Adolescente de Rio Preto se arrepende de roubar celulares e se entrega à Polícia

Diarioweb — Ele tem 12 anos, rouba celulares desde o ano passado e afirma que já foram mais de 30 aparelhos. Mas desta vez bateu o arrependimento: o garoto ficou de consciência pesada e depois de assaltar um casal usando uma faca de cozinha, ligou para o Copom – a central de atendimento do 190 da Polícia Militar, no último domingo.

menor

No momento do crime, o menino estava acompanhado de outro garoto, de 13 anos. Ele conta que fez uso de cocaína antes de assaltar as vítimas, que caminhavam pela Praça Cívica, no sábado. “Eu quero sair dessa vida. Ligamos para a polícia porque queria ser preso, ir para a Fundação Casa. Acho que temos que pagar pelo que fizemos”, disse o garoto.

Os policiais militares localizaram os dois adolescentes e eles foram levados para a Central de Flagrantes. Após serem ouvidos, o celular roubado foi apreendido, mas as vítimas não foram localizadas. Após serem ouvidos, os dois foram liberados. Durante a manhã de ontem, em sua casa no bairro Sinibaldi, o menino disse ao Diário que cada aparelho celular era vendido entre R$ 100 e R$ 500.

“Comecei isso com o meu amigo. Ele falou: ‘vamos pegar radinhos’ e eu fui. O dinheiro a gente usava para comprar drogas. Só que não quero mais isso. Quero ficar limpo, sem pó. Chega de vida louca”, afirmou o garoto que cursa o sétimo ano do ensino fundamental. A irmã dele, T.I.B., 22 anos, disse que quando foi informada que o garoto estava na delegacia imaginou que ele estaria preso.

“Achei que ele tinha roubado e a polícia tivesse prendido. Essa atitude surpreendeu a gente, esperamos que ele esteja mesmo arrependido e não faça mais.” A jovem contou ainda que a família sabe que o garoto é dependente químico e que ele já passou por tratamento. “Ele ia no Caps, estava frequentando a igreja comigo, mas as más companhias viraram a cabeça dele e ele não obedece a gente.”

Brincando com uma bolinha de plástico, o menino ouviu atento e prometeu à irmã que não irá mais roubar e nem usar drogas. “Nem maconha mais. Não quero essa vida.” O outro adolescente não foi localizado para falar sobre o assunto. Os objetos retirados das vítimas sob a ameaça de uma faca de cozinha eram vendidos para levantar dinheiro para alimentar o vício em cocaína. Ele também admite fumar maconha.

OUÇA A GRAVAÇÃO

Coronel Helena, a primeira mulher a assumir o comando da PM da região

A coronel Helena dos Santos Reis é a primeira mulher a ser indicada para o comando da Polícia Militar da região de Rio Preto. Ela foi nomeada ontem para o Comando de Policiamento do Interior, o CPI-5, em substituição ao coronel Rogério de Oliveira Xavier, que vai para o Comando de Policiamento Ambiental (CPAmb) do Estado de São Paulo. A data da posse ainda não foi anunciada pela corporação.

CoronelHelenaDosSantosReis

Helena é a quarta mulher a ocupar a patente mais alta da corporação (coronel). Ela estava comandando o curso de formação de sargentos da PM, na Capital. Agora, vai liderar uma equipe formada por 2,2 mil policiais militares, 600 deles somente em Rio Preto, em uma área que abrange 96 municípios e 1,4 milhão de habitantes.

“Fiquei satisfeita e realizada profissionalmente. Era algo que almejava por ter desenvolvido boa parte da minha carreira por aqui e também por ser rio-pretense”, diz a coronel, que é noiva de um advogado da cidade. Profissionalmente, a coronel veio para Rio Preto no fim de 1994. Saiu daqui em 2014 para assumir o posto no curso de formação.

