tem como objetivo reduzir a mortalidade, as complicações e as internações que ocorrem em consequência das infecções pelo vírus da influenza na população. A vacina contra a gripe ou Influenza previne contra os vírus AH1N1 (gripe suína), AH3N2 e INFLUENZA B.