“Por conhecer a região, ficará mais fácil para fazer o planejamento e ter mais legitimidade. Acredito que nosso principal desafio será criar uma gestão que privilegie a parceria entre os sistemas de segurança pública, a comunidade, a iniciativa privada e a imprensa”, disse. Ainda nesta semana, a coronel pretende reunir-se com o coronel Xavier para se inteirar dos principais fatos da região. “Ainda não tive tempo de conversar com o coronel. Quero me reunir com ele para que me coloque a par do que vem acontecendo.”

Quanto a ser a primeira mulher a ocupar o cargo na região de Rio Preto, a coronel Helena diz sentir-se orgulhosa, mas acredita que não há muitas diferenças em relação à forma de comandar. “Percebo que isso desperta um sentimento positivo nas outras pessoas e que serve como inspiração. Sinto orgulho por isso, mas não vejo diferenças no trabalho.”

Para o coronel Xavier, a nomeação vai ser muito positiva para a cidade. “Por ela ser daqui, já ter trabalhado na região e na capital, e também por ser muito estudiosa, vai acrescentar muito ao CPI-5.” O tenente-coronel Luiz Roberto Vicente, comandante da PM em Rio Preto, concorda. “É muito dedicada e bem-intencionada. Fiquei muito feliz pela nomeação.”

Fora da polícia, a notícia da nomeação também agradou. “A coronel representa a competência da mulher. É motivo de orgulho para Rio Preto”, disse o presidente da Câmara, Fabio Marcondes (PR). “É firme, correta e, ao mesmo tempo, tem sensibilidade”, disse a presidente da Acirp, Adriana Neves. O prefeito Valdomiro Lopes (PSB) não foi localizado ontem para comentar a nomeação.

Família de policiais

A coronel Helena sofreu influências na família para se tornar policial. O pai e um irmão foram sargentos da PM. Ela é da primeira turma de mulheres da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, em 1992. Veio para a região no fim de 94 e, aqui, chegou ao posto de tenente-coronel. Em 2015, já na Capital, tornou-se coronel. Em 2001, perdeu o irmão, Israel dos Santos Reis, que foi assassinado em serviço. O pai, Domingos dos Santos Reis, morreu em 2007 de causas naturais.

Antecessor assume Ambiental

O coronel Rogério de Oliveira Xavier ficou apenas por seis meses como comandante do CPI-5,. Ele assumiu o cargo em novembro do ano passado e ontem foi promovido a comandante do Comando de Policiamento Ambiental (CPAmb). Ele acredita que a experiência na Polícia Ambiental e o serviço realizado nestes seis meses contribuíram para a nomeação.

“De certa forma, [a nomeação] era esperada. Passei 24 anos na Polícia Ambiental, em várias partes do Estado, portanto conheço biomas diferentes. Além disso, sempre estudei e fiz cursos na temática ambiental”, disse o comandante. Ele apontou o cuidado com a água como o principal desafio a enfrentar nessa nova etapa profissional. “Frente ao atual cenário, devemos priorizar a fiscalização e proteção das nascentes e a exploração da água.”

O balanço dos seis meses em que comandou o CPI-5 é positivo, segundo ele. Destaca duas ações como principais: o estabelecimento da Companhia de Ações Especiais (Caep) e a colocação de viaturas em pontos estratégicos de Rio Preto. “A primeira ação foi responsável por apreender quase três toneladas de droga e a segunda serviu para passar à população maior sensação de segurança.”

Fonte: Diário da Região

EXCLUSIVO! MAIS FOTOS! Prefeito de Severínia faz recape em fazenda e esquece a cidade esburacada

Um verdadeiro escândalo e caso de polícia na tarde desta sexta (22), na zona rural de Severínia. Um trator, equipamentos e servidores, estavam levando massa asfáltica para a Fazenda Nata, particular obviamente, ao invés de tapar as inúmeras ruas abandonadas e esburacadas da cidade.

A Polícia Seccional de Barretos, juntamente com as Polícias Civil, Militar e Científica, estiveram no local, é conduziram o trator da Prefeitura para a elaboração do boletim de ocorrência e perícias.

IMG_20150522_155232798_HDR

Uma denúncia anônima endereçada ao Investigador Luís, revelava que a Prefeitura de Severínia estaria servindo a Fazenda Nata com massa asfáltica, o que é muito estranho em se tratando de propriedade particular.

IMG_20150522_160952359

IMG_20150522_155243972_HDR

O Investigador comprovou a veracidade da denúncia e chamou os policiais civis e militares. A seccional veio depois com os peritos.

IMG_20150522_155201136_HDR

IMG_20150522_155205756

IMG_20150522_155216994_HDR

A movimentação de viaturas chamou a atenção do vereador Carlos Alberto Secchieri, Cacá, irmão do vice-prefeito Guilherme, que tem o Auto Posto Severínia defronte à Fazenda em questão. Cacá percebendo a gravidade dos fatos, chamou o presidente da Câmara Denis Correia Moreira, que testemunharam a, ocorrência.

“Isto é muito grave, uma vergonha, essa massa asfáltica era para cobrir buracos do bairro Cidade de Deus, cuja verba de R$ 250 mil, solicitada vida emenda do deputado federal Eleuses Paiva, pelo meu irmão Guilherme, estava sendo jogada em uma fazenda particular”, disse Cacá ao Diário.

A ocorrência foi atendida pelo delegado Marcelo Pupo de Paula. O trator, equipamentos, é a massa asfáltica, estão apreendidos.

IMG_20150522_155024098_HDR

IMG_20150522_155150127_HDR

Adultos são presos por corrupção de menor, mas liberados sob fiança de R$ 3 mil

Um caso de corrupção de menores ocorreu na noite de ontem, quinta-feira (21), na Praça São Benedito, envolvendo dois adultos e uma garota de 15 anos. A pedido deles, a menina ocultou dois pinos de cocaína em seu sutiã e, nas proximidades do grupo, embora nenhum assumisse a propriedade, os PMs encontraram um grama de maconha.

renan-wellington

A menor M.E.M., estudante, residente no Jardim Harmonia, disse aos PMs Fábio e Ferri – que contaram com o apoio de tenente Marlon, sargento Queiroz, cabos Deivit, Kleber Lima e Carlos e soldados Adaor e Anderson – que foi até o Jardim Santa Fé na companhia de Renan Gustavo Belli, 24, metalúrgico, residente no Santa Ifigênia, e Wellington Henrique Mirota, 23, desempregado, residente no Jardim Miessa, e que lhe deram a quantia de R$ 40 para que comprasse, para eles, dois pinos de cocaína e, ato contínuo, que escondesse em seu sutiã para despistar os policiais, sendo abordados por eles na Praça São Benedito.

Na abordagem, os PMs ainda encontraram uma porção, envolta em plástico, de maconha, mas todos negaram serem proprietários da droga.

A ocorrência foi apresentada no plantão policial, onde o delegado Ricardo Afonso Rodrigues ratificou a voz de prisão para Renan e Wellington, por corrupção de menores, arbitrando fiança de R$ 1,5 mil, para cada um, para que pudessem responder pelo crime em liberdade, que foi paga e, assim, juntamente com a menor, liberados.

Adolescente é apreendido com crack e cocaína no Santa Ifigênia

Um adolescente de 15 anos foi apreendido na noite de ontem, no bairro Santa Ifigênia, pela Polícia Militar de Olímpia, acusado de ato infracional de tráfico de drogas.

menor-O

Em patrulhamento pelas ruas Cláudia Ledesma Miessa, cruzamento com a Rua Sete, conhecido ponto de venda de drogas, os policiais militares Carlos e Anderson avistaram o menor O.S., em atitude suspeita.

Ao avistar as viaturas – estava no apoio cabo Kleber Lima e soldado Adaor, o adolescente tentou fugir, abandonando alguns objetos no local, mas foi alcançado, abordado e revistado. Com ele, foi encontrada a quantia de R$ 60 e, no chão, pelas proximidades, quatro pedras de crack e cinco pinos de cocaína.

trafico

Aos PMs, ele disse que tinha saído com R$ 150 para comprar ‘algumas coisas’, mas negou a propriedade das drogas.

Foi levado ao plantão policial, onde o delegado Ricardo Afonso Rodrigues ratificou a apreensão do menor em flagrante por tráfico de drogas, ficando à disposição da Justiça

Inscrições para concurso de soldado da PM encerram-se hoje à tarde

As inscrições para o concurso da Polícia Militar terminam às 15h59 da próxima sexta-feira (22). Interessados devem se candidatar por meio do site da Vunesp – www.vunesp.com.br. A remuneração básica inicial é de R$ 2.901,03.

soldado

Podem participar candidatos que tenham concluído o ensino médio e que tenham no mínimo 18 anos, no máximo 30 anos e cumpram outros requisitos que estão detalhados no edital do concurso. A taxa custa R$ 50 e deve ser paga por meio de boleto bancário.

Os candidatos farão uma prova escrita com redação e serão submetidos também a avaliação de condicionamento físico, exames de saúde e psicológicos. Passarão ainda por um detalhado processo de investigação social e análise de documentos e títulos.

As provas escritas serão realizadas nas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba.

Fonte: O Diário de Barretos

Ladrão e receptadora são presos em flagrante após furto no Supermercado Dia

Um boletim de ocorrência de flagrante de furto e recepção foi lavrado no início da tarde de ontem, pela Polícia Militar de Olímpia, tendo como vítima o Supermercado Dia. Foram furtados quatro unidades de desodorante spray da marca ‘Dove’. Atenderam essa ocorrência o cabo Kleber Lima e soldado Adaor.

furto

O acusado é o desocupado Deni Anderson Barsalho Ezequiel, vulgo ‘Sacolinha’, 35, morador no bairro Vila Nova.

Em contato com os policiais, Deni confessou que furtou quatro desodorantes e os entregou para a companheira Rayra. Foi dada voz de prisão para ele, e os PMs foram à procura da amásia, sendo vista saindo de um bar.

furto1

De início, Rayra negou que tenha recebido os desodorantes furtados, mas, em revista pessoal, duas unidades foram encontradas, além de R$ 10. No bar, as outras duas unidades estavam com Silvânia Perpetuo Gobato, 39, doméstica, moradora no bairro São José, que alegou a compra deles por R$ 10.

Todos foram conduzidos à delegacia, onde o delegado Marcelo Pupo de Paula ratificou a prisão de Deni, liberando Rayra. No entanto, Silvânia teve voz de prisão e fiança arbitrada em R$ 900, que não foi, assim ela foi encarcerada na Cadeia Feminina de Colina.

E Deni, o autor, encarcerado na Cadeia de Severínia.

Olímpia registra menos mortes por armas de fogo, revela pesquisa do governo federal

O Município da Estância Turística de Olímpia consta no Mapa da Violência 2015, em ranking produzido pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz para o Governo Federal, como a cidade menos violenta em mortes provocadas por armas de fogo.

arma de fogo

Numa relação de 16 municípios da macrorregião, ocupa a 1a posição, “derrubando” cidades maiores e menores. O levantamento abrange os anos de 2010 a 2012, com apenas uma morte por arma de fogo, representando índice de 0,7 em homicídios e óbitos, o menor entre todas.

Apesar de ter reduzido seu índice de mortes por armas de fogo, Rio Preto perdeu 18 posições no ranking. No último estudo, divulgado em 2013, a cidade tinha 7,7 óbitos por arma de fogo para cada 100 mil habitantes e ocupava a 643ª entre as menos violentas do País. Na última pesquisa o índice passou para 7,5 – mesmo assim, caiu para a 661ª colocação, já que outros municípios tiveram melhora mais significativa nos seus números.

A pesquisa baseia-se no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde e leva em consideração todas as mortes por arma de fogo ocorridas entre 2010 e 2012, último dado disponível. Essas mortes incluem homicídios (que respondem por 95% dos casos), suicídios e disparos acidentais.

Para o sociólogo, embora Rio Preto esteja no grupo dos lugares menos violentas do Brasil, a cidade sofre as consequências da migração da violência dos grandes centros urbanos para o interior. “Existe um deslocamento dos polos de crescimento da violência das grandes capitais rumo às cidades do interior, fato que vem sendo observado há dez anos”, diz o especialista.

Para o promotor do júri em Rio Preto Marco Antonio Lelis Moreira, a redução da violência por armas de fogo passa por INVESTIMENTO maciço em educação e programas assistenciais – o Centro Espírita Fé Amor e Caridade (Cefac), que ele preside, prepara um projeto social com crianças e adolescentes carentes. Além disso, diz, a punição aos homicidas tem caráter pedagógico. “Uma punição justa pelo júri faz com que o sujeito pense duas vezes antes de tirar a vida de alguém.”

Na região, das 16 cidades com mais de 20 mil habitantes, abrangidas pelo estudo, a mais violenta do estudo é Tanabi, com 8,2 mortes por armas de fogo para cada grupo de 100 mil habitantes, seguida por Rio Preto. Na outra ponta, com apenas um homicídio nos três anos analisados, está Olímpia – é a 46ª cidade menos violenta do País, conforme o estudo.

No Brasil

O número de mortos por disparo de armas de fogo no País chegou a 42.416 pessoas em 2012. Isso equivale a 116 mortes por dia. O índice por 100 mil habitantes – 21,9 – é o segundo mais alto já registrado no País desde 1980, atrás apenas de 2003.

Se for analisado todo o período histórico da pesquisa, 880.386 pessoas morreram por disparo de arma de fogo entre 1980 e 2012 no Brasil, sendo que 747.760 delas foram assassinadas. Desde 1980, quando 8.710 pessoas foram mortas, houve um aumento de 387% até 2012, quando foram registrados 42.416 mortes. Nesse mesmo período, a população brasileira cresceu muito menos, 61%.

Enquanto isso, em Rio Preto… “Moça, isso é um assalto! Me dê a sua calcinha…”

A cena é insólita. Um criminoso aponta a arma para uma mulher no meio da rua, dá uma tesoura para ela e a obriga a cortar as laterais da calcinha. Em, seguida, ela precisa se espremer para retirar a peça íntima por baixo da roupa para, então, entregar a lingerie ao improvável ladrão, que foge em uma motocicleta.

ilustracao

Pois acredite. O caso aconteceu exatamente assim em Rio Preto na noite de quarta-feira, dia 13, na avenida São Judas Tadeu, esquina com a rua Antônio Pedro Ferracine. A vítima foi uma vendedora de 19 anos, que registrou a ocorrência na polícia somente na tarde desta quinta-feira, dia 14.

A moça contou à polícia que o ladrão maluco estava com um revólver e em uma motocicleta quando parou a seu lado, que estava a pé. Ele, então, mandou que vítima fosse até um lugar mais escuro da rua, apontou-lhe a arma, entregou-lhe a tesoura e exigiu sua calcinha.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima caminhava pela avenida São Judas Tadeu quando, na esquina da rua Antônio Pedro Ferracine, foi abordada por um motociclista, que dirigia uma Honda Titan, de cor verde. A arma, segundo a moça,  aparentava ser uma pistola com acabamento oxidado.

A vendedora não ficou ferida. Ela informou à polícia que o homem era pardo ou queimado de sol e de estatura mediana, usava blusa verde e, por estar de capacete, o reconhecimento seria prejudicado. No entanto, a vítima afirmou que é capaz de reconhecer a blusa, a arma e a voz do assaltante.

Fonte: Diarioweb

Fugitivo de ‘saidinha’ de Ano Novo é preso pela PM no Santa Ifigênia

Um fugitivo do sistema prisional, que havia sido beneficiado com a ‘saidinha’ de Ano Novo, foi capturado pela Polícia Militar de Olímpia, na madrugada desta quarta-feira (13), por volta das 3h, tirando-o da cama, em sua residência, no bairro Santa Ifigênia.

Aldair

Trata-se de Aldair José Pereira, 22, que estava preso por roubo (Artigo 157 do Código Penal). Os policiais militares cabo Nairton e soldado Pedra, tendo conhecimento de que Aldair estava foragido, devido à ‘saidinha’ de Ano Novo, fizeram várias diligências, nos possíveis endereços, até que foi localizado em uma residência da Rua Dr. Augusto Reis Neves, no Santa Ifigênia.

Aldair3

Aldair estava dormindo e os policiais o acordaram, cumprindo a sua detenção. Ele foi conduzido ao plantão policial, sendo atendido pelo delegado Ricardo Afonso Rodrigues, onde aguarda a remoção para o sistema prisional.

Polícia Rodoviária autuou mais de 600 motoristas no feriado prolongado

Por Alini Fuloni – De 30 de abril a 3 de maio, 614 motoristas foram autuados por infrações em rodovias da região. Segundo o comando da 1ª Cia do 3º Batalhão de Polícia Rodoviária, 1059 veículos foram fiscalizados. Das 614 autuações, 113 para motociclistas e 42 referentes a infrações por embriaguez ao volante. 

  

O período corresponde ao feriado prolongado de 1ª de maio, Dia do Trabalhador. A operação foi desenvolvida em rodovias das regiões de Araraquara, São Carlos, Jaboticabal, Bebedouro, Barretos, Itápolis e Catanduva.

Em comparação com o mesmo período do ano passado, a Polícia Rodoviária destaca a redução de 18% de autuações, que estão diretamente relacionadas com ocorrências de acidentes, ultrapassagens em local proibido e embriaguez.

A Polícia Rodoviária destaca que, além de fiscalização de trânsito, a operação Dia do Trabalho 2015 desenvolveu ações de prevenção criminal com equipes especializadas no combate ao crime – TOR (Tático Ostensivo Rodoviário).

Ainda com o aumento médio de 19% no volume de tráfego, coincidente com as previsões, inclusive das concessionárias e do DER, a Polícia Rodoviária enaltece a redução de 7% no número de acidentes de trânsito em relação ao mesmo período do ano passado.

Acidente com vítima => redução de 39%
Acidente sem vítima => redução de 31%

Entre as ações desenvolvidas pelo policiamento rodoviário, destaque para a Operação Cavalo de Aço (fiscalização de motocicletas), Alcoolemia (identificação de motoristas sob efeito de bebida alcoólica ou substância entorpecente) e Vagalume (veículos com problemas no sistema de iluminação).

Homem com posse ilegal de arma em Guaraci é solto sob fiança

Um homem foi preso na tarde de ontem, terça-feira (5), em Guaraci, após a Polícia Militar ter recebido denúncia anônima de que ele estaria de posse de arma de fogo de uso permitido, porém de forma ilegal, escondida em seu veículo VW Gol.

arma

A patrulha com os policiais cabo César e soldados Marques e Borges, foram até o local indicado, no prolongamento da rua Francisco Xavier Ribeiro com a Rua Ernestina Cordeiro, na Cohab 4, em Guaraci, residência de Donizeti Aparecido Claudino, vulgo ‘Piolho’, e os PMs solicitaram que fosse aberto o seu veículo Gol CL, cor verde, placas BOM-5233, para vistoria.

SGT-CÉSAR-E-MARQUES-

Piolho disse que não havia nenhuma arma no veículo, mas ela foi encontrada. Trata-se de uma espingarda calibre 36, marca Rossi, oxidada, desmuniciada e desmontada, escondida dentro da lataria traseira, da parte esquerda do veículo.

Questionado a respeito, Piolho informou que a arma não era sua, e que iria confeccionar uma capa de couro para ela.

Diante dos fatos, ele recebeu voz de prisão, sendo conduzido até à Delegacia de Polícia Civil local, juntamente com a arma, onde o delegado Antonio Miranda ratificou a prisão, arbitrando fiança de R$ 1.000, que foi paga, assim Piolho foi colocado em liberdade, onde responderá pelo porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Dois morrem em acidente no trevo de Olímpia

Duas pessoas morreram e três ficaram feridas em um acidente envolvendo um carro e um ônibus na rodovia Armando de Sales Oliveira, em Olímpia, na tarde desta sexta-feira (1). 

  

Luiz Carlos Rio, 53 anos, e Tainá Maria de Lima Xavier, idade não confirmada, foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros, mas morreram na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Olímpia.

 Todos os feridos eram ocupantes do carro. Segundo os Bombeiros, o ônibus transportava trabalhadores rurais pela rodovia no sentido Severínia-Guaraci, quando o carro, um Sandero, atravessou a via. A placa do veículo era de São Paulo.  

 

Polícia Militar revela estatísticas de que a criminalidade vem diminuindo em Olímpia

A Polícia Militar de Olímpia vem desenvolvendo um trabalho preventivo na cidade que tem dado resultados efetivos no combate à criminalidade. Seja na redução de roubos e furtos a pessoas, residências e veículos, seja na prisão por tráfico e apreensão de drogas, os números mostram que a dinâmica imposta ao Pelotão da 2ª Companhia da Polícia Militar local, está se mostrando acertada.

PM

Para se ter uma ideia, em 2015 os roubos de modo geral caíram 52%, e os furtos de veículos, 30%. A prisão de pessoas por crimes diversos cresceu 42%, os flagrantes 56%, enquanto os flagrantes por tráfico de drogas cresceram 18%. A Polícia Militar de Olímpia apreendeu mais de 3,5 quilos de drogas nos três primeiros meses do ano. A comparação do trabalho da PM foi feita com base nos três primeiros meses de 2014, e janeiro, fevereiro e março deste ano.

Interessante notar que, se em 2015 houve queda na apreensão de drogas – 3,564 quilos este ano, contra 4,747 quilos no ano passado, o número de pessoas presas por envolvimento com o tráfico aumentou – 18% -, passando de 39 para 46 agora.

“É uma comparação meio difícil de se fazer, porque em uma ocorrência ou outra é apreendida uma quantidade grande de entorpecente. Em outra ocasião se tem uma quantidade maior de ocorrências, porém uma quantidade menor de apreensão de drogas. É uma coisa comum de acontecer”, explica o comandante do Pelotão da PM olimpiense, 1º tenente Marlon de Assis Magro.

O fator negativo foi o aumento em 14% nos furtos em geral, passando de 149 ano passado, para 170 nos três primeiros meses deste ano. Os furtos de veículos, ao contrário, caíram 30% – 20 em 2014, e 14 este ano. Os roubos em geral foram de 27 para 13, e os roubos de veículos caíram de três para dois este ano. Homicídio e latrocínio seguiram traçado inverso: em 2014 duas pessoas foram mortas no período, e nenhuma este ano; nenhum latrocínio foi registrado ano passado, mas este ano tivemos um.

“Verificamos que houve 18% de aumento em flagrantes de tráfico de drogas. Isso é interessante porque tem relação com os demais crimes. O tráfico incide no roubo, incide em furtos de forma geral. Então, combatendo o tráfico nós conseguimos combater também os demais delitos”, analisa o comandante do Pelotão.

Nestes três primeiros meses do ano de 2015 foram feitos 75 flagrantes, 56% a mais que em 2014 – 48; foram 81 prisões, contra 57 no ano passado, 42% a mais; registros de Atos Infracionais caíram 5% – de 41 para 39; também caiu a apreensão de menores em 8% – 52 em 2014, 48 em 2015. A PM capturou 26 condenados este ano, contra 22 no ano passado – mais 18%.

Foram presos 46 traficantes em janeiro, fevereiro e março-2015, contra 39 no mesmo período de 2014 – 18% menos. Porte de drogas foram 19 contra 34 em 2014. Subiu 31% o número de escoltas – viaturas e soldados empregados no acompanhamento de detentos para penitenciárias, feitas pelos policiais militares, passando de 116 para 152.

Faz parte também da ação policial os chamados “comandos”, feitos em diversos locais estratégicos da cidade, quando são vistoriados documentos de veículos. Este ano foram vistoriados mais carros (19%) que ano passado (subiu de 3.870 para 4.594), e motos (mais 13%), passando de 2.730 para 3.093. Neste período, mais pessoas também foram abordadas nas ruas – índice 11% maior, passando de 8.778 para 9.771.

A Polícia recuperou oito veículos furtados este ano, contra seis no ano passado – 33% mais, enquanto armas brancas (facas) apreendidas foram 17 este ano, contra 11 no ano passado. Em 2014 houve a apreensão de cinco armas de fogo, contra apenas uma este ano – redução de 80%.

“Tudo isso é reflexo do empenho dos Policiais Militares da 2ª Companhia de Olímpia, sempre empenhados em prestar o melhor serviço possível para a sociedade”, considerou o 1º tenente Marlon.

Homem vai preso por embriaguez ao volante na madrugada desta terça

Um homem de 46 anos foi preso aos 19 minutos desta terça-feira (28), pelo crime de embriaguez ao volante e pelo fato de já ter sido condenado em 1996 por crime doloso de tráfico de drogas, por isso, ficou sem fiança e acabou em uma das celas da Cadeia de Severínia.

Durante patrulhamento pelo bairro Santa Ifigênia, a guarnição com cabo Kleber Lima e soldado Adaor, avistou Gilson Dias de Oliveira na direção de um Fiat Tempra, cor branca, placas BUQ-9877, de Olímpia, sendo abordado por estar em local, segundo denúncias anônimas, onde ocorrem tráfico de drogas.

O condutor foi revistado, porém nada de ilícito foi encontrado, mas estava com sinais visíveis de embriaguez e, por isso, foi convidado ao teste do bafômetro, que foi aceito e, assim, o resultado acusou 0,47 mg/l, o que caracteriza embriaguez ao volante.

Diante dos fatos, Gilson recebeu voz de prisão, e não foi arbitrada fiança de praxe pelo fato dele já ter sido condenado por crime doloso (tráfico de drogas), em 1996.

Ele foi recolhido à uma das celas da Cadeia de Severínia, segundo determinação do delegado de Polícia Civil Marcelo Pupo de Paula, e o veículo recolhido ao pátio da Ciretran.

Furtou laranjas e foi para a cadeia por não pagar fiança de R$ 2 mil

Um homem de 27 anos foi preso em flagrante enquanto furtava 20 quilos de laranjas e uma faca do Sítio Marca Duilio, no bairro Olhos D’Água, no início da noite desta quinta-feira (23). Os policiais militares Adaor e Passarela, com apoio da viatura com cabo Kleber Lima e soldado Anderson, prendeu-o enquanto estavam em outra ocorrência, casualmente, e estranharam quando ele abandonou um saco de laranjas na estrada vicinal quando avistou as viaturas.

laranja

As guarnições se deslocavam pela vicinal que dá acesso ao distrito de Álvora, com o objetivo de localizar um adolescente que estava com mandado de busca e apreensão, e nesse ínterim avistaram Everton Cesar Torres de Almeida, vulgo Queque, morador do bairro São José, que, por sua vez, ao notar a presença dos policiais, abandonou o saco de laranjas e saiu correndo.

Abordado e revistado pelos militares, que encontraram uma faca em seu poder, e também recolheram o saco de laranjas, de 20 quilos, Everton confessou que tinha furtado as laranjas em um sítio nas proximidades, indicando o local exato.

Foi feito um contato com o proprietário do local que, por sua vez, disse aos PMs que furtos de laranjas são constantes na propriedade.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão para o autor, que foi apresentado ao delegado Ricardo Afonso Rodrigues, que arbitrou fiança de R$ 2 mil, que não foi paga, assim ele foi encarcerado na cadeia de Severínia.